Can women be competitive in F1?

Publicado: 14/02/2014 por Will em Formula1

Publicado originalmente em joeblogsf1:

The news that Simona de Silvestro is hoping to land a seat in Formula 1 in 2015 is great news for the sport. The Swiss girl has done a great job in IndyCar in recent years and, of all the women racing at the moment, she probably has the best credentials, although one might argue that Danica Patrick still has a better record as she won an IndyCar race a few years back, before moving off to NASCAR. The key difference between the two is that De Silvestro finished on the podium in a street race, rather than on an oval. This means that she is competitive at a track where ability and physical strength are both important. It is often said that Patrick could not compete on street tracks because she was not strong enough. The question of whether she is good enough for F1 is yet to be…

Ver original 868 mais palavras

Downforce: F-1 e seus conceitos básicos

Publicado: 09/02/2011 por Will em Artigos, Formula1

Este slideshow necessita de JavaScript.

Quem começou a acompanhar F-1 na mesma época que eu deu sorte e deu azar.

Fui criado assistindo F-1 e vendo Senna ganhar 1, 2, 3 vezes o WDC – Sorte!

Fui criado assistindo F-1 na Globo, na indigesta companhia de Galvão Bueno e na mais completa falta de explicação técnica para cada acontecimento que eu via na tela plim-plim – Azar!!!

Quem começou a acompanhar F-1 junto comigo e decidiu que amava o esporte mais do que Ayrton Senna, teve que preencher lacunas. Ainda bem que existe a internet e a conexão discada. Senão eu jamais teria aprendido o que é downforce ( ! ).

Downforce é a força que faz o carro de corridas ‘ficar colado’ na pista. Essa força é criada a partir de características aerodinâmicas do carro. O objetivo do downforce é permitir que o carro faça curvas com uma maior velocidade, aumentando a força vertical sobre os pneus, criando assim mais aderência.

Princípios fundamentais

O mesmo princípio que permite a um avião levantar vôo, é usado no sentido inverso para empurrar o carro de corrida contra a superfície da pista. Imagine que o carro tem asas, mas utilizadas ao contrário das de um avião (invertidas).

Esse efeito é conhecido como “aderência aerodinâmica”, e distingue-se de “aderência mecânica”, que é uma função da repartição em massa do carro, pneus e suspensão.

A criação de downforce por dispositivos passivos quase sempre só é conseguida às custas de aumento de arrasto aerodinâmico (ou atrito), e a configuração ideal é quase sempre um compromisso entre os dois. O que gera infindáveis ajustes que dependem de coisas como o comprimento das retas e os tipos de curvas de um circuito, e, claro, do estilo de pilotagem de cada piloto – vocês lembram dos ajustes das McLarens em Monza,2010? 

Uma vez que é uma função do fluxo de ar sobre e sob o carro, e devido as forças aerodinâmicas aumentarem com o quadrado da velocidade (D=1/2x(WS x H x A0A) x F x p X V²), a pressão aerodinâmica aumenta com o quadrado da velocidade do carro e exige uma certa velocidade mínima, a fim de produzir um efeito significativo – por isso que acho ridículo Celtas, Gols e Palios rebaixados e com aerofólios traseiros (megafail).

Os dois principais componentes de um carro de corrida que podem ser usados para criar downforce, quando o carro está em velocidade de corrida são:

  1. o formato do carro;
  2. os aerofólios;

Já tivemos todas as variações possíveis nesses 2 itens na história da F-1. Desde os famosos charutinhos (que acho engraçadíssimo quando leio que é a nova tendência de design na busca pelo downforce perdido com o novo regulamento) até os bizarros carros com 1000 asas e penduricalhos (quem não lembra daquele BMW ‘chifrudo’ o BMW F1.08).

E sempre, a cada tendência, a FIA tenta tornar os carros mais lentos nas curvas (que é o objetivo oposto da busca pelo downforce) e facilitar as ultrapassagens – aquela velha história de entrar colado no carro da frente, pegar o vácuo, dar o drible e passar.

fonte: www.wikipedia.org

Kubica, vaga cobiçada e futuro incerto...

Logo após o acidente de Robert Kubica no domingo começaram as especulações de quem poderia ocupar a vaga do polonês, esse evento desencadeou uma pequena gossip season, que começaria apenas em Mônaco e pasmem os comentários não se restringem apenas a vaga do piloto da Reanult. Boullier afirmou agora a pouco os candidatos a vaga.

Então vamos conhecer os candidatos e suas chances. Leia o resto deste post »

Apresentação do novo Force India

Publicado: 08/02/2011 por Mari Espada em Formula1, Notícias
Tags:, ,

Hoje foi lançado mais um carro da “segunda divisão” da Fórmula 1, o Force India VJM04, que será pilotado por Adrian Sutil e Paul di Resta nessa temporada de 2011.

Leia o resto deste post »

Nova Hispania é revelada

Publicado: 08/02/2011 por Claudemir Freire em Formula1
Tags:,

A Hispania revelou seu carro para a temporada de 2011, o F111 foi desenvolvido pela própria equipe e por seus engenheiros e a liderança técnica de Geoff Willis e o Designer Chefe Paul White. Leia o resto deste post »

Virgin MVR02

Publicado: 07/02/2011 por Allan Wiese em Formula1, Notícias

A equipe Marussia-Virgin lançou hoje, aproximadamente às 9:00, no horário de Brasília, o MVR02, carro que serpa utilizado por Timo Glock e Jerome D’Ambrosio na temporada 2011.

Não pude acompanhar os detalhes do lançamento em tempo real, mas pelo que li alguns contra-tempos aconteceram. A equipe tinha previsto cobrir o evento ao vivo e on line, mas isso não aconteceu. E ocorreu um atraso de cerca de meia hora até que o carro fosse apresentado ao público. Leia o resto deste post »

Kubica fora da temporada 2011

Publicado: 07/02/2011 por Marcelo Brum em Formula1, Notícias
Tags:, ,

O piloto polonês da equipe Lotus-Renault, Robert Kubica, que sofreu um grave acidente automobilístico nesse domingo (06-fev), deverá levar aproximadamente um ano para se recuperar. Leia o resto deste post »