Quem são vocês ?

Publicado: 21/07/2010 por Claudemir Freire em Variedades

Durante os quase três anos que conhecemos muitos de vocês, fizemos muitas amizades, algumas delas renderam frutos, como esse blog.

Mas não sabemos quase nada da maioria que passaram pelo blog do Becken e passarão por aqui, e foi  uma sugestão do Teo e prontamente aceita por nós. E para que possamos nos conhecer melhor, digam pra gente:

De onde são vocês ?

O que fazem ?

Onde moram ?

Como começou a paixão por automobilismo ?

Tudo que possa ser relevante para criar um blog cada vez melhor.

Um abraço!

Equipe Ultrapassagem.

Anúncios
comentários
  1. tomasf1 disse:

    Bom.

    Eu moro em Florianópolis, tenho 13 anos, sou estudante e como alguns devem saber tenho o Blog Fórmula 1 como casa de discussão, rsrs…

    A minha paixão por automobilismo começou por finais de 2005, esporadicamente em 2006 e em 2007 já sabia tudo (do meu jeito, rsrs).
    Depois foi na base da leitura por fatos antigos, muitas coisas além disso, minha paixão crescia cada vez mais.
    A única saída então foi fazer um blog para descarregar tudo isso..

    Estou curioso por saber dos outros agora!

  2. Galkadesh disse:

    Quem sou? Nome: Raphael Arqueti / Nick: Galkadesh

    De onde sou ? Minas Gerais

    O que faço? Sou advogado, mas no momento estou focado em passar num concurso público.

    Onde moro ? Cataguases

    Como começou a paixão por automobilismo ? Tenho 28 anos e comecei a assistir corridas de F1 aos 9 anos. Uma paixão do meu pai que se transferiu para mim. A velocidade e a paixão pelos carros de corrida é algo que está no sangue, não tem muito como ficar explicando. Simples assim.

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Galkadesh,

      Sempre fui muito a Juiz de Fora, que é aí pertinho né ?

      É uma região bem bonita.

      Vem somar com a gente mineiro.

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

  3. Sirlan Pedrosa disse:

    Vamos lá !

    Sirlan Pedrosa
    37 anos
    Casado por opção
    Três filhos por benção
    Engenheiro mecânico por formação
    Comerciante por profissão
    Pernambucano por nascença
    Baiano por residência
    Torcedor do Sport Club do Recife de coração

    Um abração,

    Sirlan Pedrosa

  4. Allan Wiese disse:

    Allan Wiese, 22 anos. Nascido e residente em São Bento do Sul, SC. Cidade tranquila de ~70 mil habitantes.
    Sempre sonhei em ser engenheiro mecânico quando criança, por causa da paixão pelos carros. Virei engenheiro, mas de software. Trabalho com desenvolvimento para Linux, além de trabalhar como administrador de redes, dependendo dos projetos da empresa.
    A paixão pelos carros vem desde pequeno, sendo ajudada por ter um primo piloto (Rafael Túlio, Rali de Velocidade. http://www.mundorally.com.br/index.php/2010072115971/IRCVIDEO-Rafael-Tulio/Cesar-Valandro-testa-Clio-R3-para-Rally-da-Madeira.html pra falar das conquistas recentes de meu primo).
    Acompanhava a F1 esporadicamente na temporada européia por que era de dia. Mas a partir de 2007 quando ficamos conhecendo Lewis Hamilton, não tive escolha a não ser começar a acompanhar mais de perto.
    Conheci a galera esse ano no F1around e comecei a dar minhas opiniões por aquele pedaço.
    E estamos aí para tentar contribuir com esse espaço.
    Abraço a todos, Allan Wiese.

    • Allan Wiese disse:

      Ficou faltando: Ex mesa-tenista profissional (auxílio atleta) apaixonado pelo esporte; peladeiro de final de semana; torcedor do Vasco; músico de igreja: bateria, voz e violão.

      • Anselmo Coyote disse:

        Torcedor do Vasco… só me faltava essa… um moço tão brilhante.

  5. Dorfão disse:

    Bem,

    Meu nome Rodolfo Pereira, tenho 27 anos, sou de Ribeirão Preto, interior de SP.
    Sou analista de suporte e meu amor pelo automobilismo nasceu por culpa do meu pai, fã de Emerson Fittipaldi, e depois fanático por Ayrton Senna.
    Começei acompanhar a F1 em 90, quando tinha 8 anos, prestigiei ao vivo algumas vitórias de Ayrton Senna e tenho muito orgulho disso. Além de automobilismo amo o motociclismo, dou umas aceleradas em finais de semana…rsrsrs…
    Não tenho blog, mas se alguem quiser me add no orkut, ficarei feliz.

    orkut: http://www.orkut.com/Main#Profile?rl=mp&uid=1624894602234868259

    Abraço a todos e achei ótima a idéia de poder conhecer melhor o pessoal, esse blog vai longe = fato!

  6. Rapaz…

    Sou paulista de São Bernardo do Campo e como o Sirlan estou radicado na Bahia a 9 anos e adoro o nordeste, não saio daqui para mais nada, rsrs.

    Moro em Canavieiras, uma cidade de um pouco mais de 50 mil habitantes próximo a Ilhéus, tenho uma loja de informática e dois filhos que são a minha alegria.

    Putz, hobby.

    Tomar cerveja na praia com os amigos e fazer um churras com carne vinda de SP, traficada por um amigo que retornou a terrinha de doido e manda umas picanhas, fraldinhas e cupins sempre que pode.

    Formula 1 desde 1980 de lá pra cá só perdi a temporada de 1997 porque o trabalho não deixava, e como fã do Nelsão assisti todos os três títulos dele e vibrava com sua genialidade e loucuras que fazia dentro e fora das pistas (acho que dá um belo post para a seção de histórias da F1) como estar com uma princesa num hotel em Mônaco no sábado 1 hora antes da classificação e Bernie Ecclestone dono da Brabham desesperado por não acha-lo, quando descobriram o hotel onde ele estava Gordon Murray ligou e ele disse:

    Calma, já vou, estou com a princesa, e não posso deixa-la na mão.

    E ele chegou a tempo para a classificação, fez a pole, mas infelizmente na corrida ele não foi bem.

    De resto, estou feliz por te-los aqui.

    • Dorfão disse:

      “Calma, já vou, estou com a princesa, e não posso deixa-la na mão.”

      kkkkkkkkkkkkkkkkkk…. Esse Piquet foi uma figuraça hein? rsrsrs….

    • Lucas Túlio disse:

      hahahahahaha,

      “Calma, já vou, estou com a princesa, e não posso deixa-la na mão.”

      eu começei a ler a biografia do Piquet esses dias, tem muita história boa!!

  7. Alex-Ctba disse:

    Meu nome é Alexander Akio Arake, neto de japonês e já fui(e sou) muito zoado por esse sobrenome. Meus amigos me chamam de japonês de araque, pq não pareço japa, já q minha mãe é brasileiríssima, morena quase negra e da mistura de japones com preto, nasceu este q vos fala. Sou formado em Ciências Contábeis pelo Mackenzie em SP (turma de 2000) e passei quase toda minha vida em SP. Sou Paulistano, mas morei por três anos em Manaus, qdo meu pai nos levou para lá, por ter tido uma boa proposta de emprego. Minha irmã nasceu lá em Manaus, mas já mora há muitos anos em Londres. Tenho alguns irmãos espalhados por aí e o q eu mais gosto de visitar é o q mora em Florianópolis pelos motivos óbvios. É pra Floripa q eu vou quase todo verão. Estou desde 2005 aqui em Ctba, pq qualidade de vida é uma coisa q prezo muito e atualmente exerço minha profissão em um grupo empresarial do ramo de extração de madeiras. Ainda estou longe de me realizar profissionalmente, mas continuo na batalha e a vida é boa aqui no Sul. Sou corinthiano roxo (maloqueiro e sofredor graças a Deus), peladeiro de toda terça e sábado. Do grupo de terça eu sou o presidente e tenho q organizar as peladas, cadastrar no site os gols, rankings, etc. Apaixonado por F1, como todos vcs, comecei a acompanhar esse esporte com as vitórias do Nelson Piquet. Vibrei com o primeiro título do Nelsão em 1981, e virei fanático a partir das espetaculares vitórias do Senna. Nunca parei de acompanhar F1, nem depois da morte do meu ídolo e nem no marasmo da era Schumi. Comecei a tomar gosto por música pelos discos dos Beatles, Led Zeppelin, Rolling Stones do meu pai, q era eclético e gostava de samba tb. Dei uma nova dimensão ao seu ecletismo musical e atualmente ouço de td. menos música sertaneja q não consigo gostar, apesar de gostar muito de country americano. Com a idade, passei a apreciar tb um pouco de jazz e a prestar atenção aos discos de Diana Krall. Meus vizinhos não entende meus gostos musicais, já q o pessoal aqui do Sul, gosta muito de Sertanejo e música gaúcha. Tenho um filho de 03 anos, q ocupa muito do meu tempo e atualmente o q eu mais gosto é de ver ele crescer e acompanhar a evolução do moleque. Gosto muito de cães, já tive vários de raça e atualmente tenho dois vira-latas muito espertos e fortes q guardam a casa muito bem. Zoei td q podia na minha solteirice e na época da faculdade. Atualmente sou um pacato cidadão, com meus discos, meus livros, meus amigos e td mais hehehehe

  8. Daniel Lima disse:

    Daniel Lima
    35 anos
    viuvo indo pro segundo casamento
    um casal de filhos.
    cursei 2 anos de ADM e desisti.
    empresario no ramo de caminhões pipa e distribuição de agua potavel.
    to pensando em por um de meus caminhões na formula truck (bricadeira rsrs)
    baiano com descendência alemã,moro em Salvador
    torcedor do Bahia e Bayer Leverkusen
    fanatico por F1,fanatismo herdado de meu pai,que era fã do Nelson Piquet.
    Tenho como idolo Ayrton Senna,quem considero o melhor de todos os tempos.
    Fã do Massa,Kimi e Shumy,Vettel e Hamilton.

    Abraço a todos

  9. Teo disse:

    Pessoal,

    1)Teófanes Junior;
    2)Tenho 34 anos;
    3)Sou empresário do ramo de veículos(atualmente fechei a loja devido a crise)mas atuo ainda na área comercial dos mesmos;
    4)Sou nascido e residente em Manaus/AM e não tenho muita pretensão de sair daqui;
    5)Casado e tenho 2 filhas de 1,10anos e 08 meses respectivamente, mas tenho tb um casal do relacionamento de 08 e 05 anos anterior;
    6)Sou discípulo de “Yeshua Hamachiach”, a saber Jesus Cristo;
    7)Comecei a me interessar por F1, através de herança do meu pai, que era fã de Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet e demais de Senna, ainda me lembro que alguns domingos acordava cedo para sentar com ele e assistir Piquet e Senna, ao invés de F1, qd Senna morreu parei de assitir por alguns anos, mas retornei em seguida por curiosidade de saber quem era esse tal de Shumacker que estava levando todas, já estive em Interlagos na despedida de Shummi em 2006 e vi Alonso ser Bi, estive tb em 2008 e me intristeci com o ocorrido, mas estamos aí, torcendo novamente pelo Massa;
    8)Como sugerido no post em colocar qualquer outra coisa relevante sobre, aí vai, sou bonito pacas segundo minha mãe, esposa e filhos, rsrsrs….

