VERGONHA EM CIMA DE OUTRA VERGONHA!

Publicado: 25/07/2010 por Claudemir Freire em Notícias

A Ferrari foi punida em 100 mil dólares  pelos comissários da FIA por ter dado ordens explícitas durante a corrida. O jogo de equipe praticado pelo time italiano, fere o artigo 39.1 do Regulamento Esportivo, que proíbe ordens de equipe que influenciem diretamente no resultado da corrida.

A punição também se alicerça no artigo 151c do Código Esportivo Internacional, que discorre sobre atitudes que tragam má reputação ao esporte de uma forma geral. Esse é o mesmo artigo, utilizado para punir a McLaren no mundial de Construtores em 2007 – o famoso “StepneyGate” –  que também teve  Fernando Alonso envolvido.

O caso ainda será levado ao Conselho Mundial da FIA para análise e possíveis sanções.

Quem acredita que haverá alguma punição ?

comentários
  1. Pedro Pedrosa disse:

    Só 100 mil dólares !? Deveriam tirar pontos do campeonato ! Eu acho que vai ficar por aí mesmo !

    • Pedro Pedrosa disse:

      Deviam envergonhar a Ferrari mais ainda ! Ela merece ! Talvez o que acho impossivel uma desclassificação para o próximo GP ! Mas a justiça é assim mesmo. Fazer o quê ?!

  2. Anselmo Coyote disse:

    Claudemir,

    Eles se reunirão com patrocinadores, televisões etc e verão a repercu$$ão do caso para decidir sobre eventual punição à Cosa Nostra.

    Esses 30 dinheiros a que vc se referiu como US$100mil são só um petisco dado às feras “sedentas de justiça” (que clichê ridículo!… rsrsrs). Se a repercu$$ão não aconselhar uma punição eles dirão que a Cosa Nostra foi rigorosa e exemplarmente punida – com a multa de US$100mil… rsrs.

    Abs.

    • Galkadesh disse:

      Caro Anselmo,

      Acredito que o Conselho irá desclassificar os carros da Ferrari e alterar a ordem de classificação desta corrida. Caso contrário, a FIA criou uma regra de proibição do jogo de equipe que vale a pena ser burlada, visto que uma multa de US$100mil não é nem esmola pra Ferrari, nem pra qualquer equipe que esteja disputando o título mundial.

      Observe que após a decisão do Conselho, seja qual for, será aberto um precedente. Assim, se tudo acabar em pizza, as outras equipes poderão fazer o mesmo jogo de equipe quando quiserem, pagando apenas multas de valor irrisório.

      Ou Conselho ratifica a proibição do jogo de equipe e pune exemplarmente a Ferrari ou jogará por terra a eficácia de tal regra. A partir daí as equipes farão um racicínio de custo/benefício em infringir as regras e, lógico, vão preferir pagar a multa.

      • Alex-Ctba disse:

        Pode até ser Galkadesh, mas entre os principais times, aqueles q disputam o campeonato esse ano, apenas a Ferrari mantém essa filosofia. Pelos exemplos recentes, não vemos essa prática, na McLaren e nem na Red Bull, apesar do episódio da asa.

        Agora, convenhamos, bastava a Ferrari “enroscar” um pneu na troca do Massa q eles poupariam 100 paus e toda essa polêmica. Não quiseram arriscar a dobradinha e deu no q deu.

      • Mari Espada disse:

        Eu concordo com Galkadesh e acho que o Conselho deveria desclassificar os carros da Ferrari e alterar a ordem de classificação desta corrida.
        E aí eu pergunto NOVAMENTE: Será que sobra uns pontinhos extras pro Hamilton???

        Estou aguardando… =D

      • Alex-Ctba disse:

        Mari, esquece isso. O Hamilton é o tipo de piloto q não precisa disso para vencer um campeonato.

      • Allan Wiese disse:

        O Alex foi no ponto Mari. Lembre de 2008 e você verá que isso é de fato assim.

      • claudio cardoso disse:

        Ola ALEX :-)

        Alex-Ctba PERMALINK
        25/07/2010 16:22
        Pode até ser Galkadesh, mas entre os principais times, aqueles q disputam o campeonato esse ano, apenas a Ferrari mantém essa filosofia. Pelos exemplos recentes, não vemos essa prática, na McLaren e nem na Red Bull, apesar do episódio da asa.

