Felipe Massa : Dignidade, Amor Próprio e Orgulho

Publicado: 25/07/2010 por Sirlan Pedrosa em Artigos

Sempre analisei a atitude de Barrichello na Áustria em 2002 considerando todo o contexto envolvido naquele momento.

A Ferrari era uma equipe coesa, formada desde 1996 por e em torno de Michael Shumacher. Jean Told, Roos Brawn, Rory Byrne e todos os membros daquele time trabalhavam para dar alemão as condições de vencer nas pistas. Estavam juntos a muitos anos e já haviam vencido dois campeonatos juntos aquela altura.

Quem era Barrichello naquele contexto ? A última, frágil e descartável peça daquele conjunto.

O que fez Barrichello sob pressão para entregar a posição? Venceu a corrida e deixou Shumacher passar na linha de chegada, escancarando que NA PISTA sem ordens da equipe ele venceria. Rendeu-se da forma mais digna possível. A opção seria não ter se rendido, vencer a corrida e sair da Ferrari no final do ano. Fez sua opção e carrega o fardo dela até hoje.

E na Alemanha 2010 ? Felipe Massa atende a equipe e entrega a posição a Alonso imediatamente após receber as ordens.

Alonso é um bicampeão mundial pilotando uma Ferrari, mas está a longe de sequer fazer sombra à influência que Shumacher exercia no seio da equipe. O alemão era o melhor piloto da categoria que abandonara o melhor carro para assumir o desafio de reerguer a Ferrari. Alonso é um novato no time vindo de uma equipe inferior.É bom para a Ferrari ter Alonso em seus carros, mas para espanhol a Ferrari era a única oportunidade de novamente disputar um título.

Massa é cria da Ferrari. Tem contrato com o time ha dez anos e pilota os carros vermelhos a cinco. Venceu corridas, foi vice-campeão do mundo e já abriu mão de uma vitória em casa pelo time. Nunca vi um piloto tão leal a sua equipe com Felipe.

Para minha enorme surpresa mesmo diante de um ambiente tão mais favorável Massa não teve forças para se impor hoje. Alonso era mais rápido, mas até o asfalto de Hockenheim sabe que em condições normais ele jamais passaria o brasileiro. Felipe largou melhor e venceria a corrida de maneira limpa e justa. Estamos na metade do campeonato e a diferença de pontos de Massa em relação a Alonso era de apenas uma vitória e meia. Nada que não fosse possível de ser descontado, cerca de quinze pontos na contagem anterior. Felipe Massa tinha armas e peso para resistir às ordens do time, mas não o fez.

Existem alguns momentos na vida em que nos encontramos diante de uma encruzilhada e temos que escolher entre o certo e o menos doloroso. Massa poderia ter vencido a corrida e até assinado sua demissão da equipe, mas teria dado uma amostra de sua personalidade e determinação de vencer. Em última instância teria deixado intacta sua DIGNIDADE.

Não o vejo sequer como vencedor moral nem vítima da equipe, isso pode até ser atribuído a Barrichello que em um contexto muito mais adverso não se dobrou sem antes lutar com as armas que tinha.

No dia 25 de julho de 2009 Felipe Massa foi ferido na cabeça por uma mola e quase abandonou as pistas, mas lutou bravamente pela sua vida e sua carreira emocionando a todos.

Minha filha de nove anos sempre me pergunta após os treinos e durante as corridas a posição de Felipe Massa. Hoje ela teria tudo para se orgulhar e se emocionar com a vitória de seu ídolo numa data tão especial, mas tivesse ela idade para entender o que aconteceu sentiria é uma grande vergonha de torcer por ele.

Hoje Massa foi ferido na alma sem esboçar reação. Será que ele um dia se recuperará disso tudo? Será que um dia seu amor próprio e autoconfiança vão ser restaurados?

Será que um dia minha filha sentirá orgulho de Felipe Massa novamente?

Anúncios
comentários
  1. Allan Wiese disse:

    Grande texto Sirlan.