    • “8)Como sugerido no post em colocar qualquer outra coisa relevante sobre, aí vai, sou bonito pacas segundo minha mãe, esposa e filhos, rsrsrs….”

      Kkkkk, muito bom, mas Teo 4 filhos com 34 anos, o que tem na água aí no Amazonas ?

      • Will disse:

        Rapaz, fui em Manaus em novembro do ano passado…e acho que é o calor, é tanto calor que a gente bebe aos montes essa água batizada (aí já viu!).

      • Teo disse:

        É meu amigo, um pouco dificio de entender essa história, mas vou daquela que Deus liberou ao criar o homem, “vá e multiplique e povoe essa Terra que eu te dou por herança”!rsrsrs…

    • Andy disse:

      Uia, que bacana, eu também sou de Manaus. Depois eu me apresento melhor, tô meio ocupado agora. :)

  10. Will disse:

    Engraçado ler a história de vocês! Sacanagem a minha…

    José Wilson Carvalho de Mesquita – Virei Will por que meu nome não coube em uma equipagem do time do colégio no 1º ano (ensino médio), hoje sou Will para todos (até para minha mãe!).

    Tenho 29 anos (10/11/1980).

    Sou casado (há 5 meses) e não tenho filhos ainda (estou estagiando com 2 cadelas, 2 gatas e 1 coelha).

    Sou Maranhense, de São Luís. Moro em São Luís, mas consegui viajar o Brasil inteiro na época da faculdade (ô coisa boa!!!).

    Sou farmacêutico de formação, biólogo de coração (mas não apresentei monografia, rs) e trabalho como Coordenador de Produção de uma Agroindústria (Quercegen Agronegócios).

    O culpado desse vício é o meu pai, que era um grande fã da F1 (parou de assistir em 94, odeia o Schumacher e voltou a se interessar por F1 graças ao Hamilton). Minhas grandes lembranças de infância são de assistir F1 aos domingos comendo farofa de torresmo ou pescada frita com farinha e limão.

    Meu sonho não realizado é de assistir um GP de F1.

    O que eu faria se ganhasse na Megasena de Natal seria assistir todas as etapas do Mundial.

    • Will disse:

      Devo acrescentar que sou botafoguense por uma questão praticamente genética (avô, pai, etc…).

      Sou torcedor da McLaren e isso é difícil de explicar (mesmo envolvendo Ayrton Senna na história!).

      Acho Galvão Bueno detestável, mas morro de rir das besteiras que ele fala.

      Minha esposa odeia quando acordo de madrugada para assistir a treinos, corridas e afins!

      Comecei a acessar o F1 Around para poder acompanhar a pré-temporada e fiquei embasbacado com o nível das postagens e dos comentários.

    • Will disse:

      @jwillmesquita

    • Anselmo Coyote disse:

      ‘Sou casado (há 5 meses) e não tenho filhos ainda (estou estagiando com 2 cadelas, 2 gatas e 1 coelha).”

      É… uma pena, porque reprodução em cativeiro é muito mais difícil. Mas não desista.

  11. wilson disse:

    Meu nome é Wilson Costa. Brasileiro, Natural de São Paulo/SP, mas há muito tempo residente em Santa Catarina.

    Maior parte minha vida em Joinville (30 anos praticamente – uma vida toda)
    Também já morei em Florianópolis, nossa capital (bela cidade) por umas tres vezes, períodos pequenos do tipo 3 a 6 meses cada vez.

    Desde 2000 moro em Brusque com minha esposa e minha filha.
    Não gosto daqui na verdade, mas por respeito minha familia resolvi ficar por aqui.
    Vim para cá para ajudar na implantação de uma empresa de tv a cabo na qualidade de supervisor de operações, participando de tudo: contratando pessoal, treinando, cuidando do dia a dia, planejamento, organização, vendas, abrindo pontos de vendas, fazendo trabalho de relações públicas, indo a jantares, coquetéis, aturando meu gerente (he he he)
    Fiquei dois anos como Supervisor, e como somos somente números fui substituido, e esse outro foi substituido e esse outro por outro, etc… Ou seja, depois que sai passaram uns quatro ocupando mesma função mas com certeza tendo tido oportunidade realizar bem menos.

    Continuei de alguma forma sempre trabalhando com esta empresa.
    Fui supervisor comercial em uma empresa terceirizada deles, fui vendedor externo, depois meu gerente me fez assumir terceirização serviços não essenciais como limpeza, manutenção, entrega correspondências, malotes, pegar assinaturas, etc…
    E junto acabei conseguindo contrato mais duas empresas na esteira dessa atividade.
    Como trabalhava com moto, eis que seis meses depois fui atingido no trânsito (22/dez/2005) por um carro, tive diversas escoriações leves e quebrei as duas pernas. Uma com fratura exposta, a outra internamente. Passei três anos me recuperando, após esse período fiquei com uma sequela definitiva na perna esquerda (canela pra baixo) chamada linfedema. Um inchaço crônico, bastando andar, estar de pé. Uso uma meia alta compressão o dia todo, tenho que procurar por a perna pra cima muitos momentos, tomo medicamento para cuidar parte vascular.

    Durante algum tempo consegui manter o contrato dessa empresa, mas chegou um momento que pela minha ausência a frente do negócio acabou inviabilizando continuidade contrato.
    Tentei montar dois negócios depois disso que não deram certo e acabei cheio de dívidas.
    Mas continuo com projetos e idéias, que não levei adiante porque sei que sem grana não vai dar liga. É sofrer de novo. Faço um extra as vezes com informatica e vendas de forma autônoma. Faço parte do exército de sofredores do inss, recebo benefício. Ajuda, mas é pouco.
    Já fui vendedor supermercados (Coca Cola e Pepsi Cola) já fui Representante Sky, Directv.
    E um monte de coisas também.

    Tenho dois irmãos: um mora em SC, outro em curitiba (faz faculdade)
    Meus pais moram em Joinville, assim como maior parte parentes meus e de minha esposa.

    Minha esposa é corintiana (pobre coitada)
    Torço pelo São Paulo, mas também acompanho, vibro gosto desde pequeno do Santos, Cruzeiro, Grêmio, Sport. (não me pergunte porque)

    Adoro automobilismo desde pequeno, acompanho corridas desde uns 13 anos (idade do tomas) por sinal quando era pequeno e morava em São Paulo, morava próximo autódromo Interlagos, não assistia corridas, mas dava pra ouvir os motores sempre.
    Amo tudo relacionado a automóveis: feiras, estandes, revistas, posters, miniaturas, corridas, etc… Sempre lia quatro rodas. Hoje em dia me atualizo pela internet, apreciando sites e blogs sobre automóveis e corridas.

    Gosto de F1, WTCC, Rally, F-Truck, Indy, DTM, e assim vai.

    Não me formei a nível curso superior, tendo começado Economia, mas não tendo prosseguido (lamentavelmente)

    Tenho uma vida equilibrada, tenho um sonho que quero realizar brevemente: fazer um curso de locutor. Não para trabalhar em FM, pois minha voz é boa, mas não teria pique e velocidade que o fm requer, teria uma postura, uma voz marcante para AM, mas para eventos, noticias, locução comercial.

    Quero ver se consigo fazer o curso a partir de outubro, quando abre nova turma e sinceramente adoraria poder um dia ser reconhecido por um talento nesta área e vir a ser um narrador, não digo nem Globo, mas um speed channel, esporte interativo, tv gazeta, um site na internet, uma rádio quanto a automobilismo. Acho que isso seria minha realização a nível profissional. Acredito muito nisso, nem perguntem porque, apenas tenho essa idéia muito estabelecida.

    como a maioria aqui torci por Senna, por Piquet, pelos brasileiros na indy. também vi Emerson correr, inclusive pela fatídica copersucar. Aprendi a gostar e torcer por pilotos não brasileiros, o primeiro deles: Ronnie Peterson. Mais tarde vieram outros: Elio de Angelis, andrea de cesaris, rene arnoux, gilles vileneuve.
    Nunca levei fé no rubinho. Não levo no massa também. Detesto o schumacher e tenho absoluta certeza que se não fosse a morte prematura do Senna, o alemão não teria tido essa mamata que teve em seus títulos.
    Gostava do kimi raikonen em atividade, do mika hakinen, do boa vida Montoya.
    Atualmente torço pelo Alonso. Isso vem desde a época que ele tava na minardi.

    É isso rapaziada.
    Abraço a todos

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Wilson,

      Você acaba de receber uma convocação para colaborar conosco com textos…

      Entra em contato com nosso DIRETOR PRESIDENTE Claudemir…

      Um abração amigo,

      Sirlan Pedrosa

      • wilson disse:

        ok, sirlan, vamos ver o que podemos colaborar.
        Obrigado pelo convite

  12. Galkadesh disse:

    Nome: Raphael Arqueti

    Nickname: Galkadesh

    Idade: 28 anos

    Profissão: Advogado, mas estou sem exercer a profissão para estudar para concurso público.

    Sou de Minas Gerais, moro em Cataguases.

    Apaixonado por corridas desde 9 anos de idade, quando as via com meu pai.

  13. wilson disse:

    boa tomas, vamos ver os demais

  14. Vitor, o de Recife disse:

    Vitor Viegas, 29 anos.

    Nascido no Rio de Janeiro (RJ), mas logo “transferido” para o Recife, antes mesmo de completar um ano de vida. Alguma dúvida em relação ao “de Recife”? :p Historiador, mas trabalhei em outras áreas bem distintas. Atualmente, como milhares de pessoas, tentando ingressar no serviço público (= concurseiro). Torcedor do glorioso Sport Club do Recife.

    Assisto corridas de F1 desde 1992, por uma estranha iniciativa própria; ninguém em casa ligava para as corridas. Uma temporada insossa, com hegemonia da Williams de Mansell, Senna sofrendo na McLaren, enfim, tudo conspirava para que eu não achasse nenhuma graça no esporte… mas vai saber lá o porque, viciei na coisa.

    Creio que consegui perder todos os grandes lances do Brasil na F1: não bastasse não ter visto nenhum piloto nacional ser campeão ainda consegui perder a corrida de Donington em 1993. Será que o Massa perdeu em 2008 por minha causa? Aquela eu vi… sou mais pé frio que o Mick Jagger, putz!!!

    Com exceção da já referida corrida em Donington Park (logo ela!!!), desde 1993 não perco nenhuma corrida. As únicas que não assisti ao vivo (entenda-se no mesmo momento que passava na tv…. ainda não tive o privilégio de assistir um GP in loco) foram EUA 2004 (não perdi nada) e Cingapura 2008. Assisti ambas em VHS.

    Gosto de filmes – do clássico ao trash -, música – do rock pauleira ao clássico, passando por Nelson Gonçalves e Omar Faruk Tekbilek (procurem no Google, é massa) -, de cerveja, sarapatel (o médico mandou maneirar), yakissoba, sopa de feijão… bem, com um gosto tão imprevisível, dá pra entender porque eu fui gostar de F1 do nada.

  15. Speeder_76 disse:

    Vamos lá internacionalizar a coisa:

    1- Paulo Alexandre Teixeira

    2- 34 anos recém-feitos (12 de Julho)

    3- Posso viver em Portugal, mais concretamente na pequena cidade de Leiria (130 km a norte de Lisboa) mas nasci em Vitória, capital do Espirito Santo. Sim, fui capixaba até aos seis anos de idade, altura que os meus pais me colocaran na Europa para, alegadamente, me dar uma educação melhor.