        Voce esqueceu da famosa frase da Mclaren –

        LOW FUEL

        ——————– x———————

        SO foram mais inteligentes.

      • Anselmo Coyote disse:

        Concordo, inteiramente, Galkadesh .
        Sugiro aos blogueiros que façam uma enquete sobre se a Cosa Nostra será ou não punida pelo Conselho.
        Abs.

  3. Rodrigo Kezen Leite disse:

    Vamos pensar com frieza… Se não for dessa forma, a Ferrari volta a ser campea quando??? O “espanholito Pablo, qual é a música” ganhará um campeonato quando??? Só assim eles tem chance!!!

    Olha o Flavio “The Cancer” Briatore chegando!!!

  4. SPLASHANDGOPENALTY disse:

    A propósito,novos donos do novo blog,vocês já estão no TWITTER?
    Indiquem a páginas de vocês,se tiverem,ok?
    Agora,referente à “punição” que a Ferrari levou,tendo ela a força política que tem junto à FIA,e ainda mais SENDO JEAN TODT O PRESIDENTE,estava na cara que não iria ocorrer nada de muito relevante;Todt iria cair em contradição se punisse com rigor.Afinal,era ele o diretor técnico da mesma Ferrari na corrida da Áustria/2002,certo?Ou seja,agiu novamente da forma que mais agradaria ambas as partes.

    • Pedro Pedrosa disse:

      SPLASHANDGOPENALTY,

      O Claudemir já disse o twitter do Ultrapassagem no post anterior.
      Olhe lá.

  5. Rodrigo Kezen Leite disse:

    Quanto ao Massa, hoje ele explicou de forma categórica porque NUNCA vai ser campeão…

    • Pedro Pedrosa disse:

      Você tem duvida disso Rodrigo ! Massa não tem garra, não tem vontade de vencer !

      • Rodrigo Pedrosa disse:

        Não Pedro, o Felipe Massa, assim como o Rubinho tem vontade de vencer sim, o principal defeito deles em relação ao automobilismo é não ser egoísta, vejam Alonso quer tudo para ele, Hamilton também é assim, Ayrton era assim também, eu sou torcedor de Senna, mas quem não lembra do chororo contra a Williams.

        O que faltou a Massa e a Rubinho foi egoísmo, pessam muito na equipe.

  6. SPLASHANDGOPENALTY disse:

    Obrigado,Pedro,e desculpe por ter pedido duas vezes;eu não o havia visto no post anterior;valeu aí,e parabéns pelo novo trabalho de vocês que é a continuidade do excelente trabalho do Becken,afinal,é preciso que nós,verdadeiros amantes do automobilismo,tenhamos informações de alta qualidade e com toda a transparência possível,diferente do que se lê e ouve por aí,não é?Grande abraço.

  7. Anselmo Coyote disse:

    Nada como um dia atrás do outro, permeados por uma noite “amnesiante”.

    Vamos falar de uma coisa bem legal, quero dizer, uma palavra bem legal, que os massistas adoram:

    Patriotismo! Que palavra linda. Principalmente quando vem acompanhada de olhos marejados com o hino nacional brasileiro tocando para o piloto no lugar mais alto do pódio. Quanta emoção… HAJA CORAÇÃO!!!! TAN-TAN-TAN!!!!!! Aquela bandeirinha tremulando nas mãos do piloto no cockpit do bólido… Ah!!! isso é que é viver, ser brasileiro… ninguém segura esse Brasil-sil-sil!

    1o. Esse Patriotismo nunca se fez presente quando o Nelsinho era o piloto da Renault que corria ao lado do Nada Sei. Por quê? Com a palavra os bravos massistas patriotas.

    2o. Sabendo o Massa que milhões de brasileiros torcem por ele por puro patriotismo (porque ele é sabidamente um piloto meia-boca), onde foi parar a contrapartida, ou seja, o patriotismo dele quanto ao Brasil-sil-sil e aos seus torcedores brasileiros? Será que ele pensou patrioticamente no Brasil-sil-sil quando fez essa bandalha? Com a palavra os bravos massistas patriotas.