    O que aconteceu hoje foi, de fato, uma pena. Massa ainda quis mostrar explicitamente que teve que deixar Alonso passar por fazê-lo em um ponto da pista que, da forma como ambos entraram na curva, Alonso só passaria se estivesse usando KERS.
    Como você disse no texto, o ambiente era favorável a Felipe e ele teria muito mais força para seguir esse campeonato depois de não acatar as ordens da equipe. Apesar de Alonso ter sido mais rápido por todo o final de semana, Massa foi o mais rápido e esperto no momento certo da prova para assumir a ponta e de lá não sair mais até a 49ª volta. E ele vinha andando sempre na mesma toada de Alonso durante a prova, o que mostra que Felipe, em boas condições de carro, tem plenas chances de estar lutando por vitórias.
    Estava assistindo a corrida com minha namorada e ela saiu do meu lado depois que isso aconteceu e ficou indignada com tudo isso. Quem leva a fama de ruim nessa história é a Ferrari, já que novamente fez isso com seus pilotos. Mas pra quem olha mais longe, como Sirlan foi nesse texto, sabe que o maior perdedor desse episódio foi Felipe Massa…

  2. Quando Rubinho deixou Schumacher passar em 2002, pelo menos ele estava com cara de !@#$% no podium, puxou o piloto brasileiro para o último degrau e entregou a ele o troféu de primeiro lugar.
    Hoje o Alonso mal olhou para o Felipe (que estava com cara de !@#$%) e ficou comemorando essa vitória vergonhosa.
    Esse Alonso não vale nada, e sinceramente, não o consiedro o piloto que tantos dizem que é.
    Pra mim o campeonato acabou hoje. Broxei!!

  3. Leoilson Roza disse:

    É muito complicado para nós “mortais” entender que um ídolo nacional deve se render para que o time ganhe. Isto já aconteceu outras vezes, e também em outras equipes, mas aí a coisa não ganha peso por não termos o coração em outros países.
    É uma pena… situação muito polêmica.
    Entediante até de opinar, pois sabemos que no mundo da F1, infelizmente, isto vai acontecer novamente.

  4. Cavallino Rampante disse:

    “… Alonso era mais rápido, mas até o asfalto de Hockenheim sabe que em condições normais ele jamais passaria o brasileiro…”

    Sirlan, permite-me discordar desta afirmação. Na parte inicial da corrida e, após a paragem para troca dos pneus, o F. Alonso ultrapassou o F. Massa, sendo que este resistiu e ao colocar-se por dentro, impediu a ultrapassagem. Caso não fossem colegas de equipa, julgo que o piloto Espanhol fechava a porta ao F. Massa e este não conseguiria recuperar a posição.

    • Cavalino.

      Se o Alonso enfiasse o bico e não tirasse o pé, ficaria os dois pelo meio do caminho, alí ele não passava.

    • Rodrigo Pedrosa disse:

      Não acredito que Alonso tenha respeitado o colega de equipe, ele não tem motivos para isso, todas as vezes que ele forçou quem abriu foi Massa, por que ele faria isso nesta situação?

  5. Pedro Pedrosa disse:

    Tenho certeza que seria muito bom para Massa sair da Ferrari… imagine o estrago que faria Massa com uma Mclaren ou quem sabe uma Redbull… poderia até ganhar uma temporada…com certeza ele seria tratado como 1° piloto… pela habilidade que ele têm, mas a Ferrari não percebe essa habilidade… mas se formos pensar bem, Massa com seus dois companheiros , Raikkonen e agora Alonso ele foi tratado como o 2° piloto. Ele merece coisa melhor.

    • Anselmo Coyote disse:

      Ô Pedro,

      Não me queira mal (parece marcação, mas não é), mas vou discordar de vc outra vez.

      O Massa teve a honra de correr com o homem/piloto mais íntegro que já passou pela F1, mas nunca valorizou isso. Ao contrário, em várias oportunidades falou mal desse homem/piloto, disse que era melhor que ele etc.

