O veredicto, a coisa correta a ser feita!

Publicado: 08/09/2010 por Claudemir Freire em Artigos, Notícias
Tags:, , , ,

A notícia já era conhecida desde o momento em que ela foi encaminhada a sessão do Conselho Mundial da FIA logo após o GP da Alemanhã e os dirigentes não nos decepcionaram, foram coesos com suas crenças e fizeram o que tinham de fazer, não puniram a Ferrari, porque não havia motivo para tal.

Usaram as declarações do ultra-compente Felipe Massa, que naquele momento da corrida disse ao rádio que ele deveria ceder a posição para o piloto mais rápido que ele, e este sabendo que nada agradaria mais a equipe e patrocinadores cedeu de bom grado a posição.

Assim, não havia o que ser punido, foi de bom coração e não houve nada de ilícito na ocasião.

Desta forma o Conselho Mundial da FIA acaba com qualquer intenção de algum fã imoral, vil e saguinário que queria se vingar de uma equipe tão correta e honesta como a Ferrari, imputando nessa maravilhosa organização penalizações graves, como as percas dos pontos e a desclassificação dos pilotos naquele dia em que o esporte, que a categoria F1, não se esquecerá de tal ato fraternal.

Então amigos leitores, vocês tem por obrigação aceitar mais esse ato da dignissíma FIA que soube ponderar a bondade de um piloto e não infringir na sua tão estimada equipe a Ferrari nenhuma pena, nem mesmo financeira.

E aos que não se conformam, sejam mais fraternais com seus companheiros, assim como foi o Felipe Massa.

É sarcamo...

comentários
  1. Leandro Magno disse:

    Perda dos pontos somados naquela corrida no WCC, mantendo-se, portanto, tudo como está.

  2. Vai dar PIZZA, meia espanhola meia brasileira, com um tempero forte italiano preparado por um baixinho francês.

  3. Allan Wiese disse:

    Pouco provável, mas mostraria que a FIA de Jean Todt quer mudar a maneira como as coisas funcionam: perda de todos os pontos somados na etapa (tanto WCC quanto WDC).

  4. Mari Espada disse:

    Era melhor eu nem falar nada! Eu, com a minha visão romântica das coisas, continuo acreditando em justiça. A Ferrai deveria perder pontos no WCC e os pilotos também no WDC. Mas a chance de eu estar errada (e tudo acabar em pizza) é muito grande!

  5. Lucas Domakoski disse:

    Esotou sentindo cheiro de pizza…

  6. Andy disse:

    Carlos Garcia tem voto no Conselho da FIA. Alguém acredita que não vai dar pizza?

  7. Andy disse:

    Olha a lista de conselheiros da FIA: Jean Todt (presidente da FIA), Graham Stoker (Reino Unido), Michel Boeri (Mônaco), Morrie Chandler (Nova Zelândia), Carlos Gracia (Espanha), Mohammed Ben Sulayem (Emirados Árabes), Xeique Abdulla Bin Isa Alkhalifa (Bahrein), Garry Connelly (Austrália), Zrinko Gregurek (Croácia), Wan Heping (China), Vassilis Despotopoulos (Grécia), Vijay Mallya (Índia), Hugo R. Mersan (Paraguai), Luis Pinto de Freitas (Portugal), Radovan Novak (República Tcheca), Henry Krausz (República Dominicana), Victor Kiryanov (Rússia), Vicenzo Spano (Venezuela), Teng Lip Tan (Cingapura), Lars Österlind (Suécia), François Cornelis (Comissão de Construtores da FIA), Bernie Ecclestone (promotor da Fórmula 1) e Nicolas Deschaux (kart).
    Nem representação o Brasil tem, enquanto outros países que nem tradição no automobilismo estão presentes. Fora que talvez o próprio Massa deva abrir as pernas a favor da Ferrari. Uma pena.

  8. Sentenza Fia: solo una multa alla FerrariIl delegato italiano Sticchi Damiani (presidente Csai) anticipa che per il caso “Ordini di scuderia” del GP di Germania sarà confermata la sanzione di 100.000 dollari alla casa di Maranello. Nessuna penalizzazione a piloti o team nelle classifiche iridate
    http://www.gazzetta.it/index.shtml?refresh_ce

    Será???