    Fiquem à vontade. Vou adorar ouvir as explicações.

    Enquanto isso sigo flamenguista (embora seja mineiro), pela Argentina (embora seja brasileiro), pelo Hamilton e pelo Kobayashi (embora não seja inglês nem japonês).

    O nome disso é livre-arbítrio, palavra que para mim vale mais que Patriotismo.

    Abs.

    (embora ele não tenha se aplicado quando o Nelsinho era piloto de F1…rsrsrs)!

    Não vou nem falar em patriotismo, pois sei que isso passa bem longe do pensamento do Massa.

    • Pedro Pedrosa disse:

      Coyote você falou e disse ! Eu te apoio !

    • Mari Espada disse:

      “O nome disso é livre-arbítrio, palavra que para mim vale mais que Patriotismo. ”

      Uhhhhhh… A-DO-REI!

    • Alex-Ctba disse:

      “Fiz um trabalho profissional, q tenho certeza q a maioria faria o mesmo no meu lugar” Felipe Massa

      Talvez o Massa perca muitas noites de sono após o episódio de hj. Eu nunca achei q ele faria isso, mas ao coadunar com as diretrizes da empresa, ele deu um tapa na cara dos seus fãs e apoiadores e deixou claro q, faltando oito etapas para o término da temporada, não pensa mais em disputar o título. Na verdade, todos sabiam q ele dificilmente disputaria o campeonato esse ano, depois de não ter pontuado nas três últimas corridas, mas ao abrir mão de uma vitória, q vale muito para um piloto de F1, sua atitude foi um desrespeito aos torcedores q acordam de madrugada e o defendem fervorosamente na blogosfera, mas acima de tudo um desrespeito a si próprio. Recuperar essa confiança do torcedor, vai ser uma tarefa mais difícil do q vencer um campeonato mundial, ou talvez só o dia q vencer o wdc para amenizar essa mácula na sua carreira. Em outras palavras, hj Felipe Massa, definitivamente se Barriquelizou.

      Coyote, atualizei lá o post anterior, não q fôsse necessário, mas em respeito aos fãs do Kimi e tentei responder com equilíbrio a todas as suas contestações. Qdo puder , dá uma olhadinha lá. Só acho q não cabe a comparação do Crashgate com o episódio de Hj. Se tem algum para comparar, este é o da Áustria 2002. Tente refletir com um pouco de parcimonia.

      Bj na testa gde. filósofo Coyote!!!!

      • Anselmo Coyote disse:

        Alex,

        Taí uma discussão interessante e filosoficamente profunda que merecia um post.

        Vejamos: o Nelsinho, em início de carreira, sob intensa pressão de um chefe mafioso e de um companheiro de equipe mau-caráter fez uma besteira absurda – bateu o carro.
        Mas bater o carro, por si só, não quer dizer nada. Ainda mais que o Nelsinho não estava disputando nada. Isso somente teve valor porque foi um instrumento de manipulação do resultado de uma corrida em desfavor do Nelsinho e de todo o grid e em benefício do Nada Sei e da equipe.
        Ridículo!

        No caso do Massa ele não bateu o carro.
        Ele, com 10 anos de experiência na F1 dos quais 5 na Cosa Nostra, com um vice-campeonato conquistado, apenas abriu subservientemente para o companheiro (e que companheiro!) passar. E fez isso abrindo mão de uma vitória certa e da qual ele tanto ele precisava. Isso só teve valor porque foi o instrumento para a manipulação do resultado de uma corrida em desfavor do Massa e de todo o grid e em benefício do Nada Sei e da equipe.

        Sinceramente, assim analisando, vejo que o Massa foi muitíssimo mais covarde. Suas qualificações e experiência são muito mais favoráveis que as do Nelsinho naquele momento. E ele abriu mão de ganhar uma corrida, ao passo que o Nelsinho não estava disputando absolutamente nada.

        A diferença que eu vejo foi no ato – bater/abrir. Mas a finalidade da covardia de ambos foi exatamente a mesma – manipular o resultado de uma corrida em favor do mesmo piloto num momento absolutamente desnecessário até como jogo de equipe.