      Ao lado desse homem/piloto o Massa pode evoluir como piloto e até chegou a disputar pau-a-pau um campeonato, pois jamais foi sacaneado por este campeão. Ao contrário, foi beneficiado por ele que já era um campeão no GP China 2009. O Massa sempre fez joguinhos de bastidores para prejudicar esse homem/piloto, já que no braço ele não conseguia.

      Nunca, eu disse NUNCA, em qualquer tempo e lugar esse homem/piloto se valeu de sua condição de campeão e duas vezes vice-campeão para se sobrepor ao Massa. Ele o fez na pista, com toda a dignidade de um verdadeiro campeão. E quando não tinha mais chances de competir e foi chamado a ajudar o Massa não se fez de rogado – estacionou o carro para o Massa passar, no GP da China.

      Esse homem/piloto foi traído pelos carcamanos em troca de 30 dinheiros do Santander e ninguém nunca ouviu uma queixa dele, uma palavrinha sequer. A Mc Laren quis fazer regatear com ele e fazer dele um macaquinho de circo – ele agradeceu e foi embora. Hoje ele se diverte no rali com milhões arrancados com justiça dos carcamanos traidores. Tem dignidade, é respeitado, entra e sai de qualquer lugar, inclusive na F1, com a cabeça erguida.

      Já o Massa… é preciso dizer alguma coisa?

      O que o Massa falou do Rubinho e do Nelsinho em suas crises, incitando a torcida contra eles? Vc se lembra? Eu lembro. Ele dizia: “eu não faria isso”, “eu não faço isso”, “isso não se faz”, “isso é antiesportivo”… etc etc etc. E agora?

      Olha,
      O Massa merece toda essa humilhação, esse salário-merreca em relação ao companheiro e toda a execração pública. Equipe de ponta para o Massa? Sejamos justos. Ele está numa equipe de ponta e o que ele fez?

      Quem merece equipes de ponta são os jovens que estão chegando, como Kobayote ou o Alguersuari, por exemplo, ou até mesmo o velho Webber que teve dignidade.

      Abs.

      • Pedro Pedrosa disse:

        “Não me queira mal (parece marcação, mas não é), mas vou discordar de vc outra vez.”

        Como é que é , porque eu ia te querer mal ? cada um tem sua opinião, não se preocupe eu não tô achando que você tá me perseguindo.rsrsrsrsrs.

      • Pedro Pedrosa disse:

        Mas falando sério , você tem razão mesmo, Massa teve a chance dele, e está desperdiçando, Obrigado por chamar a atenção sobre isso.

      • Dorfão disse:

        Foi um dos melhores comentários que ja li. Exato, foi educado, correto e no ponto certo.

        Parabéns Coyote.

      • Lucas Túlio disse:

        “Foi um dos melhores comentários que ja li.”

        O Massinha foi um cagão!

      • Daniel Gomes disse:

        Uau, Coyote.

        Perdi o fôlego lendo seu comentário.

        Acho que vc foi um pouco duro com Massa, mas, de fato, tudo o que vc disse sobre Kimi é a verdade.

        E é por isso que Kimi é o último piloto à moda antiga da F1. Pena que a F1 tratou de correr com ele justamente por causa disso.

      • Ffigueiredo disse:

        Claudemir, Alex e Sirlan,

        Peço licença para adentrar no espaço aqui e dar uns pitaquinhos.
        Como estou de mudança para Salvador, terra do Sirlan, então minha vida tá uma confusão… com um pouco mais de calma eu coloco o meu “registro” lá no post do “quem é quem”… por enquanto deixa eu fazer um pequeno comentário sobre o comentário do meu amigo Coyote.

        Coyote,

        Vc foi no ponto da ferida.