    • Andy disse:

      Parece que vão liberar o jogo de equipe na proxima reunião do Conselho. Pela Ferrari em 2002, proibiram; pela Ferrari em 2010, liberaram. Vai entender…

    • Mari Espada disse:

      Se essa notícia for mesmo verdadeira, isso é um absurdo!
      E como se não bastasse a impunidade, eles ainda falam de legalizar as ordens de equipe? Ah, pára com isso!

  9. Lucas Domakoski disse:

    E deu em pizza! Falei que eu tava sentindo o cheiro…

  10. Fernando Kesnault disse:

    Querem um conselho de como acabar com o jogo de equipe????

    Libere a clausula que proibe que cada carro da equipe possa ter um patrocinio independente do outro (tal qual a IndyCar), assim um piloto defenderia o seu patrocinador ou do carro que ele está a pilotar e acabaríamos com a hipocrisia.
    Lógico, salvo se na última prova a equipe em geral necessitasse deste carro com outro patrocinio para ajudar na conquista de um título para o outro carro da mesma equipe, com acontecesse nas provas da NASCAR e IndyCar…

  11. Vitor, o de Recife disse:

    A cereja do bolo em um dia de decisões lamentáveis. Por que a fia (minúsculo mesmo) não aproveita a deixa e acaba logo com a proibição? Vai ter prazer assim em chamar os amantes do automobilismo lá na… deixa pra lá.

  12. Não deu pizza, vocês é que são maus.

    Leiam o post e entenderão o real motivo do conselho não ter punido a Ferrari.

  13. Allan Wiese disse:

    Ê laiá…

  14. Teo disse:

    Pra fechar com chave de ouro essa porta de desonra, só falta agora a Ferrari exigir a devolução monetária! Aí assim, estaria tudo na mais perfeita harmonia no que tange esse circo de doidos, chefiados por um maluco-mor.

  15. Allan Wiese disse:

    A Ferrari faz mal pra F1. Por mais bem que faça e que comercialmente falando ao se ouvir F1 se relaciona com Ferrari e vice-versa, a Ferrari faz mal pra F1.

  16. Vitor, o de Recife disse:

    A FIA pelo menos acertou em uma coisa: o Brasil volta a fechar o calendário.

  17. Claudio Cardoso disse:

    Acho engraçado o pessoal falar da ferrari. Quando a mesma Mclaren ja fez isso esse ano.

    O problema é que o pessoal tem memoria curta

    • Engraçado é que os pilotosda Mclaren quase saíram da pista numa batida desnecessária faltando 4 voltas para o fim.

      Engraçado é que no caso da Ferrari o Massa quase parou na pista num ato fraternal, isso mostra que as pessoas realmente tem memória curta no que tange a equipe de Maranello.

      E só lembrando que naquele ato vil e tosco da Mclaren, quem tinha direito por estar mais rápido e a frente do WDC era o Button, mas estranhamente o desalmado Hamilton fechou a porta do irmão companheiro.

      Por isso que sempre torci para a Ferrari, lá todos são irmãos…

      • Claudio Cardoso disse:

        Eu acho que a unica forma disso acabar. É acabando com mundial de pilotos.

        Deixem so os de Equipe.

        Ai sim nao vao fazer mais isso.

      • Mari Espada disse:

        Você está afiado hoje, hein Boss! =)

    • Allan Wiese disse:

      Nós nunca iremos saber o que de fato acontece na F1. Que não tem santo nenhum por lá é da consciência de todos.
      Mas o episódio da Turquia, 2010, é sensivelmente diferente do episódio Alemanha, 2010. Segundo informações, se os pilotos não poupassem combustível àquela altura da corrida, corriam sérios riscos de pane seca (restava combustível para uma volta e meia, se não me falha a memória, depois do fim da corrida). Jenson conseguiu o ataque porque tinha gasto um pouco menos no início da prova devido ao seu ritmo não tão alucinante. Que o objetivo ao dizer “poupem combustível” era evitar que problemas semelhantes aos ocorridos com os touros vermelhos poucas voltas antes todos devem ter compreendido.
      Mas existe uma diferença entre dizer para poupar combustível e ainda assim deixar os pilotos tomarem as decisões por si e insistir em dizer que o outro piloto está mais rápido, pedir confirmação de entendimento da mensagem e depois pedir desculpas pelo ocorrido.