        Para mim é mais fácil absolver o Nelsinho. Mas, como eu disse, é um tema interessante e outras análises, sob outros prismas, seriam muito bem vindas para enriquecer o debate.

        Abs.

      • Alex-Ctba disse:

        Demorô Coyote. Faça um texto na mesma linha desse comentário e envia pro Claudemir pra gente debater essa questão.

    • claudio cardoso disse:

      Grande Anselmo..

      Tu andas sumido do msn heim rapaz…

      Eu ja nao imputo o patriotismoa torcida brasileira nao. Eu tenho teoria que eu sempre falei aqui em casa.

      Brasileiro nao gosta de esporte. a questao é essa.

      Brasileiro gosta de vitoria, o que é completamente diferente.

      Vejamos exemplos. Quando Piquet e Senna ganhavam frequentemente, todos assistiam, e era tema de botequim.

      Tenis – Gustavo ganhando, passava jogo na globo e todos assistiam, depois ?????

      Ginastica Olimpica ?? Daiane e Bambi Hipolito ganhando, todo mundo assistia.

      Volley, so passou a ser popular quando a selecao passou a ser consistentimente vitoriosa.

      Formula 1 a mesma coisa.

      Brasileiro gosta de assistir vitoria, e nao de esporte.

      • Alex-Ctba disse:

        Perfeito Claudio.

      • Anselmo Coyote disse:

        Concordo, Cláudio.

        Apenas ressalto que os torcedores do Piquet não cabem nesse balaio, pois são muito diferentes dos sennistas e massistas, com as ressalvas de praxe.

        Eu torço pelo Kobayashi e ele não está ganhando nem para o café. Torci muito pelo Nelsinho nas mesmas condições. Torci pelo Schumacher por 5 anos na Cosa Nostra sem ganhar nada. Torci pelo Raikkonen na Sauber e na Mc Laren ganhando pouco. Torci pelo Emerson Fittipaldi com aquele coopersucar muxibento. Por fim, estou torccendo pelo Raikkonen no rali (embora eu não entenda nada daquilo) e ele não está ganhando nada.

        A questão para mim não é o “brasileiro” e sim aquele brasileiro manipulado pela venus platinada e pelo mestre de cerimônia oficial e seu ufanismo baranga.

        Abs.

      • Claudio Cardoso disse:

        Grande Anselmo…

        Concordo em tudo com voce.

        Realmente quando me referi ao brasileiro, quis colocar o que é o Brasileiro tipico, a grande Massa, infelizmente a grande massa é a Cara do Brasil. :-(

        Mas claro temos pessoas apaixonadas e que realmente gostam do esporte, como deve ser o caso de 99% desse blog. È o apaixonado o que gosta do esporte a pessoa que acompanha tudo, e nao aquele que assisti de forma generica, que torna aquilo apenas um passa tempo do seu tedioso domingo, ou pior, aquele que esta assistindo porque todos estao assistindo, e senao ele estaria fora da identidade coletiva, que alias é o que torna as pessoas escravas da moda, da musica, de tudo que a PRATEADA empurra-nos garganta abaixo.

        OPS: Empurra-nos ?

        Nao cara palida, eu nao vejo aquela porcaria pq eu nao me identifico, sendo redudante, como a maioria aqui tb nao deve ser manipulada por eles.

        Porem Somos as Exceções :-(

  8. Anderson Dorneles disse:

    Olá,

    Realmente, punição com R$ não é punição. Igualzinho qdo o lula é multado por fazer campanha antecipada pra dilma, dão uma multa pra ele de 5 mi, 15 mil, café pequeno, e alias vale muito a pena inflingir essa lei, pq afinal de contas é são 5, 10, 15 qdo se ganha 1000, 2000, 5000 votos a mais? e olha q essa grana deve ser paga com R$$ de campanha.

    Outra, lendo no site da globo, a corrida está sob judice, vão julgar o mérito depois (nessa semana ainda, pois temos outra corrida bem proximo).

    Vou ventilar uma profecia agora, um chute. A ferrari ja chiou tanto, mais tanto nesse campeonato por ser prejudicada pela FIA, q eu acredito que se tirarem os pontos da ferrari dessa corrida, a scuderia ferrari vai tomar uma atitude drastica. Sobre essa atitude, só deixo no ar que a FOTA ja cogitou fazer um campeonato paralelo e desvinculação total da FIA.