        Se o Massa quisesse se valorizar como piloto, deveria se picar na Ferrari em 2008, quando começaram a surgir os rumores sobre a chegada do Alonso. E ele sabia que era verdade.
        Poderia ter feito isso também em 2009. Alonso foi anunciado em Setembro.
        Enquanto estava afastado, ao invés de ficar de “chinelão” deveria costurar nos bastidores sua saída da Ferrari. Tinha vaga na Mclaren, e se não me engano, o contrato do Webber estava vencendo.
        Quando a Ferrari contratou o Kimi, contratou um Primeiro Piloto. Para a Ferrari, ele não deu muito certo.
        Então a Ferrari contratou o Alonso. Contratou um primeiro piloto.
        Para mim não foi nenhuma novidade o que aconteceu ontem.

        O camarada que tem “sangue no olho”, não tem medo de correr riscos calculados. Projeta o cenário, e sempre se imagina em uma posição favorável.
        Apesar de ser um bom piloto. O Felipe não é um Primeiro Piloto. Lhe falta aquela marcação de território extra-pista, Que todos os primeiros piloto sabem fazer tão bem. Quem não se lembra dos Mind Games, que Senna, Prost, Piquet faziam tão bem. Isso só primeiro piloto faz.

        Continuo torcendo pela Ferrari. E é de praxe na Ferrari que só um piloto lute por vitórias. Neste momento este piloto é o Fernando Alonso.

        Fernando

  6. Willian disse:

    Belo texto, Sirlan.

    É triste quando coisas assim acontecem. Quando fatos extra-pista interferem no que acontece dentro dela. Mais lamentável é saber que isso, como disse o Leoilson, vai continuar acontecendo.

    Sinto mais tristeza quando dizem que a F1 é negócio e não um esporte, como se nos negócios tudo fosse possível, como se nos negócios não houvesse espaço para dignidade.

    Sabe, essa é uma discussão que vai muito além da Fórmula 1. Trata da nossa mentalidade, do que fazemos para conseguir nossos objetivos. Ontem assisti a um filme, “A Caixa”. Esteve longe de entrar para a lista dos meus preferidos, mas hoje eu compreendo melhor a mensagem dele. É uma pena que nós – como seres humanos – ainda pensemos que os fins justificam os meios.

    • William daqui a alguns dias esqueceremos esse fatídico dia, porém, vai ficar a mancha.

      Até então eu tinha fé que o Felipe Massa seria um piloto que poderia carregar a tradição de grandes campeões que por essas bandas nasceram, mas hoje vi que ele não passa de mais um mediocre que por aqui nasceu.

      O grande problema é olhar nas categorias de base e ver que apenas um menino chamado Felipe Nars está indo bem e é bem acessorado para chegar a F1, mas o futuro é imprevisível e podemos em 5 ou7 anos não ter nenhum piloto na F1.

      Então a F1 não é um esporte, porque não há como chegar lá só com taelnto, chega-se apenas com dinheiro, muito dinheiro, Yamamoto que o diga.

      • Pedro Pedrosa disse:

        Todos os brasileiros confiavam nele Claudemir… e ele nos decepciona com essa atitude… pensei que nós finalmente tinhamos um bom piloto brasileiro… mas parece que me enganei… que pena !

  7. Pedro Pedrosa disse:

    O que vocês acharam da resposta dele ao assunto ?

    ” …Como já disse, não sou segundo piloto. Sei que tenho condição de ser primeiro, de vencer, até por isso que estou aqui. É isso o que penso. Infelizmente não estou em uma situação do campeonato boa. Então não mudei nada, apenas fiz o trabalho profissional, que tenho certeza que a maioria iria fazer no meu lugar. Temos um pensamento como profissionais e espero que entendam o que estou dizendo. Foi minha a decisão de deixar o Alonso passar. Se não, ele não teria passado – diz Massa, em entrevista aos jornalistas brasileiros presentes ao autódromo de Hockenheim…”