    4- Sou formado em jornalismo, e agora estou em transição (vou trabalhar numa revista nova em breve)

    5- Sou solteiro e sem filhos, mas convivo com três cães. Portanto, estágio não falta…

    6- Vejo Formula 1 com “olhos de ver” desde 1985, especialmente após um certo GP de Portugal à chuva, onde vi a primeira das 41 vitórias de Ayrton Senna. Irónicamente no mesmo dia em que Tancredo Neves se preparava para entrar na História… portanto, para cima de 400 GP’s. E apoiei a ele após uma ordem expressa do meu avô!

    Se voltei ao Brasil? Só mais uma vez, há cerca de 20 anos. Já não há parentes por lá.

    Eu tenho o meu localzinho de escrita, conhecido de alguns de vocês: http://www.continental-circus.blogspot.com, com mais de três anos de existência, mas com a mesma vontade de quando começou. Não é fácil, mas quando se faz por gosto…

    7- Relevâncias? Podem começar por criar uma conta no Twitter e no Facebook e apresentarem-se ao mundo. E o resto cabe a vocês. Espero que vocês consigam fazer à vossa maneira, mantendo a qualidade do F1 Around. Nâo é fácil, mas estou a torcer por vocês!

    Abraços. E já coloquei o vosso endereço no meu.

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Speeder_76

      É um prazer receber sua visita aqui, e desde já agradecemos a inclusão do Ultrapassagem no seu blog.

      Eu sempre admirei o trabalho de três blog´s na net : o F1Around, o FormulaUK e o Continentalcircus.

      Este pequeno espaço tem a finalidade de manter acesa a chama que Becken acendeu numa comunidade que frequentava o F1Around, tentar manter esse grupo tão especial unido de alguma forma, e obviamente trazer mais gente boa para o debate dessa nossa paixão.

      Contamos com sua participação e apoio, afinal só temos a aprender com você.

      Um forte abraço,

      Sirlan Pedrosa

      • Sem palavras, é um imenso prazer te-lo aqui Paulo Alexandre Teixeira.

        E desde já fica o convite unilateral, para ser um dos colaboradores do blog

    • Alex-Ctba disse:

      Sempre leio o teu blog apesar de não comentar lá, e vc desenvolve um trabalho sensacional meu amigo luso-brasileiro no Continental. Seja bem vindo ao Ultrapassagem

    • Speeder_76 disse:

      Sirlan e Claudemir:

      Agradeço pelas vossas simpáticas palavras. Quanto ao convite, agradeço e posso pensar na ideia.

  16. tomasf1 disse:

    Sirlan, Claudemir, Alex e Coyote:

    Fiz o twitter do blog:

    http://twitter.com/ultrapassagem

    • Rapazinho, um blog já encomoda a nós todos, um twitter encomoda muita mais.

      Se você se responsabilizar por atualizar ele, creio que os demais não serão contra.

      Mas, vou coloacar um link do twitter no blog, então mantenha-o atualizado.

      : )

      • tomasf1 disse:

        Claro que sim.
        Deixa comigo!

      • Allan Wiese disse:

        Posso dar uma opinião? Penso que um Twiter, se não fizer mais do que apenas dar links das novas postagens, é redundante frente à uma ferramenta como um leitor RSS, que muitos por aqui usam.
        Se ele não acrescenta nada além disso, torna-se irrelevante, na minha opinião.
        Claro, tem aqueles que seguem alguém que segue que pode ficar sabendo de um novo post através da ferramenta e passar a ser um novo frequentador do espaço. Mas a probabilidade disso acontecer é pequena se o conteúdo postado forem apenas links e nada mais.
        E o algo a mais tem que seguir a linha de pensamento do blog, senão acaba deixando as coisas um pouco confusas para quem vem dar uma olhada.

        Do pouco que eu conheço da ferramenta posso colocar isso como dica aos amigos (e ao Tomás, que gerenciará o recurso).

      • tomasf1 disse:

        Sim Allan, estamos vendo isso com o Claudemir. O assunto será variado.

      • Speeder_76 disse:

        Respondendo ao Allan: concordo quando fala que ter uma conta só para colocar os links dos posts. A ideia (pelo menos é o que eu faço) é quando os coloco, é jogar numa interatividade: fazer com que os outros leiam e reajam nos famosos 140 caractéres. E ser um complemento, nunca um apêndice. Nâo é fácil, mas consegue-se.

      • Speeder_76 disse:

        Respondendo ao Allan: concordo quando fala que ter uma conta só para colocar os links dos posts. A ideia (pelo menos é o que eu faço) é quando os coloco, é jogar numa interatividade: fazer com que os outros leiam e reajam nos famosos 140 caractéres. E ser um complemento, nunca um apêndice. Não é fácil, mas consegue-se.

  17. F1-Fan disse:

    Pedro Henrique Pedrosa de Melo
    15 anos
    Nascido em Recife, atualmente morando na Bahia.
    Estudante.
    Torcedor do Sport Clube do Recife…

    Minha paixão por f1 é recente 2 anos somente, mas nesse ano ampliei meus conhecimentos… fiquei fisurado em f1, não perco uma corrida sequer, todo final de semana de GP não tem como ficar nervoso esperando a vitória de Jenson Button…rsrsrsrsrs, meu piloto preferido nesse ano e no ano passado.

    Eu acompanhava o blog do Becken mais nunca comentei, agora vou começar a comentar aqui.

    Obrigado !

  18. Lucas Túlio disse:

    Lucas Túlio Gomes de Sousa,

    2.4 anos! (2.4 porquê 24 é coisa de Atleticano rsrs)

    Mineiro, de Belo Horizonte!
    Cruzeirense em tempo integral, fã de automobilismo em geral!

    Claro,
    nada se comparado a F-1!! Todo ano faço planos para ir em Interlagos, até hoje nao consegui, 2011 quem sabe, ja que as coisas estao melhorando bastante profissionalmente, alcançando os primeiros objetivos, graças a DEUS!

    Gosto de F-1 desde que me entendo por gente! Era leitor do F-1 Around a muito tempo, apesar de não postar com muita frequencia, pra quem gosta de F-1, o Around era uma escola, tenho certeza que o nivel no ultrapassagem será mantido! Ja esta nos meus favoritos, e é uma leitura diária desde já….

    Ídolo, Ayrton Senna da Silva!!

    Sou estudante na area de T.I, atualmente fazendo o Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores, trabalho na mesma empresa a 8 anos, atualmente como Suporte Operacional no Jornal Estado de Minas, tendo começado como oficie-boy aos 16 anos.

    Abraço a todos,

    Lucas Túlio

    • Lucas Túlio disse:

      Ficou faltando uma coisa,

      Gostaria de terminar meu post com uma frase do Senna! (twitter.com/lucastuliobh)

      “Podem ser encontrados aspectos positivos até nas situaçõess negativas, e é possivel utilizar tudo isso como experiência para o futuro, seja como piloto, seja como homem”.
      (Ayrton Senna da Silva)

      Abraço a Todos,

      Lucas Túlio

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Lucas,

      Na minha terra (Recife) 24 é coisa de torcedor do Náutico….risos

      Seja bem vindo. Esse espaço é nosso…

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

    • Eduardo De Campos disse:

      Sou cruzeirense também, mas esse seu comentário sobre o n° 24 fornece armas para os inimigos.Eles é que vivem tentando firmar sua masculinidade duvidando da nossa.
      Enquanto isso, vamos conquistando títulos e mais títulos…

  19. Claudio Cardoso disse:

    Bom dia a todos.

    Luis Claudio Cardoso ou Claudio Cardoso.

    34 anos

    Burrocrata (sou contador)

    Rio de Janeiro.

    Estudei muita coisa e conclui pouca rsss. Fiz faculdade de Historia, Mecatronica (nao é mais esse nome) e Contabilidade (essa sim eu conclui). Trabalho com Contabilidade e Engenharia de Som.

    Minha paixao por automobismo começou desde criança, sempre quis correr porem minha familia na epoca nao deixava. Até que aos 17 anos fui mandado embora do trabalho e com o dinheiro do FGTS comprei um Kart. Ai comecei uma breve e curta carreira de piloto, ganhei alguns Estaduais, um vice brasileiro, andei de F-Ford em um treino em interlagos, e de la pintou a oportunidade de um teste de Indy Light no Canada.

    Neste dia apareceu outra oportunidade porém era no mesmo dia que eu ja tinha fechado uma turne com uma banda na Europa, e pesando os pros e contras fui para Europa e fim da carreira no automobilismo. Até porque eu nunca gostei do automobilismo norte-americano e o sonho era a F1, porem nao tinha nem pai, menos ainda um pai rico tipo DINIZ para me bancar na F1, ou no Automobilismo europeu.

    Abraço a todos

  20. Allan Wiese disse:

    O mais interessante até aqui é ver a diversidade das origens, idades, funções e características dessa galera.
    Saber que a F1 é um esporte democrático. Pelo menos para ser um espectador, já que para chegar lá é bem mais complicado, como pôde compartilhar o Claudio Cardoso.
    Até aqui já foram 16 apresentações. São 16 pessoas diferentes que podem acrescentar às discussões as suas visões e opiniões. Foi uma grande idéia Teo. Sugerir que esse post fosse criado permitiu que barreiras fossem ‘ultrapassadas’.

    Esse blog tem tudo para continuar o legado que foi deixado pelo Becken no Around.
    Sucesso pra todos nós!

    • Lucas Túlio disse:

      “Esse blog tem tudo para continuar o legado que foi deixado pelo Becken no Around.
      Sucesso pra todos nós!”

      Falou e disse!

    • Will disse:

      Allan, eu estava com a idéia de abrir um espaço temático (sobre automobilismo, claro!) aqui em São Luís ou em Palmas (daqui há uns 5 ou 10 anos). Mas sempre me perguntei se este ‘nosso’ esporte não é muito elitizado, segmentado, impopular. Mas vendo esse perfil variado, fico imaginando que falta é estímulo mesmo.

  21. Teo disse:

    “Foi uma grande idéia Teo. Sugerir que esse post fosse criado permitiu que barreiras fossem ‘ultrapassadas’.”

    valeu Allan, essa foi a intenção e parece que estamos alcançando diminuir essa grande distancia que nos separa!:D)

    Abç

  22. Pessoal

    ótima idéia para post!

    De onde são vocês ? Paulistano, residente em Guarujá (SP) por opção profissional.

    O que fazem ? Formado em Engenharia eletrônica pela Universidade Mackenzie.

    Onde moram ? Como já citado, morando há 2 anos em Guarujá, SP.

    Como começou a paixão por automobilismo ? De criança, acordando cedo com meu pai para assistir o Piquet. Fui abençoado por poder acompanhar a grande carreira no inesquecível Ayrton Senna, inclusive tendo visto IN LOCO sua segunda vitória em Interlagos (inesquecível).

  23. Alexandre Pires disse:

    Sou péssimo em falar qualquer coisa sobre mim, apesar de ser curioso o suficiente pra ter ficado imaginando quem eram vocês.
    Mas vamos lá.