    Agora voltemos ao mundo real: Vai acabar em pizza.

    Abraço

  9. Alexandre Pires disse:

    Claudemir,

    Acabo de ler sobre a punição lá no autosport e depois aqui.

    Mas antes disto ia deixar um comentário a respeito de qual seria a punição pra jogo de equipe.

    Já que proibir é uma coisa enquanto estabelecer uma punição severa é outra bem diferente.

    Vimos que isto custa à equipe 100 mil dólares. Muito pra mim e nada pra Ferrari.

    Agora, o fato de terem sido punidos por terem descumprido a regra que proibe este tipo de atitude abre uma brecha pra que a pressão sobre Maranello aumente. Quero dizer o seguinte: os comissários oficializaram que a Ferrari fez jogo de equipe e ponto.

    Traduzindo segundo o Sporting Regulation. Houve um “incidente” (16.1) que descumpriu o Regulamento Esportivo.
    Um incidente pode ser punido com três penas (16.3): ou passagem pelo pitlane, ou dez segundos no pit, ou perda de qualquer número de posições no próximo gp.

    Em teoria, a multa ainda não seria a punição prevista segundo o regulamento. Duvido, mas acho que a Ferrari ainda pode levar 25 segundos nas voltas de seus pilotos, já que a corrida acabou. Fora isto, nada mais pode ser imposto.

    Esta semana vai ser agitada, mesmo.

    • Galkadesh disse:

      Vamos supor que os carros da ferrari sejam punidos com a adição de 25seg no tempo final de prova de cada carro. Ainda assim Alonso terminaria na frente do Massa, e a penalidade não seria o suficiente para “desfazer” o jogo de equipe.

      Além disso, terminaram imediatamente atrás das Ferraris, Vettel a +5.121seg e Hamilton a +26.896seg, fechando os 4 primeiros.

      Aplicada a virtual punição de 25 seg aos carros da Ferrari o resultado da corrida ficaria assim: Vettel, Alonso, Massa, Hamilton.

      Ou seja, uma punição bem aquém à gravidade da infração.

      • claudio cardoso disse:

        Belo raciocinio.

        Porem eu acho que aplicariam outra metodologia.

        Acho que os 25 seg, seriam impostos somente ao Alonso e nao ao Massa, afinal ele foi o punido da historia.

        ai a corrida terminaria

        Masssa, Vettel e Alonso.

        (que na minha opiniao tb seria o mais justo)

    • Alexandre Pires disse:

      Concordo, Galkadesh. Realmente continuaria a ser uma punição chinfrim.

      Só tentei trazer o que está no Sporting Regulation.

      Na minha avaliação de espectador acho que os carros da Ferrari deveriam ser excluídos do GP. Desclassificados. Mas isto não está previsto.

      A Ferrari estava em um ótimo fim de semana. Iria fazer uma dobradinha com autoridade. E apronta uma desta. Estragou o lado esportivo (já diminuto) da Fórmula 1.

      Sei que é um negócio. Mas poderia ser isto somente antes da corrida e logo depois da corrida. Durante, deveriam ter um pouco mais de esportividade.

      Enfim, o motivo da punição (e não a multa) pode levar a algo mais grave lá no conselho. Veremos.

      • Sirlan Pedrosa disse:

        Alexandre,

        O pior é que comercialmente eles foram burros.

        O Joe Saward fala disso no seu blog. Seria uma vitória de um piloto que extamente um ano antes tinha sofrido um grave acidente. A equipe confiando no piloto e ele dando a volta por cima.

        Seria uma publicidade fantástica para a Ferrari.

        Preferiram a vergonha com sete pontos a mais para Alonso.

        Wiston Churchil tem uma frase, feita num momento MUITO MAIS IMPORTANTE, sobre o comportamento das nações diante das agressões alemães :

        “Entre a desonra e a guerra, escolheram a desonra. E terão a guerra !”

        Um abraço,

        Sirlan Pedrosa

    • Alexandre Pires disse:

      Sirlan,

      Li uma entrevista com Domenicali.

