100º GP da Red Bull e Webber faz história.

Publicado: 02/08/2010 por Alex-Ctba em Artigos
Tags:, ,

No centésimo GP da equipe Austríaca Red Bull Racing, realizado no último domingo na Hungria – equipe que tem base em Milton Keynes, Inglaterra e fez seu debute na temporada de 2005 após a compra da Jaguar pelo magnata Dietrich Mateschitz – quem a presenteou com uma vitória foi o Australiano Mark Webber.

Contratado pela equipe em 2007, Webber estreou junto com o primeiro projeto efetivo do gênio Adrian Newey, o RB3 – antes o Diretor Técnico da equipe apenas colaborou no desenvolvimento do RB2 -, não tendo sido o projetista do carro. Após prestar o vestibular para equipe grande nas temporadas de 2007 e 2008, o time comandado esportivamente por Christian Horner, montaria o grupo que a traria definitivamente para o rol das grandes a partir da temporada 2009.

Trouxeram Sebastian Vettel, que foi preparado na STR em 2008 para assumir o posto do veterano David Coulthard, que se aposentaria ao término daquela temporada, para seguir carreira de comentarista de F1 na BBC. Vettel chega à equipe com status de estrela ascendente, pois sempre foi tratado como um diamante bruto, que estaria sendo lapidado para conduzir as grandes conquistas da equipe, já que o jovem alemão foi o responsável pela primeira e única vitória da STR, no templo sagrado de Monza no ano anterior.

O time estava completo e contava ainda com Geoff Willis (que em 2010 se transferiria para – pasmem – HRT) no staff técnico, co-responsável pelo RB5, carro que levaria a equipe a primeira vitória, no GP da China em 2009, em uma temporada atípica, na qual, por conta de um regulamento mal interpretado, Ferrari, McLaren e Renault, observaram equipes como a estreante Brawn dominar o início da temporada.

Após o segundo semestre de 2009, o RB5 já era o melhor carro da F1, porém o início dominante da Brawn com Jenson Button, não permitiu à equipe Austríaca, o degrau final de sua escalada, que é o título mundial. Vettel, ainda conseguiu um impressionante vice-campeonato com quatro vitórias, e deu a certeza que seria naturalmente o title contender da equipe na temporada de 2010. Seria, porém esqueceram de combinar com um certo Australiano, que conseguiu as suas duas primeiras vitórias na carreira em 2009 e renasceu depois de ser considerado um piloto fadado ao ostracismo.

Com 12 etapas disputadas até o momento, a Red Bull com seu magnífico RB6, já conseguiu as mesmas seis vitórias do ano anterior, e não tenho dúvidas em afirmar que, a sete etapas do término desse sensacional campeonato de 2010, mais estão por vir. Porém, a situação se inverteu, e Webber, mesmo sendo sabido por todos que não é a preferência natural da equipe para liderar as conquistas, acumula quatro triunfos, contra dois do ainda não lapidado Vettel, e coloca na cabeça da cúpula da equipe, uma imensa interrogação.

Priorizar ou não um piloto? E como administrar essa situação se a estrela da equipe, com toda preferência orbitando ao seu redor, não entrega os resultados esperados? Com 175 pontos em disputa no mundial de pilotos e 301 no de construtores e, com a dinâmica da atual pontuação, a diferença de dez pontos que separa os dois pilotos azuis, a exemplo do que acontece na Mclaren, não permitem a equipe fazer uma escolha por um piloto, e nesse ponto a Ferrari, com seu descarado jogo de equipe, leva uma pequena vantagem e corre por fora com o azarão Alonso, que foi contratado para liderar a equipe italiana no desenvolvimento e nas conquistas, apesar do vice-campeonato do brasileiro Felipe Massa em 2008.

Vettel vem fazendo classificações estupendas, como o assombroso tempo da última pole na Hungria, e confirma uma de suas características mais marcantes, que é a volta voadora, porém não converte a conquista do sábado em vitórias no domingo. Foram apenas dois triunfos, muito aquém do esperado, para o carro que dispõe. Alguns creditam isso, ao azar, já que teve problemas de confiabilidade do carro no início da temporada.