    Vivo em Santo André. Mas já rodei um pouquinho até chegar aqui. Vivi em Campinas, um pouco em Florianópolis, em Londrina e toda a minha minoridade em Assis, minha cidade natal.
    Tenho 29 anos. Não tenho filhos. Tenho uma namorada que veio morar comigo este ano. Mais uma incauta que tem de agüentar um aficionado acordando durante a madrugada pra assistir corridas e classificações. E agora com os tais streams também tem de suportar os treinos de sexta. Amanhã é dia de sofrimento pra ela e alegria pra mim.
    Sou cientista social, atuo como sociólogo. Atualmente tenho me dedicado exclusivamente a um pesquisa que apresentarei como tese de doutorado. Quase, repito, quase senti um alívio ao saber que não teria mais aquela tentação de comentar no f1around e entrar de cabeça no que já tenho que escrever. Mas com o ultrapassagem vou, felizmente, ter de continuar me equilibrando entre os pitacos esportivos e as teses acadêmicas. Desafio delicioso.
    Como qualquer pessoa sã neste mundo, sou corintiano! Mas confesso que futebol não é e nunca foi uma paixão.
    A Fórmula 1 já é uma paixão. Já andou um pouco em baixa no meu dia-a-dia, mas hoje consigo acompanhar com muita freqüência. Lá em casa a coisa é antiga.
    Meu pai acompanha Fórmula 1 desde quando eu me entendo por gente. É daqueles que torce sempre pros brazucas. É um entusiasta do Barrichello, confesso que eu também tenho um carinho e muito respeito pelo nosso brazuca veterano. Mas mesmo quando os brazucas estão por baixo, o velho acorda de madrugada, às vezes nem precisa de despertador (olha a dedicação, e eu aprendi esta técnica com ele), e vai lá assistir ao fim de semana.
    No geral, me liga no meio das corridas quando algo espetacular acontece: isto inclui tanto um lance de corrida que choca quanto uma boa corrida dos brazucas. Desde que soube que sou torcedor convicto da McLaren como equipe e do Hamilton com piloto, não temos tido muito assunto durante os fins de semana. Acho que acabei por traí-lo, o velho não criou um filho pra ficar torcendo pra gringo. Enfim, isto acontece.
    Lembro também do meu falecido avô indo aos finais de semana lá em casa pra assistir as corridas. Os dois sentavam atentos, ficavam praticamente em silêncio, hora ou outra algum comentário irrompia, mas estavam ali os dois como que em sintonia. Eu moleque ficava ali rodiando, no geral, deitado de barriga pra baixo olhando o televisor e volta-e-meia olhando meus dois titãs ali comigo tão circunspectos.
    Este ritual só acabava com a rotineira vinda da minha avó pra levar meu avô embora. Mas todo ritual tem de começar e terminar de alguma maneira. Boa lembrança. (Hoje em dia, minha avó sempre aparece lá pela casa do meu pai no mesmo horário que meu avô ia lá, não sei o porquê, acho que ela também sente saudade, só que ela chega pra conversar com meu pai, já que não tem meu avô mais pra chamar embora, imagina como o aficionado do meu pai fica dividido entre a corrida e a atenção à conversa.)
    Ainda não realizei o sonho de levar meu pai pra ver o Grande Prêmio de Interlagos, mas logo, logo, vou fazer isto. Mas acho que ambos vamos estranhar muito, pois sempre acompanhamos pela televisão. Eu, por exemplo, vou precisar de uma mini-tv e um laptop, pois sem as várias câmeras e sem o live-timing o final de semana não seria tão pleno.
    Adoro as corridas, as ultrapassagens, as astúcias, as histórias de cada corrida e campeonato e também gosto de analisar os resultados. Isto já acabou me valendo a alcunha de estatístico lá pelo f1around, mas aqui espero deixar mais à mostra minha faceta argumentativa, que foi como comecei a pitacar lá pelo f1around. Mas hora ou outra descarrego alguma brincadeira com os números da nossa diversão dileta.
    Pra finalizar, é uma honra saber um pouquinho de cada um de vocês. E agradeço a cumplicidade de todos e a confiança em partilhar isto que é só nosso, quer dizer, nossas histórias de vida.

    Fico muito feliz de ver minha expectativa sobre o nosso futuro enquanto comunidade superado, pois eu tinha pensado no máximo que poderíamos criar um fórum tradicional pra continuar sobrevivendo ao SABÁTICO DO BECKEN (ainda estou na fase da negação, só daqui dez anos vou admitir que o f1around acabou e que o Becken não vai mais escrever sobre fórmula 1), mas agora vejo nossos caríssimos Claudemir, Sirlan, Alex, Coyote me supreenderem, estes bravos não deixaram a peteca jogada pelo nosso boss cair. Mandaram muito bem. Meus mais sinceros votos de sucesso pra este novo blog de velhos amigos. Parabéns pelo b(ar)log pros sóbrios loucos por Fórmula 1.

    Um abraço fraterno a todos,
    Alexandre Pires

    • Alex-Ctba disse:

      Belo depoimento Pires, assim como foi aquele q vc deixou lá no F1 Around. Como vc sabe a casa é nossa, e estamos esperando as suas estatísticas malucas aqui no Ultrapassagem. Pode enviar material q vira post. Aguarde q o Presidente (Claudemir) vai entrar em contato com vc.

      Abs

    • Allan Wiese disse:

      Imagina se fosse bom escrevendo Alexandre…

    • Teo disse:

      “Sou péssimo em falar qualquer coisa sobre mim, apesar de ser curioso o suficiente pra ter ficado imaginando quem eram vocês.”

      Alexandre, foi dessa sua curiosidade que me veio a inspiração de sugeiri esse post!”D

      Abç

    • Alexandre Pires disse:

      Todos muito gentis. Obrigado!

  24. Paulo Moreira
    Paulista de Marília morando em Cianorte – PR
    Engenheiro Civil (diploma guardado na gaveta) Comerciante
    Cresci vendo Senna nos sábados de manhã desde a Lotus
    Tricolor trimundial e jogador de Rugby (Cianorte Rugby) apesar de já meio velho para isso
    Lia sempre o Becken mas quase nunca comentava, sou mais leitor que escritor
    Parabens pela iniciativa, e pelo post anterior a sucessão está a altura

  25. Mari Espada disse:

    Meu nome completo… bom… Mariana Espada Pinto da Costa, com origem 100% portuguesa, o pá! Mas vocês devem imaginar como sempre fui zoada, não? O Alex (japonês de araque) entende “na pele” tudo que eu já passei. Porém depois que pesquisei sobre as origens da minha família e depois que minha irmã foi morar em Portugal, comecei a gostar e divulgar meu nome completo. Depois de uma infância dura, agora tenho muito orgulho de ser Espada e de ser Pinto da Costa! Mas, de toda forma, todos me chamam simplesmente de Mari.
    Eu sou de São Bernardo do Campo, mas ao contrário do Claudemir, continuo nessa terrinha do ABC Paulista, e amo cada pedaço dela. Tá bom, eu admito que sou bastante “bairrista” e cabeça dura pra gostar de outro lugar como gosto do lugar onde nasci e cresci. Mas eu tenho parentes espalhados pelo mundo, então minha conexão é grande com Lins (interior de SP), Curitiba e principalmente Almada (na grande Lisboa).
    Eu sou arquiteta, formada em 2008, então ainda estou “engatinhando” no alto dos meus quase 25 anos. Atualmente coordeno uma pequena equipe de 4 pessoas em uma indústria moveleira, dou aulas no Senac e faço alguns projetos particulares. Mas não tenho grandes pretensões profissionais, não. O que me interessa é viver com qualidade! E se eu tiver que optar entre 3 horas no trânsito para trabalhar numa “puta empresa” e 40 minutos em um lugar digno, com certeza vou escolher a segunda opção. Pois para mim é vital ter tempo para a minha família e amigos, se não for assim vou curtir a vida como?
    Por falar em família, tenho um irmão e uma irmã, que são 14 e 11 anos mais velhos doque eu (sou a raspa do tacho). Do lado do meu irmão tenho dois sobrinhos, Pedro e André, desde pequenos interessados por Fórmula 1. E da minha irmã tenho uma sobrinha, a portuguesinha Inês, e está para chegar mais uma, a Laura. Sou apaixonada por eles!
    Sou também apaixonada por artes, fotografia, cinema, música, seriados, video game, artes marciais e fórmula 1. E a única pessoa que conheci até hoje com as mesma preferências e paixões acabou tornando-se meu marido, Daniel. Sem querer parecer clichê, mas apenas ele me entende!
    Na maioria das vezes sinto-me socialmente deslocada, principalmente por gostar de bandas que “ninguém conhece” (Placebo, Editors, Rammstein, David Fonseca, Philip Glass, Vanessa Mae, Moby, Bob Sinclair, Tim Kay), e outras conhecidas mas não tão “pops” (Coldplay, Green Day, Live, Metallica, Pearl Jam, Korn, Nirvana, Rush), por assistir seriados e não novelas (Family Guy, House, Lost, 24 horas, The Big Bang Theory. Friends. Seinfeld. The Office. Better off Ted.), por levar à sério um “brinquedo de criança” a ponto de ir em um show orquestrado só com músicas de video game (Video Games Live) e por gostar de “coisas de menino” (UFC e Fórmula 1 ocupam o topo da lista), enfim… eu não me encaixo em nenhum grupo! E até mesmo aqui, onde encontro tantas pessoas que compartilham de uma das minhas paixões, sou uma deslocada por ser mulher! Mas tudo bem, eu estou acostumada!
    E para finalizar, eu sou fanática por Fórmula 1, e acompanho a muito tempo o F1around, mas nunca senti-me à vontade para falar as bobagens sem fundamento que são as minhas opiniões. Sou uma fã enlouquecida do Hamilton e da McLaren, escuderia que aprendi a amar desde criança, quando assistia as corridas do Senna ao lado do meu pai e irmão (os grandes culpados pelo meu fanatismo). Mas apesar disso tudo correr nas minhas veias, nem tudo na vida é genética… a minha personalidade me fez McLarista, pois meu pai e irmão hoje torcem pelo Massa e brigam comigo pelo título de 2008! Mas a minha paixão pelo talento do Hamilton não me deixa por nada, nem em troca de ouvir o hino brasileiro no podium. Mas confesso que torço pelo Bruno Senna, mas somente enquanto ele não se tornar uma ameaça real… assim como eu torcia pelo Vettel.
    Enfim, para uma leitora tímida, eu já escrevi demais! É hora de colocar um ponto final.

    Até mais, então!