      Sobre o incidente, um jornalista astuto insistiu em uma questão interessante:

      O que mudaria pra Ferrari se fosse Massa à frente na dobradinha?

      Domenicali não conseguiu responder a esta pergunta.

      Só perderam. Não vão levar nenhum título com esta atitude.

      Agora só se colocaram na alça de mira da FIA e das concorrentes. Correm o risco de levarem um DQ como tomou Hamilton lá na longínqua Austrália’09, que tinha um P4 e mentiu pra tentar segurar um P3 ilegal.

      Hoje a Ferrari vai dormir com um gosto amargo na boca. E seu P1+P2 alcançado na desonra podem virar fumaça com a guerra que se anuncia.

      • Anselmo Coyote disse:

        Kkkkkkk….. Esses carcamanos são mesmo uns idiotas. E ainda arrumam outros mais idiotas ainda para ajudá-los…rsrsrs!

        Mudando de assunto, lembro muito bem o quanto o Max Mosley apanhou quando disse que a F1 sobreviveria sem a Cosa Nostra… rsrs.

        Nada como um dia após o outro, deve estar pensando ele.

        PS. Não é porque ele errou várias vezes que ele não pode aqui ou ali soltar uma verdade.

        Abs.

  10. SPLASHANDGOPENALTY disse:

    ANDERSON,
    No post anterior eu havia comentado com a Mari Espada a respeito de o Alonso ter dito “Isso é ridículo!” para o engenheiro dele por causa da PRIMEIRA tentativa de ultrapassagem dele pra cima do Massa e os retardatários logo depois deles terem feito os pit-stops,e que quase causou um acidente entre os dois.
    Isso está confirmado,certo?

  11. SPLASHANDGOPENALTY disse:

    Anderson,
    Somente para corrigir a minha pergunta desse meu último comentário (que não foi bem feita,hehe),quero saber se o Alonso ficou irritado com o engenheiro por ter pedido a ele que tirasse um pouco o pé por causa do quase-acidente entre ele e o Felipe…Aconteceu mesmo isso?

    • Anderson Dorneles disse:

      Olá,

      Bem eu uso de logia pra ter a certeza do q ele disse.

      1 – Chamar o massa de ridiculo? pouco provável, pq alem do mais massa defendeu bem a posição nakele momento, quase bateram isso é certo, mais se tivesse batido, acredito q alonso creditaria isso a um incidente de corrida.

      2 – Chamar de ridiculo o montezemolo? Mesmo q ele disse-se, viria o presidente do santander e diria q foi um engano, q ele tava de cabeça quente, q não foi bem isso q ele disse, q o motezemolo diria então ta bom, mais q não se repita, afinal alonso vale milhões a ferrari em patrocinio.

      3 – Chamar a situação de ridicula? Vale lembrar q o audio é gravado e aberto as TV um tempo apos, e se vcs observarem bem, o audio saiu na TV depois q ele tentou passar o massa, então acredito que o audio foi gravado exatamente no momento q ele tentava passa o massa.

      Talvez não tivesse sito explicito pra ele tira o pé, talvez tenham lhe dito pra ter cuidado, e dai ele achou q nakele momento não era a hora pra ter cuidado, era a hora de passar o carro da frente.

      Quase sempre qdo um piloto quer mostra indignação com o da frente, ele poe a mão pra fora e protesta isso visualmente, pra todos verem. Tenho certeza q ele nao falou : “ridiculo” se referindo ao massa.

      Abraço

  12. Sirlan Pedrosa disse:

    Amigos,

    Eu vejo a questão da seguinte forma :

    1. A equipe foi multada, logo os comissários (e o resto mundo…) ficaram convencidos que houve jogo de equipe.

    2. Como o Anderson falou a culpa está clara na decisão dos comissários, agora o que vai entrar em discursão é a pena, e uma multa de U$ 100.000,00 não é penalização nenhuma.

    3. Jean Told vai enfrentar agora um momento de definição em sua gestão na FIA. Toma uma atitude e mostra independência punindo exemplarmente a Ferrari ou se acovarda e a FIA perde o respeito que lentamente estava começando a recuperar.