      • Claudio Cardoso disse:

        Engraçado que depois dessa corrida nao teve mais nenhum Low Fuel.

        Sao fenomenos interessantes.

        Será que se fosse o Vettel atras teria Low Fuel ?

        Eu acho que se nos falamos em ETICA ESPORTIVA, nao existe diferença entre falar NAO PASSE, e deixe PASSAR. Pois errado é errado e certo é certo. Nao existe Meio errado. :-)

      • Allan Wiese disse:

        A Red Bull também teve mensagens de Low Fuel.
        E a pista da Turquia é uma das de maior consumo de combustível da temporada. E a corrida teve um ritmo alucinante desde o início da prova. Os 4 primeiros estavam separados por menos 2s no momento da batida entre as Red Bulls.

        Mas é como eu disse Claudio: ninguém é santo nesse ambiente. A mesma McLaren que eu agora defendo é a que foi condenada por espionagem em 2007. Mas historicamente falando, a Ferrari esteve envolvida em muito mais episódios desses do que a McLaren. O público que quer começar a gostar de F1 e vê um episódio como esse fica com raiva e desiste. É esse o mal que deve ser evitado na categoria.

      • Mari Espada disse:

        Allan, você falou e disse! =)

        Mas para mim a diferença mais importante entre os casos da McLaren (Turquia) e da Ferrari (Alemanha) é que, enquanto os pilotos da McLaren BRIGARAM pela posição mediante um sinal da equipe e decidiram suas diferenças na pista, os pilotos da Ferrari COMBINARAM com antecedência… hã, o Massa cedeu a posição ao Alonso sem nem questionar! E não é isso que se espera de um piloto!
        Essa “falta de atitude” é muito pior doque a ordem de equipe propriamente dita, ou então qualquer espionagem ou falcatruas que existem na F1. Afinal é a raça do piloto que faz diferença na competição, que faz o espetáculo na pista… e se as decisões tomadas denigrem o esporte, deveriam ser punidas sim!

      • Claudio Cardoso disse:

        Mari -> voce disse tudo aqui

        “Essa “falta de atitude” é muito pior”

        Muito pior, ja podemos concluir que a outra esta errada. Como o codigo esportivo nao menciona MUITO PIOR, a Mclaren teria de ser punida tambem.

      • Mari Espada disse:

        Claudio, independente de regulamentos e politicagem… o que eu valorizo é a beleza do esporte, e no caso do automobilismo está na raça, nas brigas de pista, nas ultrapassagens… e meu comentário foi apenas nesse sentido.
        E é nítido para qualquer pessoa que os olhos saudáveis, que a atitude do Massa afetou imensamente a crença na categoria Fórmula 1… já a McLaren, com ordens ou não (isso não vem ao caso para este ponto de vista), continuou dando um show na pista! Só isso!

  18. wilson disse:

    gente rancorosa. ficou tudo como estava. me lembro que aqui no brasil a coisa ficou feia por causa do massita, lá fora não teve essa repercussão toda.
    Oficializado o que já sabiamos:
    massa segundão e ponto final!

  19. Allan Wiese disse:

    Bazinga!

  20. samuel disse:

    Caras, falem o que quiserem, mas isso pra mim é tudo mimimi.

    Como um colega acima já disse, essa prática acontece desde sempre na F-1, e agora só está tendo repercussão porque é na Ferrari e porque tem um brasileiro envolvido. Aliás, boa parte da repercussão tem acontecido só aqui no Brasil. (pq será?)

    Em 2008 e 2009 o Kovalainen cansou de abrir pro Hamilton na Mclaren e nunca vi ninguém falar um “ai” e condenar a situação.