    ”…Tomei a decisão pensando no melhor para a equipe. É lógico que não é a primeira vez que isto acontece e com certeza os pontos valerão bastante para a equipe. Não posso falar que estou feliz da vida, porque, para mim, a felicidade é a vitória. Não corro aqui para chegar em segundo. Então é pensar para frente e na vitória. Acho que já provei muito na minha vida o quão profissional e certo eu sou. Em 2007, ajudei meu companheiro (Kimi Raikkonen) a ser campeão do mundo e em 2008 ele me ajudou. Infelizmente não foi possível o título por outros motivos, então trabalhei para a equipe.”

    http://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/noticia/2010/07/felipe-massa-diz-que-tomou-decisao-sozinho-nao-sou-segundo-piloto.html

    • wilson disse:

      eu nunca fiquei decepcionado com o massa ou com o barrichelo, pois nunca tinha uma visão muito grande deles.
      com certeza só ficamos frustrados com alguma coisa ou alguém quando depositamos muita confiança ou esperança ou esperamos muito dessa pessoa.
      Eu nunca esperei nada, então nunca fiquei decepcionado ou surpreso.
      Schumacher também nunca fiquei decepcionado|>
      sempre achei que ele ganharia muitas vezes porque ganhar era seu lema.
      Como diz aquele personagem desenho infantil:
      (mutley) medalha, medalha, medalha…..

  8. tomasf1 disse:

    Sirlan;

    Acredito que o que ocorreu neste domingo entre Felipe Massa, Fernando Alonso e a Ferrari na volta 49 do GP da Alemanha será assunto por muito tempo. É, também, triste ver isso acontecer certas vezes, e justamente com pilotos brasileiros, mas nem sempre o que é bom está do lado que deveria estar.

    Existem os dois lados da polêmica, o que influencia e muito a opinião das pessoas. Tirando por quem você torça, sabe-se que não é a 1ª vez que algo assim acontece. Áustria 2002, Brasil 2008, e outros que talvez nós nunca saberemos se foi jogo de equipe ou não. A marca da derrota parece ser muito grande Para Felipe neste dia. É algo que dificilmente será esquecido e que fiará na cabeça do piloto. O pior disso, é que ainda pode chegar a acontecer novamente em 2010. E todos sabemos.

    Talvez, a FIA se faça sim de boba em dar uma insignificante multa de apenas 100 mil dólares como punição. Muita gente pediu a retirada dos pontos e a exclusão da equipe da corrida (lembrando que a decisão final está no conselho ainda) para que tal fato não ocorra de novo.

    Eu, portanto, sou contra a punição. Até que ponto o que uma equipe faz de suas decisões em pista? Se a cúpula do time acha que tal fato é certo, é porque deve ter uma razão. Porém, pelo visto todos dizem que é uma vergonha sem fim e que a F1 deveria se envergonhar de situações assim.

    Eu digo que a culpa é de todos. É da Ferrari em mandar, é de Alonso em reclamar, é de Massa em executar. Todos fizeram parte, mas no fim o que a Ferrari quer é um desfecho melhor para o campeonato, e isso ela conseguiu. Os 43 pontos ela conseguiria de qualquer jeito, mas os 7 pontos a mais que Alonso levou fazem diferença lá na frente do campeonato.

    O jogo é claro, beneficiar o melhor. Sim, sabemos que na Red Bull e McLaren foi tudo resolvido na pista. É assim que tem que ser. Mas não podemos crucificar equipe e piloto por algo que todos nós conhecemos, beneficiar alguém.

    Porque a Ferrari tirou a vitória de Massa? Porque ele não está na luta pelo título. Porque vencendo, estaria tirando sete pontos de Alonso que podem decidir seu campeonato em Abu Dhabi. Porque quer chegar ao final do ano e dizer: Olhem, tomamos a atitude certa e somos campeões por 7 pontos de vantagem. Porque, também, tem mais olhos para Alonso e porque o Santander pode beneficiar isso. Porque Alonso mostrou, na pista, durante as 10 corridas passadas, ser superior em treinos e corridas e tirar uma vantagem grande na tabela.