Os críticos mais ácidos atribuem as quebras, ao mau trato da máquina, já que Webber, não enfrenta tantos problemas. A verdade é que, o que marcou mesmo o público em geral até o momento, são os insucessos do jovem piloto alemão, alçado a condição de super-star, mas que, por afobação, arruinou uma dobradinha certa da equipe na Turquia, ao forçar uma ultrapassagem sobre Webber, entregando-a de bandeja a rival Mclaren, além de largadas desastrosas nos GPs da Inglaterra e Alemanha.

O campeonato vai se afunilar e a equipe terá que gerenciar essa situação da melhor maneira possível, pois Webber mostrou que, apesar de não ser mais o leão de treino de outrora, bastão que passou a Vettel, mostra que no domingo, dia que realmente conta, pode entregar resultados primorosos, como sua última vitória, em que permaneceu na pista por 43 voltas com pneus macios em ritmo de classificação, para ratificar a estratégia traçada pela sua equipe.

comentários
  1. Allan Wiese disse:

    Well.

    Webber ganhou no peito e na coragem. Imagino que os comentários no pit lane quando Webber informou que ficaria na pista foram, ou de sátira ou de desespero por que perderiam pontos importantes para o WCC. Mas então Webber foi abrindo, abrindo, abrindo, como se tivesse pneus novos, parou e voltou ainda com quase 5 segundos de vantagem e terminou a prova com mais de 20s.

    Enquanto isso, Vettel mostrou que não sabe nem o regulamento que rege sua profissão.
    Ou, acho que pode ser isso, a Red Bull não achava que Webber seria capaz de voltar na frente e ordenou que Vettel desse espaço pra Webber achar que a equipe estava o ajudando.

    De qualquer maneira, palmas para Webber.
    E coloquem o Vettel pra aprender. Ainda falta muito.

    • Alex-Ctba disse:

      Imagino que os comentários no pit lane quando Webber informou que ficaria na pista foram, ou de sátira ou de desespero por que perderiam pontos importantes para o WCC

      Pelo menos na transmissão da Globo, os três patetas foram unânimes em condenar o Webber e dizer q a corrida tinha “caído no colo” do Alonso, até o Australiano impor aquele ritmo alucinante, q fez a equipe global rever sua leitura da corrida.

      • Allan Wiese disse:

        Quem viu esse detalhe foi o Burti. E depois o Galvão colocou o seu típico ufanismo quando Webber entrou no pit com 23s de gap.

  2. Mari Espada disse:

    Alex, adorei o tema histórico!!!
    Eu, como tenho uma memória curta, adoro ler sobre o passado para reavivar os detalhes e poder interpretar melhor o presente.

    O Vettel em Monza foi realmente incrível, com aquela chuva toda!!!
    Nem lembrava que tinha sido com a STR.
    Nessa época o carro da STR ainda era projetado pelo Adrian Newey, certo???
    Esse cara é realmente um gênio! E o RB6 é o auge da sua genialidade, sem dúvida!

    Mas, apesar de eu me impressionar com as “voltas voadoras” do Vettel, e realmente achar que, além da capacidade, ele tem a personalidade que um piloto precisa para obter sucesso… Se a Red Bull tomar a dianteira do campeonato de forma irreversível, eu torcerei pelo Webber!
    Acho que o Webber merece a chance de calar a boca de todos! Estou adorando a postura dele na equipe e acho que o Massa poderia aprender muito com esse australiano.

    • Alex-Ctba disse:

      Thanks Mari. Sim, a STR surgiu em 2006 na compra da antiga Minardi pela Red Bull. A equipe que tem base em Faenza, na Italia, utilizou até a temporada passada, chassis desenvolvidos pela Red Bull e teve seu auge em 2008, qdo conseguiu sua primeira vitória com Vettel em Monza, antes da Matriz, que só viria a vencer em 2009, tb com Vettel na China. A partir dessa atual temporada, a STR passou a fabricar seus próprios carros e a queda de qualidade é visível. Franz Tost, o chefe de equipe, vai ter que trabalhar muito, para colocar a equipe novamente no caminho das vitórias. Podemos dizer que a STR é a equipe mais fraca atualmente, claro, não levando em conta as três nanicas.

      • Mari Espada disse:

        Estou emocionada com a “explicação particular” que você me deu neste comentário! Obrigada pela atenção Alex!!!

      • Alex-Ctba disse:

        Foi um prazer Mari, aliás adorei teu artigo e tenho certeza q todos vão gostar tb. O presidente vai colocar no ar em breve.