    • Alex-Ctba disse:

      UAU! Esse foi um belo depoimento Mari. Muito bom pra quem tem a timidez como característica. Espero q após esse batismo vc passe a comentar mais aqui no blog, ainda mais agora q seu piloto predileto está em ótima fase, e não se preocupe em falar besteiras, pq ninguém aqui vai criticá-la por isso. Os pitacos femininos, fazem falta nesse universo extremamente machista q é a F1. Quem sabe vc não inspira outras garotas a comentar tb? Gostei dos seus gostos musicais e eu vivi intensamente aquela época Grunge dos anos 90. Nirvana era minha banda predileta. Em 1993 eu só tinha dinheiro para assistir um dia do Holywood Rock e eu fiquei dividido entre o dia do Red Hot Chilli Pepers e o dia do Nirvana. Acabei optando pelo Nirvana e o Show foi um fiasco. Kurt Kobain surtou e esculhambou com o show rsrs, mas eu como fã achei td lindo e maravilhoso. Gosto muito do som pesado do Metallica e em 2000 eu assiti a um show deles no Anhembi, com abertura do Sepultura, mas já sem Max Cavallera, foi D+. Das bandas atuais, gosto do Radiohead, Foo Fighters, Black Crowes, Lenny Kravitz, etc. Como vc disse q gosta de Placebo, então eu te indico para conhecer a banda Muse, q segue essa linha. Atualmente meu negócio é cantoras, tanto nacionas, q temos em profusão, uma mais maravilhosa do q outra, qto. as Gringas como Amy Winehouse, Sabrina Starke, Lauryn Hill etc

      • Mari Espada disse:

        Com certeza estarei mais presente nos comentários! Talvez não tanto quanto eu gostaria, por falta de tempo. Mas sempre estarei aqui, porque agora sinto-me parte da família!

        Até!

    • Will disse:

      Legal o avatar! Allan, Alexandre, Dorfão…a torcida da McLaren já dá quase para fazer uma ola!!!! rsrsrsrsrs

      • Mari Espada disse:

        Obrigada!
        É o melhor capacete, do melhor piloto, com a melhor homenagem ao nosso eterno Senna… então não tem como não ser legal, não é mesmo?

        OOOOOLLLLLAAAAAA!

    • Até minha esposa leu e adorou Mari.

      Agora não se omita, comente, comente muito no blog. : )

      • Mari Espada disse:

        Pode deixar!
        E saiba que essa sua idéia de todos se apresentarem me deixou mais confortável por aqui… EXCELENTE IDÉIA!

      • A idéia foi excelente, mas não foi minha, foi do Teo.

        E saiba que se tiver algum texto guardado na gaveta, pode mandar que publicamos.

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Cara Mari,

      Fiquei muito impressionado com seu texto ssensível e singelo. Tem uma escritora aí dentro dessa arquiteta.

      Seja muito bem vinda neste espaço, que é nosso. Além do mais é bem interessante uma visão e um contraponto feminino, nesso nosso universo de corridas tão carente de vocês mulheres.

      Por fim :

      “O que me interessa é viver com qualidade! E se eu tiver que optar entre 3 horas no trânsito para trabalhar numa “puta empresa” e 40 minutos em um lugar digno, com certeza vou escolher a segunda opção.”

      Você tem essa consciência aos 25 anos. Tem gente que precisa de muito mais tempo para perceber o que verdadeiramente tem valor em suas vidas, e algums passam pela existência na terra sem conseguir entender isso.

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

      • Mari Espada disse:

        Muito obrigada mesmo!
        Com certeza sinto-me bem vinda neste blog, e vou vencer a timidez para que essa escritora que está dentro de mim possa se expressar mais vezes. =)

        Até mais!

    • Alexandre Pires disse:

      Will,

      Bem observado. A legião vai crescendo. Quero só ver o dia que a McLaren entrar na pista com uma cor Papaya Orange e um motorzão McLaren. Vai ser uma emoção só aqui pelo ultrapassagem. Aí vamos ver a legião crescer de vez. Vai até ter ferrarista convertendo-se.

      Mari,

      Manda bala nos pitacos. Torcendo pra McLaren e pro Hamilton já mostrou que sabe tudo de Fórmula 1.

  26. jonny disse:

    bom, eu sou o Jonny, tenho 22 anos,moro em rivera no uruguai, gosto de F1 desde q nasci, cheguei a ver o Senna correr, sou Grêmista, gosto de pop rock e hard rock, metalcore, post hardcore …

  27. Rodrigo Pedrosa de Melo

    30 anos

    Pernambucano de Recife.

    Sou um cara família, tenho duas filhas lindas e uma esposa que é companheira e está comigo nos bons e maus momentos, e que tambem acompanha F1, normalmente minha companheira para assistir corridas, que confesso gostar apenas de F1.

    Atualmente em Recife, mas morador da Bahia.

    Trabalho com Rastreador de veiculos, Ituran, olha o jabá, hehehe.

    Apaixonado por esportes, como brasileiro acompanho e palpito em futebol, F1, MMA(antigo Vale-Tudo) e tambem assisto basquete, Baseball, tennis, futebol americano, rugby e por aí vai…

    Gosto de games, não vejo a hora de sair o F1 2010.

    Minha paixão por corridas começou a muito tempo, uma enorme parcela de culpa para Sirlan que acompanhava, tive a sorte de ver basicamente a era de ouro de Ayrton Senna, final dos anos oitenta inicio dos anos noventa.

    Após a Morte de Senna, passei um periodo sem um piloto preferido, até que chegou Villeneuve, ficava na torcida por ele até ele sair da F1.

    Atualmente não tenho um piloto em especial para torcer, mas acompanho em especial, Alonso, Rubinho, Senna(acho que ele tem um talento bruto, o cara não chega onde ele chegou só com sobrenome e é bom constar que com poucos anos de automobilismo) e Hamilton que para mim hoje é o piloto que mais busca a vitória, e não tem como não gostar disso.

    Tenho um blog com os amigos, que foi criado para diminuir a distância que a vida nos impõe, lá todo ano nós temos o campeonato titanitico de F1, onde quem vence é quem escolhe o pior piloto, mas não basta ser o pior tem que terminar as corridas.

    Bom acho que isso é tudo…

    Só faltou o mais importante…

    SOU TORCEDOR DO MELHOR TIME DO BRASIL O SPORT CLUB DO RECIFE, SE É O MELHOR DO BRASIL É O MELHOR DO MUNDO…

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Gente,

      Olha o blog em família….

      Rodrigo é meu irmão…e o Pedro de 15 anos que postou é meu sobrinho.

      Parece que essa paixão por F1 é de família mesmo…

      Sirlan Pedrosa

      • Will disse:

        Caraca! Legal demais.

        Meu irmão também gosta muito de F-1, quando era mais novo não perdia as corridas (é um fã incondicional de Schumacher – mas está p… com seu retorno, acha que estava bom parar quando parou).

        Hoje, quase não vê mais as corridas – por que, em geral está de ressaca aos domingos pela manhã (eu o atualizo sempre…).

      • Mari Espada disse:

        Que orgulho, hein!

        Eu adoro saber que essa paixão é algo que está no sangue!
        Vivo incentivando os meus sobrinhos, que amam correr de Kart.

        E quando eu tiver um filho (ou filha), com certeza será McLarista!

  28. celso gomes disse:

    Atrasado na apresentação, mas totalmente por culpa da profissão. Vivo aí pelos ares do nosso Brasil.

    Celso Luiz da Silva Gomes Filho, nome grande para um “grande” (para os lados) cara. Aparentemente, pelo menos até agora, sou o decano da turma, do alto dos meus 56 anos bem vividos e dedicados quase que totalmente às minhas duas paixões, a profissional, com a aviação e a recreativa, automobilismo em geral, com destaque para as corridas de monopostos.

    Também sou, orgulhosamente, um tricampeão brasileiro na modalidade “casamentos e afins”. Deste campeonato tive 4 excelentes e inigualáveis troféus, que são os meus filhotes. Dois casais, que vieram na disputa dos dois primeiros títulos. Não dei uma de Alemão e resolví sair da disputa pelo campeonato após o terceiro título. Definitivamente!

    A profissão me permitiu conhecer um pedação considerável desse nosso planetinha. Além de uma satisfação pessoal inigualável. Não existe rotina e a sensação de estar “lá em cima” é indescritível e extremamente gratificante, e se renova a cada voo. Para os que tem certo “receio” e que certamente me perguntarão, já digo, desde já, que nunca, jamais e em tempo algum tive qualquer tipo de incidente/acidente. São quase 14.000 horas voadas na mais perfeita paz e tranquilidade. O único senão da profissão é a impossibilidade de um convívio familiar decente. Levo comigo a sensação, de que apesar dos meus esforços, poderia ter dado mais aos meus filhos e às minhas mulheres. Nem tudo são flores, né?

    Nascí em Goiânia, mas fui criado em Sampa, onde o meus pais vieram a se estabelecer quando eu tinha 3 anos. Já morei em Campinas, Brasília, Fortaleza, Goiânia (quando adulto) e desde 1 ano e meio atrás, moro em São Caetano do Sul, fechando com isto o trio do ABC aqui no blog (Alexandre estatístico, em Santo André e Mari, em São Bernardo) isso sem contar com mais um “ABCista” de nascença, mas que nos abandonou pelo NE, o Claudemir.

    Minha primeira corrida, in loco, no templo Interlagos foi as Mil Milhas de 1966. Tive o previlégio de acompanhar, desde o início, as carreiras dos nossos 3 “fuori série”, Emerson, Piquet e Senna (sempre gastei, os “tubos” ao comprar revistas e livros estrangeiros sobre as minhas paixões). Nunca tive uma preferência específica por nenhum deles. Cada um me proporcionou muitas alegrias e orgulho ao longo de suas carreiras, bem como nunca tive nenhuma preferência por qualquer escuderia. Sempre torcí por pilotos, principalmente os brasileiros, porque assim meu coração determina. Admiro também os estrangeiros que me façam vibrar, de alguma maneira. Sou bastante eclético nesse quesito.

    Tenho por hobby colecionar miniatuaras de aviões comerciais e de monopostos, para explicitar mais ainda essas minhas paixões.

    É isso aí.

    abç fraternal

    Celso

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Caro Celso,

      Beleza Celso. Acho que sua profissão é o sonho de 9 entre 10 meninos.

      Quem nunca sonhou em voar ?

      E tem mais, Mil Milhas em 66 ? Na pista antiga de Interlagos ? Tá aí uma coisa que eu queria ter visto…

      Contamos com sua experiência e talento para nos ajudar a manter esse nosso pequeno espaço.

      Um abraço amigo aviador !

      Sirlan Pedrosa

      • celso gomes disse:

        Obrigado caríssimo Sirlan,

        Interlagos era emocionante e engraçado ao mesmo tempo. Todo mundo atravessava a pista para se postar nos barrancos das curvas do autódromo, cheias de mato alto. E perigosíssimo, principalmente nas corridas noturnas, quando só se viam os faróis dos carros na pista e um sem número de fogueiras junto às barracas que o povo armava nos barrancos. Pois é, naquela época, ver uma corrida noturna era uma festa, regada a muito conhaque, fogo paulista, cachacinha e afins. Memórias que o tempo não apaga.

        abç

        celso

    • Will disse:

      Celso, outro dia voei de São Luís para uma cidade do interior do Maranhão (Barra do Corda) em um Sêneca…nunca havia voado em avião pequeno. Caramba, que sensação!

      • celso gomes disse:

        Will,

        Realmente, voar de “Soneca”, não é uma das experiências mais agradáveis. Ô bichinho mais mal bolado. Caso você tenha pane em um dos motores, é um deus nos acuda, para voar a jaca. Pesado então, só com reza brava.

        abç

      • Anselmo Coyote disse:

        Well… já que se falou em Sêneca, sugiro a leitura de A Tranquilidade da Alma, de Lucius Anneu Seneca. Sêneca responde indiretamente a Sereno que lhe indagara sobre sua intranquilidade diante do bom, do belo e do justo. Isto é Filosofia.
        E assim esse Coyote solitário vai se apresentando (sou muito tímido para de chofre soltar todo o verbo).