    O problema é que não se pode reclamar de tudo. Se Massa passou por esta “humilhação pública” diante do mundo inteiro, é porque nas últimas 3 corridas Felipe não somou nenhum ponto, porque tem problemas de aquecer os pneus e etc. Porque está em desvantagem para Alonso. É injusto tirar uma vitória de um piloto? É. Mas por algo isto foi feito.

    Massa também não é bobo, e fez com que a ordem se tornasse mais clara ao deixar Alonso passar muito facilmente. Camuflar, como muitas vezes já foi feito na F1, serve.

    Eu li que é injusto essa ordem porque nenhum título está sendo decidido. Ok, mas que depois não reclamem, pelo menos os espanhóis e italianos, se o título foi perdido por 7 pontos. Engraçado, que se a Ferrari tivesse feito o contrário, mandando o Alonso ceder o lugar ao Massa, todo mundo acharia muito bom…

    Tomás.

    • Tomás.

      O esporte não é disputado por máquinas ou computadores, só tem esse nome por ser feito por homens e mulheres que são pessoas acima da média, que superam limites, que fazem coisas que nós simples mortais não faria.

      Como em todo esporte o melhor ou mais aplicado vence e não há como vencer o seu opositor sem esforço e quando você é inferior tem que se entregar ao máximo para superar e ganhar.

      Por isso não pode haver jogo de equipe na F1, tem que ser resolvido na pista e não nos bastidores da equipe, porque é um “esporte” , mas com essas atitutes da Ferrari a mancha na categoria fica perpetuada e será mais dificíl fazer novos fãs quando esses sabem que os resultados podem ser forjados pelas equipes.

      Se o Alonso estava mais rápido ele ganharia na pista, na marra, na raça.

      Mas não foi assim.

      Culpados, sim todos eles.

      Massa é o maior culpado, ainda mais depois das declarações pós corrida.

      • Claudio Cardoso disse:

        Tomas, as pessoas estao esquecendo que a Mclaren ja fez o mesmo esse ano..

        Nao esqueçamos do LOW FUELL apos os dois quase se tocarem.

        A Mclaren so o fez de forma mais discreta.

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Tomás,

      A Ferrari fez o que achou que era certo. Como uma equipe adotou a posição que mais lhe convém.

      Eu até acho que é muito cedo para um jogo de equipe assim. Com Kimi e Massa essa decisão de beneficiar um piloto era tomada bem mais tarde. Mal passamos do meio da temporada.

      A questão é Felipe Massa. Tem momentos na vida que precisamos tomar decisões difíceis. Ele fez a escolha dele, pela equipe preferiu se encolher, pelo time preferiu contrariar uma nação que lhe dá bandeira e hino quando vence, por uma vaga no time decepcionou milhões de jovem que se inspiram nele.

      F1 é negócio sim, mas também é esporte. Ninguém acorda de manhã para ver uma reunião de trabalho, ninguém paga ingresso num autódromo para assistir pessoas fazerem acordos comerciais.

      A F1 só é um negócio que movimenta milhões de dólares porque existe um lado esportivo que desperta paixão em milhões de fãs no mundo.

      Sem o lado esportivo esse “tal negócio” não tem oxigênio para sobreviver.

      Mataram a vaca e estão comendo sua carne. Amanhã vai faltar leite….e também vai faltar carne….

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

    • Anselmo Coyote disse:

      “Engraçado, que se a Ferrari tivesse feito o contrário, mandando o Alonso ceder o lugar ao
      Massa, todo mundo acharia muito bom…”

      Tomás,
      Até que enfim, uma verdade ou meia-verdade, porque aplicável somente aos massistas. Nem tudo está perdido neste comentário.
      Abs.

    • Claudio Cardoso disse:

      Ops, tinha colocado no lugar errado.

      Tomas, as pessoas estao esquecendo que a Mclaren ja fez o mesmo esse ano..
      Nao esqueçamos do LOW FUELL apos os dois quase se tocarem.
      A Mclaren so o fez de forma mais discreta.