      • Mari Espada disse:

        Que bom que gostou, Alex!
        Quem sabe mais pra frente eu não tenho uma idéia para um novo texto…
        Aceito sugestões também, viu??? =)

    • Anselmo Coyote disse:

      Mari,

      Em Monza, no classificatório, o Vettel foi o último a andar na pista ainda seca, onde fez um tempo normal, digno da Toro Rosso mesmo, mas ficou em primeiro. Nada de excepcional. Voltou para os boxes e aí despencou um temporal.

      Os pilotos bons não tiveram tempo mudarem os acertos para a chuva. Alguns sequer trocaram os pneus. Mas, foram pra pista assim mesmo, fazendo tempos pífios. Por isso o Vettel ficou com a pole.

      No dia seguinte ele ainda sabia largar – ou deu sorte, sei lá – e largou na frente num temporal pesadíssimo deixando o spray para os de trás e venceu de ponta a ponta.

      É claro que ele tem os méritos dele – uns 10%, porque os outros 90% pode por na conta de São Pedro sem susto.

      Abs.

      • Alex-Ctba disse:

        No dia seguinte ele ainda sabia largar

        Aparentemente ele resolveu o problema, pois largou bem na Hungria, assumiu a ponta e fez o q sabe melhor, qdo corre de cara pro vento. Estava abrindo quase 1 segundo por volta para o Alonso, até o SC.

      • Mari Espada disse:

        Nossa, quanto ódio no seu coraçãozinho, Coyote!!!

  3. Dorfão disse:

    Ótima análise Alex, é isso mesmo o “Canguru Perneta” arriscou tudo e colheu os frutos.
    Mas não podemos esquecer que quando este esta atras do espanhol no início da corrida, esteve bem discreto, mantendo distancia mas sem atacar, talvez essa toada “tranquila” que ele manteve atras do Alonso tenha sido um fator que ajudou seus pneus macios durarem tanto.
    A verdade é que ultrapassem não é o ponto forte de nenhum dos 2 pilotos da RBR, isso é claro.
    Webber é menos veloz que Vettel, mas é mais experiente, tem uma leitura da corrida melhor e ao que parece judia menos do equipamento.
    To gostando de ver Webber esse ano, entre ele e o Tião Pastell, sou bem mais o Canguru Perneta, contra tudo e contra todos inclusive sua equipe.

    Abração

    • Anselmo Coyote disse:

      Dorfão,

      Contra tudo, sim. Contra a equipe, sim. Contra todos, não.
      Pelo menos eu, assim como vc, sou muito mais o canguru perneta do que esse alemãozinho arrogante que a Red Bull e a mídia querem transformar em campeão a qualquer custo.
      Para mim ele é a tartaruga no poste.

      O dia que o vir fazer uma corrida de recuperação e ganhar eu vou reconhecer que foi uma excelente corrida. Mas, até hoje… nada. Só empurrou bêbado escada abaixo.

      Abs.

      • Mari Espada disse:

        Empurrou bêbado escada abaixo!
        Hahaha… De onde você tira essas pérolas???

      • Dorfão disse:

        Concordo Coyote, o Pastell só empurrou bêbado escada abaixo. Vencer de vento na cara com foquete nas mãos é moleza, fazer corridas de recuperação como o Kimi por exemplo cansou de fazer na Mclaren é outra, e nesse quesito Pastell deixa muito a desejar.
        Alonso, que cada dia que passa dá mais xiliques quando tem dificuldades de ultrapassar, mas vai lá e ultrapassa.

        E realmente Webber não está sozinho, tem nosso apoio!

        Abraço

      • Anselmo Coyote disse:

        Uai, Mari… empurrar bêbado escada abaixo não é a maior moleza?… rsrs.

        Dorfão,

        Vc falou do Nada Sei que ele reclama mas passa.
        Vou lhe contar o que eu acho dele como piloto.
        Ele é excepcional. Raramente comete erros, é muitíssimo veloz, sabe ultrapassar e defender a posição como poucos, faz a leitura perfeita da corrida e é mau igual pica-pau até com companheiro de equipe (o Massa que o diga). Tudo isso, para mim, são qualidades indispensáveis a um grande piloto e ele as tem de sobra.

        Mas ele carece de caráter. Lembra-se dele fazendo-se de bobo e perguntando se o Massa havia quebrado uma marcha? Lembra dele dizendo que não sabia nada de Cingapura? Lembra dele chantageando o Ron Dennis em Mônaco com os emails da espionagem debaixo do braço?