    4. Bernie Eclestone. Como Coyote apropriadamente falou as decisões na F1 são tomadas tendo em vista a questão finaceira do negócio, e aí o baixinho é quem manda. Não nos esqueçamos que ele (Bernie) precisa desesperadamente fraturar a unidade da FOTA para conseguir se manter a frente dos negócios quando o Acordo de Concórdia se encerrar em 2012.

    Seria esse o momento de barganhar (chantagear) o apoio da Ferrari?

    Um abraço,

    Sirlan Pedrosa

    • Alexandre Pires disse:

      Sirlan,

      Acho que seu comment dá a dimensão do que chamei por aí de “abrir uma brecha pra pressão”.

      A Ferrari talvez não tenha tido a dimensão do que estava fazendo contra si mesma.

      A verdade é uma só: se nós tamos aqui esperando um atitude contra ordens anti-desportivas, os outros espectadores também estão ao redor do mundo.

    • Allan Wiese disse:

      Sirlan, se a sua 4ª opção for a que se concretizar no fim dessa história, aquela tradução sem-vergonha da FIA em uma matéria em sei lá qual país a uns tempos atrás nunca vai ser tão verdadeira: Ferrari Internatinal Assitance.

      O episódio todo foi uma lambança. Fico pensando no que Montezemolo diz dessa coisa toda e não ficaria surpreso se Domenicali perder seu emprego ao fim dessa temporada. Decisões erradas tomadas em horas erradas com reincidência custam muito caro para a imagem de uma empresa como a Ferrari.

      Se o Bernie quer continuar ganhando dinheiro, mesmo que menos, é bom ele concordar com uma punição mais dura para a Ferrari, por que senão, cada vez menos fãs vão acompanhar a F1.

  13. A multa de US$ 100 mil que a FIA determinou à Ferrari pelo vergonhoso episódio deste GP da Alemanha para a equipe não é nada. Ou seja, saiu barato.
    A Ferrari ainda vai a julgamento no Conselho Mundial da entidade, por infringir os artigos 39.1, que proíbe ordens de equipe e o famosíssimo 151.c, o mesmo do crashgate de Cingapura 2008, por conduta fraudulenta. Espero que a justiça seja feita. Na minha opinião a Ferrari deveria perder os pontos de construtores desta corrida.

  14. Vitor, o de Recife disse:

    Livio Oricchio tem a resposta.

    “O lado comercial da F1 sempre irá vencer o esportivo”.

    http://blogs.estadao.com.br/livio-oricchio/o-lado-comercial-da-formula-1-sempre-ira-vencer-o-esportivo/

    • Vitor, o de Recife disse:

      O trecho mais triste da coluna é este:

      “O preço que ele já está pagando é alto. Alto demais. Perdeu uma nação, que ainda estava com ele, apesar dos fracos resultados este ano. O Brasil tem de, urgentemente, torcer para um outro piloto crescer na Fórmula 1, chegar a uma equipe de ponta e jamais, mas jamais ter qualquer comportamento que lembre sequer o de Rubinho e Massa na Ferrari em algumas ocasiões, a exemplo do GP da Áustria de 2002 e a corrida de hoje aqui em Hockenheim. Para a torcida, não existe a atividade Fórmula 1. Apenas o esporte Fórmula 1.”

      Quem seria esse piloto? Bem, o automobilismo brasileiro não revela, em volume, tantos talentos como no passado. Os custos para um piloto se formar lá fora aumentaram bastante (e já era difícil, o Claudio Cardoso deve saber bem); o automobilismo nacional, bem, é melhor nem comentar. Some-se ainda o fato de que antigamente tinhamos um Piquet e um Senna como referencial para os jovens pilotos, especialmente o último, devido a sua exposição maciça na mídia.

      • claudio cardoso disse:

        Vitor ->

        So para vc ter uma ideia, o que o pessoal gasta no kart no campeonato paulista, da para correr de Barber dodge nos EUA.

        Automobilismo no brasil é caro demais, temos uma CBA que a unica função é arrecadar dinheiro dos pilotos, nao existe uma so atitude que ela faça em favor do automobilismo. Tanto é que a uns anos atras, se criou uma liga independente da CBA, e que obviamente a CBA taxou logo de pirata, foi a justiça com toda a força foi a FIA inclusive. Resultado:

        Todo piloto que participasse de corridas organizadas pela concorrente, estaria excluido de obter a carteira internacional para correr em qualquer categoria do mundo.