        Ah.. sou formado em Filosofia.

        Abs.

      • Lucas Túlio disse:

        Coyote e suas filosofias! rsrs

    • Muito bom saber um pouco mais dos amigos. : )

      Agora, morar no ABC ou até mesmo na capital, não dá mais, eu adoro o Nordeste dos nossos amigos do clã Pedrosa, Vitor, Daniel Lima e Will.

      Adoro ir passear, ver as novidades e respirar um pouco de monoxido que entranha os pulmões de todo paulista.

      Agora, falta apenas você se juntar a equipe do Ultrapassagem!

      • celso gomes disse:

        Claudemir,

        Tive que vir para SP porque a minha base é Guarulhos e eu já não aguentava mais ter que sair de casa horas antes para pegar uma carona e estar em GRU a tempo de assumir o voo.

        Acabei vindo morar aquí em São Caetano, pois não suportava a idéia de ter que morar em Sampa novamente. Pelo menos por aquí a sensação de estar em um lugar menor e a qualidade de vida da cidade são bem melhores.

        Pode contar comigo. Estamos aqui para o que der e vier.

        1 abç

    • Mari Espada disse:

      Que honra fazer parte desse trio do ABC! =)

      • celso gomes disse:

        A honra é toda minha e do Alexandre Pires certamente, Mari.

        go ABC, go!!! :-)

  29. Rodrigo Kezen Leite disse:

    Mais um órfão do Becken chegando!!!!

    Parabéns a todos pela iniciativa! Já estou assinando o feed e o Twitter!!!

    Meu nome é Rodrigo Kezen Leite, 42 anos.

    Nascido em Santo Antônio de Pádua – RJ, mas, morando em Niterói – RJ.

    Sou funcionário publico.

    Torcedor fanático da McLaren, e da Mercedes como segundo time.

    Coleciono miniaturas de F1 escala 1/18. (Só de McLaren tenho 36, de Ferrari 03! rsrsrs)

    Gosto de corridas desde sempre e não gosto de futebol desde sempre.

    Parabéns novamente a todos pelo blog!! Contem comigo no que eu puder ajudar!!!

    • Bem vindo Rodrigo.

      Como já dissemos a todos, a colaboração será muito bem vinda.

      Se tiver algo interessante mande para nós que teremos o prazer de construir ou publicar.

      Um abraço.

  30. zezinho disse:

    José Luis, 24 anos, Curitiba/PR.
    Bacharel em administração de empresas e viciado em Formula 1.

    Frequentador do F1around desde o início de 2009. Sempre lendo (comentários principalmente!), mas quase nunca postando.

    Dos blogs ‘oficiais’, de repórteres, o meu preferido é o do Ico.
    Não curto os portais automobilísticos brasileiros. Prefiro a Autosport.

    No mais, desejo boa sorte aos colegas neste empreendimento!
    Abs

    • Alex-Ctba disse:

      Fala zezinho. Pelo visto vc é mais um orfão do Becken tb. Bem vindo ao Ultrapassagem meu camarada. Se quiser jogar um society, toda terça as 19:30 lá na JB, é só dar um toque.

      Abs

  31. Guilherme Teixeira disse:

    Bom, vou ser o piloto da Hispania aqui no post e me apresentarei por último. Me chamo Guilherme Machado Teixeira (conheço 3 pessoas com o mesmo nome), tenho 19 anos e estudo engenharia civil. Tenho como principais vícios e paixões a F1 (onde atualmente torço pelo Kubica), minhas músicas (principalmente metal, que uns amigos carinhosamente chamam de “algo parecido com uma briga de gatos”), videogames (culpa dos meus pais… eles que me deram aquele Super Nintendo quando eu tinha 5 anos…), alguns animes (podem rir a vontade, já estou acostumado…) e minha namorada (não, não tenho filhos como a maioria de vocês). Não bastasse eu ser estranho o suficiente, eu ainda detesto futebol!

    Sou Porto-Alegrense com muito orgulho, onde moro com meus pais e meu irmão mais velho, amo meu Rio Grande do Sul, esse inverno gelado e um baita churrasco, e embora não trocaria minha terra por nada, gostaria de conhecer um pouco mais do Brasil (nunca fui além de Santa Catarina, para ser sincero).

    Até pouco tempo atrás trabalhava com auxiliar de escritório e a única coisa que levo de lá é uma tendinite no pulso direito que ainda me encomoda enquanto escrevo isso aqui.

    Eu nunca fui muito de comentar em blogs, pois nunca fui muito articulado e acabo me contradizendo fácil, mas quando descobri o F1 Around no final de 2008, achei o lugar bacana e comentava com certa frequencia (alguns aqui devem se lembrar de mim), mas teve uma época em que o nível baixou um pouco (não no geral, mas tinha umas pessoas que eram ‘inflamadas’ demais…) e eu parei de comentar. Quando o nível subiu de novo, já havia uma nova geração de comentaristas e eu já não me sentia mais a vontade para comentar lá. Vamos ver se consigo comentar aqui com mais frequencia =)

    Minha paixão pela F1 começou em 1998, no GP da Bélgica. Como tinha apenas 7 anos na época e ninguém da família para me influenciar, acabei sendo “brainwashed” pelo Galvão Bueno e comecei torcendo pelo Rubinho… não torço mais por ele, mas tenho enorme admiração por ele e fico feliz quando ele consegue um bom resultado. Torcendo por ele, passei a torcer pela Ferrari e pelos seus campeões de minha época, Schumacher e Raikkonen (que será sempre meu piloto favorito).

    Gostaria de parabenizar vocês, Claudemir, Sirlan, Alex e quem mais postar aqui. A comunidade dos fãs hardcore de F1 no Brasil é grande, porém ela é extremamente underground. Somos carentes de notícias e análises de qualidade, e quando fãs que nem nós dedicam o tempo que poderia ser destinado à atenção de seus filhos e de suas esposas para dividir com a comunidade seu conhecimento e paixão pelo esporte, é digno de aplausos. É louvável.

    Um abraço a todos.

    • Mari Espada disse:

      Seja bem vindo!
      (olha eu aqui, me sentindo tão em casa que já dou as boas vindas, hehehe)

      Mas é que eu precisava comentar a sua apresentação, Guilherme… pois finalmente alguém, além de mim, incluiu o videogame como parte de sua descrição pessoal. Adorei!
      Quem sabe, quando você resolver explorar o resto do Brasil e vir para Sampa, não nos encontramos no Anime Friends ou no Video Games Live…

      Até mais!

  32. Anselmo Coyote disse:

    Amigos, eu sou o Anselmo Coyote, aquele que dispensa apresentações. Mesmo porque não estou aqui para falar de mim e sim de um velho conhecido nosso que me pediu um favor, já que ele não tem voz, o que ele compensa com um afiado tesourão. O que ele me pediu para transmitir a vocês está aí embaixo.

    Abraços do Coyote.

    Hi guys do ultrapassagem.wordpress.com, o mais charmoso blog da blogosfera.

    Meu nome é Askimet. Acho que não preciso falar muito de mim nem me apresentar – afinal vocês já me conhecem de outros carnavais, o que não os impediu de me desprezaram ao criar esse blog. Óbvio, diriam alguns – não sei por quê. Então será com prazer que afiarei a minha tesoura. Eu sou indispensável contra spams, spammers e comentários com alto teor ou conteúdo spamminess.

    Como não fui convidado para a festa de abertura… (O quê? Não teve festa de abertura ou inauguração? Coisa assim como um post sem tema para a turma conversar, bebericar, petiscar, falar de si e de suas preferências, aparar as arestas etc?). Ok! Acredito que ainda haverá. Afinal, o prazo exigido para esta festa é que ela seja realizada na primeira quinzena de existência.

    Mas, voltando ao assunto, eu estarei sempre com vocês, meu queridos amiguinhos e amiguinhas, pois eu sei que vocês me amam de paixão e sabem da minha importância para manter a qualidade dos comentários e por isso mesmo não viveriam sem mim e nem eu sem vocês.

    Nos veremos em breve.

    Abraços askimetológicos a todos.

  33. Anselmo Coyote disse:

    Não sei porque “Askimetológicos” remeteu-me à Maga Patalógica (e à sua sósia Ana Paula Padrão, é claro). Acho que pela sonoridade do nome, pela sagacidade bem como pelo qe inspira a figura da Maga, um tanto esguia e rapineira…. rsrs.
    Liguem não. São só impressões coyotianas. Eu sou assim mesmo.
    Abs.

  34. celso gomes disse:

    El Coyotin

    Bienvenido, brother!

    Gooooooooooo Koba-san, gooooooooooooo!!!!!

    abção

  35. Ronei Leonel disse:

    Boa dia a todos

    Meu nome é Ronei

    Sempre gostei de automobilismo, mas passei acompanhar de forma mais próxima somente esse ano. FOi quando eu descobri o F1around que pouco tempo depois acabou.

    Estou terminando meu Mestrado em Adm. E por conta disso resido em Curitiba e Maringá -PR ao mesmo tempo

    Vida longa ao blog

  36. Laysson disse:

    Meu nome é Laysson Mesquita, 27 anos, nascido, criado e estabelecido em Goiânia, capital de Goiás aqui no centro oeste brasileiro. Geógrafo de formação, servidor público de ocupação na maior parte do tempo, e músico (baixista) na menor mas primordial parte. Minhas primeiras lembranças da F1 vem dos anos 80, de fazer desenhos da Lotus preta, da amarela, da Mclaren Marlboro, da Williams das brincadeiras com pratos simulando volantes dos bólidos em casa. hehehe
    São lembranças esparsas da meio daquela década de 80, mas muito marcantes. Desenvolvi meu fascínio pela categoria ao passar dos anos 90 sempre assistindo pela tv, e como muitos tinha como herói infantil a figura de Ayrton Senna. Durante a década a atenção dispensada e o olhar atento às corridas foi crescendo.
    Avançando no tempo, vem os últimos 4 anos. A aproximação da Internet, a descoberta dos sites sobre a categoria, as comunidades de orkut, e aí vim parar nesse mundo, os blogs. Mais e mais, começo a ler os vários textos da blogosfera e redescobrir a categoria que sempre estava alí no hábito de sempre ligar a tv. Textos sobre a história da categoria, abordagens sobre os pilotos, os carros, as equipes e pistas sempre fascinantes. Histórias que mostram um mundo muito maior do que o mostrado na TV. E aí vim parar no F1 Around sempre lendo ótimas postagens, que se estendiam nos comentários, e desses vem o Ultrapassagem. Se era muito bom acompanhar as corridas pela TV, descobri que é muito melhor além disso, ter a leitura diária dessa infinidade de blogs que ocupam essa rede.
    É muito bom ter mais um blog pra ler, e espero boas leituras daqui. Sucesso a todos!

  37. Fernando M. disse:

    Fernando Macedo, 25 anos – Curitiba – Paraná – Quase casando! =P

    Sou designer que ama fotografia, ler, escrever, dançar (salsa, samba de gafieira e zouk são as melhores!) e música! Embora eu ouça coisas em geral pouco dançantes, tipo metal, heavy metal, progressivo, prog metal, rock entre outras… (ex.: Rush, Dream Theater, Transatlantic, OSI, Pain of Salvation, Pink Floyd, Led Zeppelin, Deep Purple, Black Sabbath, Symphony X, Metallica, Blind Guardian, Stratovarius, Angra, Shaaman, Demons and Wizards, Avantasia, Jamiroquai, The Gathering, Collective Soul, Whitesnake…. chega, né?!)