        Ele é assim. Onde ele passa fica impregnado de m.rda. Se a equipe não o defender, como foi o caso da Mc Laren, ele f.rra com a imagem dela. E se ela o defender ele f.rra também, como foi o caso da Renault que ficou com a imagem detonada. E agora a Cosa Nostra. Ou vc acha que esta não saiu muito ralada de tudo isso, assim como os seus patrocinadores – Fiat e Santander?

        Eu não gosto dele porque ele queria f.rrar o Hamilton que era um menino estreante, de 20 anos, e pelo que fez com o Nelsinho.

        E fico mais irritado ainda porque ele faz toda sorte de podridões contando com a blindagem da FIA. Eu tenho comigo que uma das condições para a não-punição do Nelsinho no crashgate foi não por ele na história, mesmo sendo evidentíssimo que ele estava por trás de tudo juntamente com o Briatore.

        Você acha que ele iria largar do 15o lugar com meia gota de gasolina no tanque e sem saber a própria estratégia (segundo eles foi o Nelsinho que fez a estratégia dele – sem comentários; o Nelsinho não podia escolher nem os próprios pneus).

        Por isso não gosto dele. Mas, como piloto, está entre os 3 ou 2 melhores da atualidade.

        Abs.

      • Allan Wiese disse:

        Coyote, definição perfeita do Alonso. Um grande piloto com um caráter inversamente proporcional.

      • Rodrigo Pedrosa disse:

        Falou tudo sobre Alonso, não tem o que colocar aí.

  4. Anselmo Coyote disse:

    EXTRA! EXTRA! EXTRA!

    Esse Schumacher é um fanfarrão mesmo! Lágrimas de crocodilo… rsrsrs.

    Vejam essa:

    “‘Ontem, logo após a corrida, eu ainda estava no calor do ocorrido, mas depois de ver de novo a cena contra Rubens me dei conta de que os comissários tinham razão em sua avaliação, a manobra foi dura demais’, admitiu Schumacher em seu site oficial.”.

    “O alemão acrescentou que “obviamente” não era sua intenção pôr Barrichello em perigo.”

    Então está dada a senha. É só o Rubis ir de novo. Vá mané….rsrsrs.

    Abs.

    • Allan Wiese disse:

      Hehehe. Quando li isso fiquei na expectativa pra saber o que você diria.
      É a sua leitura.
      Mas eu ainda acho que Schumi exagerou. Ele deixou espaço, mas quase não foi o suficiente.
      Mas Coyote, provalvemente você não concordará, mas Rubinho tem seu mérito por ter ficado ali até que houvesse espaço do lado direito.
      Imagina se fosse um Vettel ali do lado repetindo a besteira da Turquia. A cagada seria enorme!

      • Anselmo Coyote disse:

        Allan,

        Teve sim. Ele foi de muita coragem. Ao mesmo tempo foi um risco desnecessário de acabar com a própria corrida. Ele podia tentar de outra vez ou no final da reta como todo mundo faz.

        O Rianov disse que ele estava 4s mais rápido. Então eu achei precipitado.

        Abs.

      • Rodrigo Pedrosa disse:

        Vettel não tentaria ultrapassar, ficaria atrás mesmo.

  5. Anselmo Coyote disse:

    Allan,

    Compeletando…

    A minha leitura é da personalidade do Schumacher.
    Se eu fosse o Burrinho poderia até acreditar que ele está arrependido mas não faria de novo nem a porrete. Daquela forma, com o alemão equilibrado na pista? De jeito nenhum. Eu o pegaria no finalzinho da reta, quando ele estivesse para fazer a tomada e sem ação para me atacar sem se estrepar.

    Lembra como o Piquet fez com o Senna? O Senna podia até ter batido nele mas acabaria com a própria corrida também. Mas o Senna nunca foi besta. Sabia guardar para depois.

    Abs.

    • Allan Wiese disse:

      Sim. O Alemão se defende como poucos e fez o que pode pra não deixar Rubens passar. E Rubinho poderia ter esperado um pouco mais sim, mas como estava grudado nele, se não tirasse pra algum lado naquele momento faria como Webber fez com o Kova. E se tirasse o pé, poderia perder contato.

  6. Felipinho disse:

    Meio Off-topic.. más..

    http://www.formula1.com/news/technical/2010/835/780.html

    será que a McLenta ainda vai reclamar?