        Na epoca , nao lembro os valores, mas era algo tipo Carteira que dava direito a Formula Sul Americana custava algo em torno de 1.500 reais, por um ano. a Carteira para piloto de Kart era algo tipo hj na casa de R$ 500,00 reais, sendo que tinha de ser renovada todo ano.

        Corridas organizadas pela CBA de kart, tinham taxas de inscricao na casa de R$ 600,00 reais(pensando em valores de hoje, isso em pensamento rapido da minha cabeça nada de calculos), e os 600,00 era so incricao nao tinha nada incluido. Ai veio a liga independente, arrumou patrocinio (coisa que a cba tb tinha) e colocou a inscricao tipo 100 reais, e ja com jogo de pneu incluido ainda.

        São por essas coisas que hoje em dia nao temos mais pilotos bons sendo formados no brasil, apenas os endinheirados filhinhos de papai, que quando vao disputar algo serio tomam pau. Vide Senna, Buenos (popo bueno veio para Stock pq tomou pau na europa nas formulas), Diniz (esse acho que nunca venceu nem torneio de bolinha de gude, menos ainda corrida de carro. Obs procurei na internet, sobre alguma vitoria em algum categoria dele e nao achei nada)

      • Rodrigo Pedrosa disse:

        É a tecla que eu tanto bato, estamos preocupados com Massa e Rubinho, mas daqui a 10 anos pode não ter piloto brasileiro na F-1, por atitudes deste tipo que Massa e Rubinho tomaram…

  15. Alexandre Gomes disse:

    O que eu acho engraçado é os cometários em outros blogs que a isto é a F1 atual, o próprio Lito falou na transmissão, ora, no caso Rubens/Austria eu achei mais escroto, e ainda tem china 2008 e Interlagos 2007. Mais do mesmo, a Ferrari sempre usou deste artifício e nunca foi punida.

    A estória é por onde o Lívio levou, mas a F1 ainda é de homens, pelo menos presuponho.

    Eu tinha arrancado o fio do rádio… Ou deixado para Alonso tirar no braço, mas até ai os difusores atrapalham, já que o carro de trás sofre muito com os pneus dianteiros, a equipe pediria de qq forma.

    Só resta lamentar.

  16. Alexandre Gomes disse:

    “Livre-arbitrio vale mais que patriotismo.” Xeque-mate do Coyote.

    Mas também dá uma desculpa para o Massa.

    • Anselmo Coyote disse:

      Alexandre,

      Isso não absolve o Massa, pois nunca me imaginei exigindo patriotismo de quem quer que seja, muito menos dele.

      Esse “patriotismo” é importante para os massistas e o Massa e ele deixou isso claro.
      Ele não decidiu entre ser patriota ou não. Ele nem pensou nisso, obviamente, e nem deveria. Ele decidiu sobre ser barriquelo ou ser massa. É livre-arbítrio que não torna o certo errado nem o errado certo, mas obriga o agente a se responsabilizar pelo que faz.

      Abs.

  17. Leoilson Roza disse:

    A propósito, achei que esta situação estaria mais para acontecer na Red Bull que na Ferrari, apesar dos precedentes dos italianos…

    • Alex-Ctba disse:

      Fala Leoilson. O Ademir falou q vc ia dar uma passada aqui pra conhecer o blog. Seja bem vindo ao Ultrapassagem. Falei pro Ademir tb deixar um comentário, mas ele disse q não entende de F1.

      Abs

  18. Alex-Ctba disse:

    Pior foi a defesa da atitude, feita pelo do assessor de imprensa da Ferrari:

    “If Felipe would have struggled more Vettel could have joined Fernando and that could have been a danger for the team.

    When you are on the pit wall you have to think about all the potential scenarios. Vettel could have joined them and maybe in last ten laps of the race we could have been in trouble.

    We didn’t let Fernando pass. It was a driver decision. We inform the drivers about situation. We didn’t give any instruction at all to what they have to do. It was his own decision.”
    Luca Colajanni

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s