      • Rodrigo Pedrosa disse:

        Era outra situação, foi para preservar os carros na pista.

      • djow disse:

        Nada a ver. Estão procurando podres em outros lugares para aceitarem a falta de caráter de Alonso e Massa.

      • Claudio CArdoso disse:

        como nada haver ?

        dizer para o outro nao ultrapassar, agora virou esportividade tambem ?

  9. joao disse:

    e na Indy roubaram o Helio Castro Neves no final da corrida com uma historia de ter passado uma linha imaginaria, esse foi um péssimo domingo para os Brasileiros no automobilismo.

  10. Anderson Dorneles disse:

    Olá,

    Como desgraça pouco é bobagem, e como ja disse antes, o massa vai vira (ja virou) piada igual barichello na epoca de ferrari, olha só o que o kibeloco fez:

    Abraço

  11. Mari Espada disse:

    Sem dúvida, estamos todos tristes e desolados com esse acontecimento, independente dos nosso ídolos e escuderias.
    A atitude desse grande piloto brasileiro deixará marcas em nós, no esporte e nele próprio.
    Concordo com a observação desse belo texto do Sirlan (aliás, parabéns!) de que recuperar o corpo foi possível, mas recuperar ferida na alma… não sei… isso pode levar uma vida!

    Fiquei realmente abalada com esse assunto, principalmente após encontrar-me com o meu irmão nesta noite (grande torcedor do Massa e dos brasileiros) e ver que ele está muito triste, muito bravo e muito perdido!
    Percebi que esse gesto do Felipe pode custar-nos gerações de torcedores da F1… pois sejam Ferraristas, McLaristas, “Brasileiristas”, não importa, eu só gostaria que meu irmão continuasse entusiasmado para poder entusiasmar meus sobrinhos à torcerem pela F1.
    E acredito que este fato esteja acontecendo em muitas famílias… então a perda pode ser enorme, sabe…
    No fim das contas a ferida na alma dos torcedores é maior doque a ferida na alma do próprio piloto.

    Quando a poeira abaixar, precisamos ver quantos de nós continuarão vivos…

    Beijos. Até!

    • wilson disse:

      tem muita gente que não está não.
      questão de nacionaliade, ponto de vista, objetividade, foco no campeonato.

  12. djow disse:

    Pra mim Massa é um fracassado, uma vergonha nacional.

    • Alex-Ctba disse:

      Então devo supor q o seu raciocínio tb se aplica o Barrichello? Ou oito anos foram o suficiente para apagar Zeltweg da memória?

      • djow disse:

        Se te alivia saber que Rubinho também fez esse papelão, ótimo pra você.

      • Alex-Ctba disse:

        Não a mim. Ms é q eu sempre leio comentários seus tecendo loas ao Barrica, e fiquei apenas curioso aos pesos e medidas q vc utiliza. No mais fique a vontade no blog, q não vai haver problemas com o indefectível Akismet por essas bandas. Pelo menos por enquanto.

      • djow disse:

        –>
        q não vai haver problemas com o indefectível Akismet por essas bandas. Pelo menos por enquanto.
        –>

        Por acaso você está ameaçando barrar minhas postagens?

        Se não está, então me explique o sentido dessa sua frase sem nexo com o assunto.

      • djow disse:

        –>
        Não a mim. Ms é q eu sempre leio comentários seus tecendo loas ao Barrica
        –>

        Você está mentindo descaradamente. Eu desafio você, caso tenha honra, a mostrar um comentário meu sobre o Rubinho nessa linha que você insinuou.

  13. Will disse:

    Eu amo esse esporte. E quando acontecem essas coisas, fica difícil sustentar os argumentos de que a F-1 é um esporte…

    Eu gostaria de ter tido algum compromisso que me obrigasse a não ter assistido ao GP de ontem.