    • Felipinho.

      Mais tarde entrará um post bem esclarecedor sobre o assunto da asa da Red Bull e lá já está incluso essas informações, mas de qualquer forma muito obrigado pela dica.

    • Alex-Ctba disse:

      Pois é Felipinho, a Red Bull passou novamente no teste de carga, 200kg de pressão em sua asa dianteira, e mesmo assim a FIA já confirmou q vai continuar realizando o teste, e já está programado para Spa tb.

      Woking q trate de providenciar a sua.

      • Felipinho disse:

        Vão colocar uma tonelada na próxima? rsrsrs
        porque o habitual era 50 kg…..

  7. Alex-Ctba disse:

    A verdade é q alguns pilotos, simplesmente não respeitam o acordo de cavalheiros q existe entre eles em relção a não mudar a tajetória após escolher a linha de defesa. Esse acordo diz basicamente q, após escolher um lado da pista para defender a posição, o piloto não pode mudar a trajetória para bloquear o adversário, exceto para fazer a tangência da curva.

    Esse acordo foi a maneira q os pilotos decidiram clarificar, o artigo 16 referente a incidentes, no q diz respeito a manobra de ultrapassagem:

    illegitimately prevented a legitimate overtaking manoeuvre by a driver

    impediu ilegitimamente uma manobra legítima de ultrapassagem

    illegitimately impeded another driver during overtaking.

    impediu ilegitimamente outro piloto durante a ultrapassagem.

    Esse acordo parece aquela regra dos 6 segundos do futebol. Existe, mas ninguem respeita e ninguém pune. Já q poucos cumprem o q foi decidido, q se elimine isso do regulamento então, e volte a era selvagem de Villeneuve pai, Senna, Mansell, Prost, Piquet etc.

    • Eu acho essa regra cavalheiristica muito besta, e não serve pra nada

      Isso são coisas de pilotos muito afrescalhados que despontaram na F1 nos últimos 15 anos.

      Será que eles teriam bolas para fazer assim, igual a esses dois Homens aí do vídeo abaixo ?

      • Alex-Ctba disse:

        Concordo em termos, pq aí a gente volta pra velha discussão. A falta de ultrapassagens na F1. A F1 romântica baseada na força do motor, era bonito de ver, mas hj a F1 é baseada na Aerodinâmica. Nesses difusores q geram essa turbulência e impedem o adversário pegar o vácuo. Ainda bem q vão bani-lo ano q vem e volta o KERS. Se o cara é bom, tem q saber ultrapassar e defender dentro das regras do jogo, igual o Alonso fez com o Webber e o Hamilton na Austrália. Tb como fez o Kubica defendendo a posição contra o Hamilton e como fez o Button em cima do Kubica, ultrapassando. Tudo sem ficar fazendo zig-zag na frente do adversário.

      • Anselmo Coyote disse:

        Falou tudo, Claudemir.
        O que esses afrescalhados fazem é pedir punição para violação de “acordo de comadres”, quando deviam era mostrar nas pistas que são homens e não mocinhas recatadas.
        Abs.

      • Mari Espada disse:

        Opa, opa, opa!
        Quem disse que “mocinhas recatadas” não podem ser grandes pilotos???
        Vamos marcar um kart pra eu te mostrar!!!

        Hehehe… =D

      • Alex.

        Nesse caso de Arnoux e Villenueve em Dijon não foi motor porque ambos usavam motores turbos de 1.6 litros.

        Foi braço e coragem de Homens com H.

        Desde a morte o Senna criou-se uma celeuma com acidentes na F1 que as vezes extrapolam o próprio sentido da competição, certo, o que o Schummy fez ontém foi digno de punição, mas essa babaquice de quando alguém estiver atrás de você não se mexa, fique igual a um tonto esperando um risco de ultrapassado no capacete é coisa de fresco mesmo.

        Coyotinho mineirinho, duas coisas.

        Quando for pras bandas de SP dê uma passada no ABC e mostre pra Mari que você domina o esporte.

        E como seria a punição para Villeneuve e Arnoux com essas regras boiolísticas de hoje ?

      • Alex-Ctba disse:

        Não me referia a este embate do Arnoux x Villeneuve, mas da F1 em geral dos 80’s e 90’s. Acho q, existe a regra do jogo e o piloto tem q ultrapassar, ou defender dentro das regras.