    Dito isso, reitero: o resto é mimimi e chilique.

    • Claudio Cardoso disse:

      Outro Detalhe.

      Sinceramente que punicao voces queriam ?

      Mas quero que me digam, baseado no codigo esportivo que eles sao obrigado a seguir, e nao no codigo que cada um tem na cabeça.

      No Regulamente a Ferrari Ganhou a MULTA MAXIMA, e ainda estao reclamando.

      Agora lembremos no caso da espionagem da Mclaren, que o regulamente previa a exclusao do mundial, e a exclusao do ano seguinte e no fim nao aconteceu nada. AQUILO sim do ponto de vista do que previa a lei, podemos dizer que acabou em PIZZA.

      Agora a Ferrari foi punida com o maximo rigor que a lei previa.

      Resta as pessoas mandarem e-mail a FIA pedindo para mudar o seu regulamento.

  21. Claudio Cardoso disse:

    E como o nosso Coyote, sumido, pode explicar melhor.

    a Lei nao retroage, logo mesmo que mudem o codigo esportivo, nao pode ser aplicado a fotos anteriores.

    • Uhmmm, li o regulamento da FIA e sabe o que descobri estimado Claudio Cardoso:

      Que o regulamento proíbe ordens de equipe, porém, lá não fala em qualquer tipo de punição a ser aplicada, assim como o que você falando que o que estava no regulamento foi aplicado é pura falácia, nem mesmo está escrito.

      Sendo assim, eles poderiam punir a equipe com o mais alto rigor da lei desportiva ou até mesmo não fazer nada, que foi o caso, então eles fizeram esse mal ao esporte, decretaram que o espirito esportivo nada mais é que um conto de fadas no que é regulado pela FIA.

      Assim meu camarada, convido a você a achar essa punição justa e dentro da lei da qual você tanto falou no blog até agora, como você disse nos rigores da lei, uhmm, qual lei foi essa que você viu? A lei que só existe com muito dinheiro por fora ?

      39) THE RACE
      39.1 Team orders which interfere with a race result are prohibited.

      http://argent.fia.com/web/fia-public.nsf/65EE8F15945D0941C12576C7005308AE/$FILE/1-2010%20SPORTING%20REGULATIONS%2023-06-2010.pdf

      Então como tudo na FIA é escuso e dúbio, lhe convido a ler o regulamento.

      • Claudio Cardoso disse:

        Entao, tem de se aplicado o codigo desportivo que os comissarios de pista tem. Foi o que aconteceu.

  22. celso gomes disse:

    É isso ai. Liberou geral!!!!

    Princípios, honestidade, caráter, moral, compostura, leis, regras, esportividade e outras idiotices criadas por seres humanos medíocres que não conseguem sair do lugar e ficam a incomodar e atrapalhar os outros “ixpertos” que querem chegar ao topo. Esses chatos que se apegam a estes valores decadentes e completamente fora de moda, tem mesmo é que se recolher à sua insignificância e abrir o caminho para os verdadeiramente competentes, aqueles que passam com um rolo compressor sobre a cabeça de qualquer um que lhes apareça pela frente sem dó, nem piedade.

    O bicho homo sapiens esta se superando! Viva a bandalheira!!!

    1 “banana” para todos vocês ;-)

    • wilson disse:

      bem vindo ao mundo colega, ou tava no jd. infancia ainda?

      • celso gomes disse:

        Wilson,

        Você é um cara sui generis. Dispa essa roupinha de torcedor fanático do Alonso e trate os assuntos com a importância que eles tenham. Essa sua visão pobre de espírito é muito pouca. Essa sua tentativa em transformar qualquer assunto importante – e é importante sim na medida em que afeta a lisura do esporte chamado Formula 1, e que está devidamente regulamentado quanto a isso – em uma mera e insignificante disputa entre torcedores é patética. Parece que você não percebe que o mundo em que nós vivemos, você incluído, não é uma grande partida de futebol ou um GP de F1.