    Depois de ser atingido pela realidade de que Hockenheim seria território vermelho, parei para ver o interessante duelo entre Massa e Alonso. Eu, que não não apostava 1 moeda de 1 centavo no brasileiro contra o espanhol, estava interessado em ver quantas voltas ele iria durar. Mas ele começou me surpreendendo e continuou assim pelo resto da corrida…

    Eu, que acordo todos os dias às 6 horas para trabalhar, que se a empresa chamar venho feriado, fim de semana, que me desdobro pelos meus funcionários, não admito que um cara que tenha feito o que ele fez venha se esconder atrás do que ele chama de ‘profissionalismo’.

    Pior do que a manobra, pior do que ouvir os rádios dos 2 patéticos pilotos e sua patética equipe, pior que tudo isso foi ver a entrevista onde esse ridícuo ainda evocou a memória de seu tio e incentivador – que, se fosse possível, deveria estar vermelho de vergonha (afinal vermelho e vergonha são palavras que combinam muito bem).

    Um abraço a todos, acho que vou dar um tempo depois de ontem…

  14. Will disse:

    Ah…não aguentei!

    O Massa agora vir falar que partiu dele a decisão de deixar o Alonso passar é como se um preso que fosse subjulgado e estuprado na cadeia virasse a noivinha do estuprador por conta própria…deve ser essa a noção de profissionalismo dele – o pai desse rapaz deveria ter vergonha dele…

    Desculpem os excessos…mas tô muito puto.

  15. Rodrigo Pedrosa disse:

    Ele tomou o caminho dele, e perdeu o apoio que tinha do Brasil, para o leigo é o novo Rubinho.

    Torcer para Di Grassi e Bruno Senna terem chances em equipes melhores e mostrarem mais vontade de vencer, caso eles não conseguirem o futuro do Brasil na F1 segue bastante ameaçado.

    A molecada precisa de idolos para dar continuidade ao esporte no país, Vettel, Suttil, Hulkenberg são frutos da carreira vencedora de Schumacher.

    Ontem o Brasil foi campeão da liga de volei, um time muito modificado sem Giba, Gustavo e essa turma que a gente conhece, por que?
    Por que desde da geração de ouro em 1992 o volei vem fazendo bons campeonatos, então a molecada quer jogar volei, e é mais facil achar um jogador bom quando você tem 1000 querendo jogar, se o time perdesse o tempo todo esse jogador bom podia não querer jogar volei.

    O que Massa fez ontem e Rubinho fez em 2002 foi acabar com a renovação de talentos, quem corre de kart hoje não sabe quem era Senna, pode ver um video ou outro, mas não o viu correndo.

  16. wilson disse:

    o schumacher, idem

  17. wilson disse:

    o massa não ficava falando que o barrica e nelsinho tavam errados?
    bem hora então de quem levava chunchada do massa por suas atitudes de falar o que pensam

    por ex. nelsinho piquet
    O brasileiro, atualmente na Nascar Truck Series e que já competiu com o espanhol na Renault, viveu situação semelhante em 2008, no GP de Cingapura, quando Flavio Briatore ordenou que ele batesse de propósito em um muro para facilitar a vitória do bicampeão.

    Questionado a respeito do que achava da atitude escuderia, Nelsinho foi enfático e direto: “Eu não tenho muita coisa a dizer. Mas espero, mesmo, que todo mundo veja com isso que a F-1 não é um mundo colorido. A coisa lá é pesada”, afirmou, por meio de seu twitter.

    “E, agora que aconteceu com o Massa talvez os grandes críticos vejam que falar é fácil, sempre fácil… mas o buraco é mais embaixo do que se pensa”, completou o piloto, que teve sua imagem danificada na categoria após participar do episódio relevado por ele mesmo, após sua demissão da Renault.

    fonte: tazio

    • Rodrigo Pedrosa disse:

      Apesar que não da para comparar o cara bater de proposito e o cara ceder sua posição, são coisas totalmente diferentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s