        Alonso se defendeu do Hamilton com maestria na Austrália. Escolhia uma trajetória q sabia q sairia mais forte do q o Hamilton e mesmo q fôsse ultrapassado, daria o “X”.

        Hamilton, tb ultrapassa muitos pilotos, na habilidade e na coragem. Mas um exemplo recente, parecido com esse q vc postou é o do Massa X Kubica no Japão em 2007. Mais tarde coloco aqui tb.

      • Mari Espada disse:

        Ah Claudemir, agora fiquei com medo do Coyote…
        Tô roendo as minhas unhas papaya orange! =D

      • Anselmo Coyote disse:

        Oi Mari, a musa do blog.

        Tenha medo não. Esse Coyote não é de nada. Só late, não morde… rsrs.
        Mocinhas recatadas, freiras e carmelitas descalças podem ser pilotos de primeira categoria sim e concerteza serão melhores do que muitos que estão aí.

        O que a musa não vai negar é que é mto esquisito ver um marmanjo barbado falando fino. Isso não!… rsrsrs.

        Claudemir,
        Vou a São Paulo não, sô. Caipiras não podem ficar dando bobeira em cidade grande não, rapaz… hehehe.

        Alex,
        Vc tem razão em muita coisa nessa nossa discussão.

        Abs.

      • Anselmo Coyote disse:

        “Opa, opa, opa!
        Quem disse que “mocinhas recatadas” não podem ser grandes pilotos???
        Vamos marcar um kart pra eu te mostrar!!!
        Hehehe… =D”

        Vixe.. agora que eu vi esse desafio. Jesus!

        Mari, eu nunca sentei num kart.
        Mas eu tenho um kadett preparado com motor 2.4 cm3 que dá pra quebrar o galho e divertir um pouco.
        Qdo tiver track day em Interlagos vc me avisa e vamos dar umas voltas… rsrs.

        Abs.

        Abraço.

    • Anselmo Coyote disse:

      Alex,

      É injusto rotular este ou aquele piloto exigindo-lhe ética, quando seus “patrões” não tem nenhuma e todo o poderoso da F1 também não tem.

      O “jogo de equipe” é proibido, mas a equipe mais tradicional da F1 não a respeita com as bênçãos do titio Bernie e daquele espanhol da FIA que vieram a público dizer que são contra a punição.

      Só o Webber desobedeceu a equipe. Os pilotos ouvidos, à unanimidade, desconversaram mostrando que obedeceriam a equipe. E isso menos de 01 ano depois de, à unanimidade, condenarem o Nelsinho por ter obedecido. Durma com um barulho desses!

      Todos nós sabemos que o único piloto ético que passou pela F1 foi o Kimi Raikkonen. O resto, toda a cúpula da F1 e as respectivas equipes… é resto mesmo no quesito ‘ética’.

      A FIA não é nenhum exemplo em termos de punição. Vários links do post anterior mostram manobras iguais à repetida ontem na Hungria e nenhuma delas foi punida.

      Acordo de cavalheiros é como cheque pre-datado. Se não se respeita não há punição formal, pois legalmente não existe. Se o Schumacher aceitou a punição o fez cavalheirescamente.

      Vc está exigindo virgindade em bordel.

      Abs.

    • Rodrigo Pedrosa disse:

      Acho que deveria voltar mesmo, aqueles zig zags defendendo as posições eram show de bola.

  8. Vitor, o de Recife disse:

    “Vc está exigindo virgindade em bordel.”

    KKKKKKKKKKK, não poderia resumir melhor o mundinho da F1!!

  9. Alex-Ctba disse:

    Alex,
    Vc tem razão em muita coisa nessa nossa discussão.

    Valeu Coyote Sanguinário do coração bom :D

    Quando eu citei o exemplo do Alonso defendendo a posição contra o predador Hamilton na Austrália, é pq eu acho essas manobras defensivas, tão bonitas quanto o arranca rabo do Villeneuve X Arnoux q o Claudemir postou acima. É habilidade pura tb, vc oferecer uma linha e ser macho para freiar depois. As duas ultrapassagens mais bonitas q a gente sempre discute aqui, a do Piquet sobre Senna e a do Hakkinen sobre o Schumi, foram limpas e sem Zig Zag. Senna sempre escolheu uma linha para defender a posição, já a do Hakkinen, foi puro reflexo aproveitando-se do retardatário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s