    Já F1 é tipo coisa de família. Minha família (que é beeem grande) já ficava grudada na TV na época do Piquet, Niki Lauda, Alan Jones, Carlos Reutman, Villeneuve…. E eu de 85 em pouco tempo já estava na frente da tv com tios e tudo o mais assistindo e não entendendo nada. Mas comentários e algumas imagens marcaram… principalmente todo mundo comemorando o título de 88 de Senna. Daí pra frente, sempre acompanhando e entendendo mais e torcendo (como poderia ser diferente?) para o Senna… embora tinha que admitir que o Prost era um dos grandes também…. E então com 8 anos, sem nunca perder uma corrida, a tristeza que me fez chorar pela primeira vez por uma pessoa que eu nem conhecia mas que me transportou para o mundo das corridas e da paixão que se seguiu.
    Deixar de assistir a F1? Seria um insulto à memória de Ayrton e tudo que ele fez nos meus juvenis anos, seria um insulto ao Piquet e seu tricampeonato, ao Emerson que abriu as fronteiras do esporte aqui….
    E a paixão cresceu e junto a reverencia à Mclaren… e os anos se encarregaram por amar os carros Ferrari, mas nunca a equipe.
    Passei a admirar o Kimi e a torcer contra em seus anos de Ferrari…. A admitir que Schumacher foi de fato grande mesmo sem gostar de sua pessoa, mas descobrir que eu conseguia gostar menos ainda do Alonso em tão pouco tempo… A desacreditar de sua ida para a Mclaren e adorar o surgimento do Hamilton, muito mais piloto em essência que Alonso, embora este seja melhor (por enquanto) em estratégia… e F1 é tipo: eu perco a mulher mas não perco a F1 (ainda bem que agora ela já consegue entender melhor isso e, pasmem, até voltando a assistir está…)
    E eu continuo sendo um fissurado e amante da F1… que nunca vai deixar de sentir um aperto no peito e um friozinho na barriga quando apagam-se as luzes vermelhas e a respiração fica até parada aguardando a primeira curva.

    • Mari Espada disse:

      Nascido no mesmo ano que eu, com o mesmo herói: Ayrton e, por influência deste, com a mesma equipe: McLaren! Já gostei de você!
      Seja bem vindo Fernando!!!!

      Peça para a sua futura esposa passar por aqui também… Já que ela começou a acompanhar a F1 com você. Estou “recrutando” mulheres para este blog!!!
      (Acesse o post “Um peixe fora d’água!” para entender melhor)

      Até mais!

  38. Edgard disse:

    Moro em Florianópolis, 41 anos, casado, advogado, acompanho a F-1 desde 1980, quando despontava um piloto brasileiro talentoso, do qual acompanhei toda a carreira, até o momento de sua aposentadoria: Nelson Piquet, meu ídolo nas pistas.
    Em autódromos fui 3x: Jacarepaguá, em 1984; Interlagos, em 2000 e; finalmente, em Monza, no ano de 2002. Também passei por perto do circuito de Imola e dirigi nas ruas de Montecarlo.
    Não preciso dizer que sou um fanático por velocidade e desde sempre acompanhei o circo, as vezes meio inconformado, as vezes quase desistindo de tudo, mas o amor pela velocidade me fez ‘durar’ tanto tempo.
    Também sou um ‘órfão’ do Becken, e sempre participava e comentava seus posts…confesso que fiquei meio perdido com sua saída do mundo virtual, pois em outros blogs e sites o nível não é tão bom quanto naquelas plagas.
    Sempre acompanhei com alegria as considerações do Claudemir, do Coyote, do Sirlan e do Alex-Ctba, do Vitor, do Recife, dentre outros. Com o tempo, também fiquei fâ do TomasF-1 (até fiquei surpreso em saber que moramos na mesma cidade…bom, agora ele vai se mudar).
    Mas, por outro lado, tava meio chateado, pois os outros blogs andam sobrecarregados, com radicais, viúvas ciumentas, piquetistas irados, schumachianos inconformados e manés que se acham os donos da razão, por isso fiquei muito feliz de saber deste novo ‘cantinho virtual’, ainda que atrasado…aparecerei bastante por aqui para discutir (no bom sentido) sobre automobilismo. Valeu, pessoal.

    • Tomás Motta disse:

      Uau Edgard, vc mora em Floripa e nunca tinha sabido.. também fiquei surpreso! Estou de mudança agora, mas com certeza ela ficará viva na minha vida, já que passei minha infancia e pré-adolescência aqui. Legal saber isso!

      Abraço para você.

    • Mari Espada disse:

      Seja bem vindo Edgard!!!!!
      Espero vê-lo sempre por aqui… =)

  39. Eduardo De Campos disse:

    Tinha escrito um ENORME texto mas consegui a proeza e fechar a página do blog.Fica pra próxima.

  40. Eduardo De Campos disse:

    Vou tentar lembrar o que escrevi.Já estou com umas seis Bohemias na cabeça.
    Meu nome é Eduardo De Campos (tipo De Angelis, sacaram?).Tenho 37 anos, nasci na cidade satélite do Gama, em Brasília-DF e moro há 17 anos em Belo Horizonte-MG.Meu sonho é morar na cidade de Turmalina-MG, onde nasceu minha esposa Claudia.
    Sou fanático por F1 desde os tempos do EMERSÂO PIQUIPALDI (ao menos era assim que meu pai dizia que eu falava quando o acordava de madrugada com o ronco dos motores).
    Me apaixonei definitivamente quando acompanhei os títulos de meu maior ídolo, Nélson Piquet.Nunca vou esquecer que minha mãe mandou-me comprar uma Coca litro, um guaraná Antarctica litro, dez pães e 300 gramas de mortadela justamente quando meu ídolo ganhava seu 1° título.Dureza foi ouvir a narração dela sobre a corrida.Dona Sonia, eu te amo!Panificadora Mimo do Guará I, te odeio por funcionar àquela hora!!!
    Fiquei um pouco chateado com meus amigos Piquetistas que viraram a casaca quando o Senna apareceu.A partir daí, achavam que o Senna era Deus e o Piquet um mero mortal em fim de carreira.
    Um dos dias mais tristes de minha vida, foi quando cheguei do quartel onde servia ao Exército(32° GAC) e fiquei sabendo do acidente do Piquet em Indianápolis.
    O acidente do Senna em Imola também me marcou profundamente, pois meus irmãos tinham o Ayrton como alguém da família.Acho que seu eu tivesse morrido naquele dia, não teriam chorado tanto…sério!!!
    Continuo acompanhando a categoria desde então e fico sempre chateado quando alguém vem me dizer que assistia F1 até o Senna morrer e que que depois perdeu a graça…Como se o Senna fosse o Mussum dos Trapalhões…
    Tive uma noiva que vivia me perguntando o que achava graça em ver aqueles carros dando voltas e mais voltas nos circuitos.Hoje fiquei sabendo que toda vez que ela vê uma chamada pra alguma corrida, lembra de mim com saudades…Sua melhor amiga me contou!
    Estou casado hoje com uma esposa maravilhosa, que assiste as corridas mas tem ciúmes quando aparece a Nicole, (não a Rosberg, pelo amor de Deus!!!!), namorada do Hamilton
    e um filho lindo que se chama Pedro Eduardo (em homenagem a mim e não ao De La Rosa ou ao Lamy, pelo amor de Deus 2!!!).
    Não sei se fiquei conhecendo o Ultrapassagem pelo Guardrail F1, Continental-Circus ou Blog do Groo.Mas sei que vale a pena acessá-lo diariamente.Um grande abraço a todos!

    • Se não fosse a gripe que me pegou de jeito e a distância de Canavieiras – Bahia pra BH, dividiria umas Bohemias com você, assim não ficarias tão sóbrio, jogariamos um truco e poderiamos compartilhar boas histórias do Nelsão.

      Mas então, não dá.

      Pois então, bem vindo ao Ultrapassagem, fico muito feliz de ter pessoas como você por aqui, e espero contar com seus comentários assim que começar a temporada novamente, por enquanto estamos fazando o máximo pra que o Blog tenha muita coisa boa pra ler e nos divertir.

      Bem vindo Eduardo de Campos, que não é o de Campos, rsrs.

    • Eduardo De Campos disse:

      Ah, faltou dizer que trabalho há nove anos na loja de conveniências do Posto Esso Estoril, no bairro Buritis em BH.Trabalho em escala 12/36 e por isso nem sempre consigo assistir a todas as corridas da temporada.As três últimas assisti, pois estava de férias.Daqui pra frente… não sei.
      Se alguem quiser adicionar-me no Orkut, http://www.orkut.com.br/Main#Home.aspx?hl=pt-BR&tab=w0

  41. Lucas Domakoski disse:

    Bom…me chamo Lucas Domakoski, tenho 18 anos (19 dia 13 de Setembro!), nascido e criado aqui em Curitiba (cidade que eu amo, por sinal). Estou no primeiro ano de História da Universidade Federal do Paraná. Minha paixão por automobilismo vem desde pequeno, quando assistia às corridas com o meu pai. Comecei a companhar a F1 mais assiduamente no meio da década de 90, e desde 98 eu não perco uma corrida sequer. Fanático pela Mclaren desde pequeno, meus ídolos (no automobilismo) são Mika Häkkinen, Kimi Räikkönen e Lewis Hamilton.
    Encontrei o Ultrapassagem por acaso, e me encantei logo de início. O trabalho que vocês desenvolvem por aqui é fantástico, e só merece elogios. Finalmente um blog de qualidade!
    Enfim, falei o que me lembrei sobre mim mesmo… =P
    É difícil falar sobre si mesmo assim…hehehehe
    Abraços a todos!

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Lucas,

      Pelo sobrenome eu achei que você seria torcedor do Petrov….Brincadeirinha !

      Seja bem vindo amigo !

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

  42. Marcelo Brum disse:

    Bem, vocês não me conhecem, ainda, mas eu conheço alguns de vocês – pelo menos os mais assíduos – não apenas desse blog mas do antigo também. É que sou mais um apaixonado por F1 e sempre que posso dou uma atualizada em minha paixão vindo a este blog. Vou falar um pouco de mim:

    De onde são vocês ?
    Sou um gaúcho de Porto Alegre, nascido a pouco mais de 33 anos e tricolor até a alma – pra quem não sabe, estou falando do Grêmio Foot-Ball Portoalegrense.

    O que fazem ?
    Sou estudante universitário, faço Ciência da Computação na UFRGS.

    Onde moram ?
    Em Poa mesmo, tchê!

    Como começou a paixão por automobilismo ?
    Bem, eu não sei ao certo de onde veio essa paixão arrebatadora pelo automobilismo. Pois, em minha família – que não é tão pequena assim – sou o único que adora a velocidade. Desde os meus 12 anos de idade ninguém podia contar comigo nas manhãs de domingo (hehehe). E, se fosse para ir à casa de algum parente, eu até ia, mas ficava sozinho no quarto para não perder a corrida. Ao contrário da maioria, meu maior ídolo não era o Ayrton Senna. Eu era fissurado no Nelson Piquet, o qual sempre achei mais piloto do que o Ayrton – mas, é claro que adorava vê-lo vencer, pois acima de tudo era o Brasil no lugar mais alto do pódio. Vou fazer uma confissão: Certa vez, dirigi um automóvel de porre – calma, gente, não matei nenhum cachorro e não destruí o jardim de ninguém… (hehehe) – e também foram só duas quadras; Logicamente, não aconselho ninguém a dirigir bêbado, foi apenas um ato inconseqüente da adolescência…

    Tudo que possa ser relevante para criar um blog cada vez melhor.
    Aprecio muito a maneira técnica como os assuntos são abordados aqui. Continuem assim, rapazes e garota (pelo que me lembre, só vi uma aqui; se tiver mais, me perdoem). Não pretendo realizar post oficiais, até porque o meu tempo é exíguo, mas participarei sempre que puder.

    Ah! Eu sou mclarista (não sei se é assim que se denomina, desculpem!)! Mas não tenho nenhum problema em reconhecer o sucesso da concorrência.

    Espero fazer novas amizades!

    Abraços!

    Marcelo Brum

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Marcelo,

      Valeu !

      Seja bem vindo e participe nos comentários, esse lugar é seu !

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

      • Marcelo Brum disse:

        A própósito, alguém pode me dar uma dica de como posso adicionar minha foto ao meu comentário? Sabe como é que é, quero evitar fakes (rsrsrs). Brincadeira. Mas a dúvida é séria. Se alguém puder, me esclareça.

        Desde já, agradeço.

        Abçs!

    • Mari Espada disse:

      Grande Marcelo McLarista!!!
      Mais um para fazer a “OOOOLLLAAAAA” na torcida da flecha prateada!

      Seja bem vindo!!!!

      Beijos!

      • Marcelo Brum disse:

        Brigadão, Mari!
        Sempre na fiel torcida por Woking!

        Quanto à questão do avatar (que fiz acima), eu já descobri (hehehe).

        Tchau!

  43. Fernando Piccione disse:

    Hola pessoal,pequeni

    Sou Brasileiro , paulistano 40 anos que vive no Mexico ha quase 5 anos.

    Sou torcedor da Ferrari, Alonso, Schumacher e Barrichello.

    Claudemir, nao me mate mas nao acho o Piquet um super campeao, jah conheci ao Emerson e sou fan do Senna.

    Fic preocupado com a nossa nova geracao e como as empresas brasileiras que poderiam ter um envolvimento grande com o automobilsmo nao vem a opotunidade de inestir em um esporte ou pilotos que fazem melhor que muitos Ronaldinhos, Patos, Gansos por ahi, mas assim eha vida.

    Aprendi a gostar da F1 desde pequeninho, lembro de despertar aos domingos e assistir aos GPs com meu pai , minha imagem mais viva eh o GP de Monaco de 1974 passando pela piscina e nesse ano ganhei do meu pai uma replica que eh claro como um moleque de 4 anos nao me durou muito inteira mas como me arrependo de ter brincado com ela rs rs rs .

    Amo a F1 pelo meu pai, por ter visto o Emerson estreiando o Copersucar em INTERLAGOS , amo a F1 por ter ido a mais de 15 GPs ao vivo e ter tido o prezer de sentir o cheiro de gasolina, de ter acordado para o meu primeiro G as 3:00ame ter ficado na fila com meu melhor amigo no setor G, por ter dormido no chao do Setor A, por ter visto ao vivo pilotos que fazem a diferenca como o Senna, Schumacher, Hakkinen, Alesi, Barrichello, sim Barichello, Alonso, Hamilton, Montoya ….

    Enfim , amo a esse esporte e apesar de viver um pouco longe de SP sempre que posso vou ao GP , fui em 2008 e se Deus quiser esse ano de 2011 verei a F1 no Canada e no Brasil.

    Queria felicitar vcs por esse iniciativa , por que apesar da nossa tradicao na F1 nao temos muitos profissionais competentes na nossa TV aberta e nas radios que trasmitem a F1 para o Brasil e a nossa Blogsfera veio para melhorar isso, ouao menos nos proporcionar um espaco mais analitico , com pessoas esclarecidas, com pontos de vistas e opinieos diferentes mas que fogem da escrevidao de informacao da GLOBO.

    Hj , acompanho aos Blogs do ICO, Livio e Felipe Motta frequentemente assim como o James Allen e o F1live e realmente depois da saida do F1 around, independente da parcialidde do Becken censura e as vezes soberba, o blog era feito tambem pelos seus participantes, assim que esse espaco seja o melhor da Blogsfera F1 Brasil.

    Bom , here it go, a seguir o Blog ultrapassagem.

    Um abraco,

    Fernando

    • Mari Espada disse:

      Fernando, seja muito bem vindo!!!
      Espero encontrá-lo sempre na sessão de comentários! =D

      Se você vir para Interlagos ano que vem me avise! Pois quero agitar uma torcida do Ultra!!!

      Beijos.

      • fpiccione disse:

        Claro que sim Mari !!!
        Vi o seu relato da sua primeira ida a Interlagos e desde jah te digo, se puder vai no setor A , o G eh muito legal pela torcida mas vc ver a largada, a formacao do Grid eh uma coisa demais, alem disso lh vc ter uma visao do miolo animal e podera ver como o Hamilton faz o laranja , assim como outros bons de braco.
        se cuida ahi e jah te digo que nao viu te criticar muito qdo vc puxar a sardinha pro ¨SUPER CAMPEAO LEWIS HAMILTON¨.
        Um beijo,
        FP

  44. Juliana Helena disse:

    Juliana Helena da Silva, 26, sou de Santo André,SP.

    Estou cursando o último ano de relações internacionais e trabalho na mesma empresa que a Mari (indústria moveleira), trabalho na área comercial …sim! Eu sofro muito!

    O lance do automobilismo começou com o meu parente Ayrton Senna da Silva :) !!!!
    Ainda hoje comentei com a Mari…meeuu ele é um Silva, canhoto e corinthiano!!! Depois de sua morte…eu perdi o carisma :( aí me concentrei no futebol, mas agora estou retomando minha torcida para a McLaren e para o princeso J.Button!

    E no próximo ano estarei em Interlagos para sentir de perto a emoção! WoooW
    Enfim, galera da ultrapassagem valeu! Adoro vocês :) Beijos 1000

    • I´m so drunk…

      And Happy… Juliana.

      • Respondendo a mim mesmo.

        Sabes que a Mari é a musa, “queridnha” do blog, então estais convidada a “trabalhar” no blog também.

        Já que minha “amada” Lyn William declinou do convite, bem que você poderia torcer pra minha “portuguesa”?

      • Vitor, o de Recife disse:

        Segundo o mestre Coyote, Mari é a “musa gatinha” do blog. Aceitamos mais, seja bem vinda.

      • Mari Espada disse:

        O Coyote é mesmo uma figura! =D
        Aposto que ele vai inventar um apelido pra Juliana também…
        Afinal eu não divido com ninguém o título de “musa gatinha” ou “queridinha do blog”. =P

        Hahaha! Vocês animam o meu dia… quanta bobagem!

    • Mari Espada disse:

      Ju, minha aprendiz de Fórmula 1, seja muitíssimo bem vinda ao Ultra!

      E eu tô ensinando tudo direitinho para ela, viu meninos!? Primeiro de tudo me aproveitei da sua paixão pelo “Silva” – o Ayrton… e então usei isso em favor da McLaren… hehehe!

      Com isso, aí está mais uma McLarista para a torcida! Mas essa é torcedora do lorde Button e seu belo sorriso. Ninguém é perfeito, né? =)

      Beijos!!!

      • Alex-Ctba disse:

        O mais importante de tudo é q a Ju é CORINTHIANA!!!! só por aí percebe-se q a Guria ( agora sou Curitibano, não falo mais “mina” ) é gente boa!

        Bem vinda oficialmente ao Ultrapassagem e que tal fazer uns “esboços qualquer nota” só pra aumentar o G9 para G10 ?

        Bjus

  45. Juliana Helena disse:

    Genteee que honraaa!!! Ahhhh..então obrigada mesmo…à todos!!! Mas não estou aqui pra pegar o lugar de ninguém não…a Mari é única!

    É que eu realmente A D O R O esse blog! É muito booom. Gosto dos comentários inteligentes e engraçados e já ADOREI todos vocês! E também fico imaginando todos vocês kkkk ….como vocês são :), mas enfim…

    Alex.. a Mari sabe que você é o único comentarista “da máfia” kkkk (brincadeira rsrsrs) que eu gosto e ainda mais torcendo para o time mais emocionante do mundooo :D que eu tanto amo!

    Valeu meninos, Beijos 1000

    • Mari Espada disse:

      Julets… o seu lugar aqui está reservado, amiga! Você já faz parte da família Ultra!!! =D
      E não vou dizer nada sobre imaginar as pessoas… hahaha!

      PS. Sem dúvida o Alex é o Ferrarista mais gente boa que eu conheço! =)

  46. […] e virada de ano é época para recordar, não consigo evitar o pensamento de que, quando eu fiz meu primeiro comentário nesse espaço, eu não imaginava que em breve passaria de leitora do saudoso F1 Around à viciada […]

  47. Marcelo (Cascavel) disse:

    Caramba… Rodei ai pelos blogs desde que o becken fechou o dele..isso lá se vão quase um ano…

    Mas consegui achar a turma dos melhores comentarista de blogs!!!!!

    que grande satisfação a minha!

    Com mais tempo colocarei que sou.

    GRANDE abraço

  48. Eu sou do interiorzaço de Minas Gerias; uma cidade pequena chamda Manhumirim.

    Tenho 15 anos e sou estudante, estou por começar o 2º ano do ensino médio; e também tenho um blog, onde a velocidade fava alto!

    Começei a se interessar por F1 em 2003, quando ví uma classificação; então desde hoje buco pesquisar sobre a F1 e suas corridas e pilotos.

  49. Marcus Zangari disse:

    Marcus Vinicius Zangari de Lima
    23 anos
    Sou de Loanda PR
    mas moro em Maringá, tbm no PR onde curso Engenharia Mecânica.
    sou apaixonado por automobilismo desde que me entendo por gente, lembro que ainda pequeno vi Senna morrendo, tinha uns 7 anos e já acordava cedo pra curtir o tema da vitória!
    não sei vocês mas quando a corrida é de madrugada já perdi muita balada pra ficar em casa assistindo hauhaha!
    curto muito o blog galera
    prazerzao!!
    abraço

    • Adiciona o MSN do Ultrapassagem e você não vai ficar sozinho nas madrugadas, hehehe.

      group1450023@groupsim.com

      Valeu Marcus, seja bem vindo e o prazer é todo nosso.

    • Mari Espada disse:

      Oi Marcus,
      Eu também fui uma criança apaixonada pelo Senna! =)
      E isso fez de mim uma McLarista, por afeto aos carros do meu herói.
      E você???
      Se torcer pra McLaren, seja bem-vindo ao Ultra… se torcer pra outra equipe, bom vou manter a cordialidade somente até o primeiro GP do ano, ok? Hehehe, brincadeira.

      Beijos!!!

      PS. Vi seu comentário no meu blog, obrigada! =)
      Mas não vou aprová-lo porque aquele blog tem finalidade profissional, não fique chateado… Se quiser pode comentar no Peixe Espada, esse blog sim serve pra bater papo!
      http://peixespada.wordpress.com/

      Até mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s