        Volte para o mundo colega, atitudes de pessoas como você, que se conformam e acham natural, tudo que lhes é enfiado goela abaixo é que fazem a delícia dos “poderosos”.

      • wilson disse:

        celso:
        passa depois! dá um tempo né?
        virou o defensor dos frascos e comprimidos?
        me poupa, conheço e vivencio esportes a motor há muito mais tempo que vocÊ, a sede de justiça acaba estragando muitas pessoas no mundo.

        Por ex. a maioria das pessoas que conheço, esclarecidas, com visão correta do mundo não vai votar na dilma, mas o pessoal classe d, e – e que são em maior numero e dependem bolsa esmola onde alguns casos, bolsa gas, bolsa escola, bolsa familia, etc e tal dá mais de um salario mínimo, esses votam com o estômago, não com a cabeça e assim vou ter minha vida dirigida pela dilma, não porque eu queira, goste ou aceite, mas porque assim será.

        Idem para f1, e não achei palhaçada, palhaçada foi o que o massa fez, porque o que aconteceu faz anos que acontece. só que pessoal atualmente na ferrari não sabe fazer bem feito jogo de equipe, só isso.

        mclaren, redbull fazem certinho, basta copiar.

      • celso gomes disse:

        uilson,

        Dei um tempo e passei agora. Meu caro companheiro do Ultrapassagem, dê uma olhadinha lá no meu perfil no “Quem são vocês?” e lá você vai ver a minha idade. A sua não consegui descobrir, mas deve ser por volta dos 40 e poucos, não?

        Não sou defensor dos fracos, e muito menos dos frascos ou dos frescos. O seu jeito meio “eu é que sei das coisas, bro!” de responder aos posts, mostrando um certo desprezo pela opinião dos outros, é que me fez responder o seu “ou tava no jd. infancia ainda?” com alguma veemência.

        Defendo os valores que me foram ensinados, aí sim, a partir da infância, com unhas e dentes e me sinto plenamente feliz por pensar e agir segundo eles. E nada vai mudá-los porque já tive vida suficiente para saber aonde e como aplicá-los e todo santo dia (noite) consigo botar minha cabeça no travesseiro e realmente ter o sono dos justos.

        Só peço a você, encarecidamente, tratar as opiniões que são contrárias às suas com o devido respeito e com argumentações, e não com respostas dignas de uma discussão entre bêbados chatos num boteco.

        Peace, brother!

    • Mari Espada disse:

      É, querido Celso…
      O problema é que “aqueles que passam com um rolo compressor sobre a cabeça de qualquer um que lhes apareça pela frente sem dó, nem piedade. ” andam ditando regras pelo mundo!
      Nessas horas sinto-me envergonhada por fazer parte dessa raça suja que é o “bicho homo sapiens”!

      • celso gomes disse:

        Maricota querida,

        Esse gostinho ruim na boca a cada vez que acontece algo semelhante é que me faz sentir cansado de uma luta inglória nesses anos todos de minha vida por um convívio mais decente entre os seres humanos. Todos teriam que entender que há espaço para todo mundo, basta você procurar o seu sem ter que tirar o de ninguém. Para uns o sacrifício seria maior e para outros menor. Seriam as únicas diferenças.

        O que me deixa feliz é ver que gente como você, tão nova, perceba a existência desse mal, e que possa cumprir a sua parte em não deixar que essa turma dos “rolos compressores” em todos os níveis da vida, com seus instintos predadores, determinem e a convençam que essa seja a maneira certa de conviver com o seu semelhante.

      • Mari Espada disse:

        Se cada um fizer a sua parte, podemos mudar o mundo!
        O problema é quando percebemos que somos apenas um grãozinho de areia nessa imensa praia…

        Beijos, Celso!!!

    • Anselmo Coyote disse:

      Logo bananas, pow! Não faça isso com as pobrezinhas, um doa alimentos mais completos qu existem… rsrsrs.. Que tal um jiló para vcs?
      Abs.

  23. Felipinho disse:

    Macarroni…

    hahaha a FIA mais uma vez.. bom.. mas isso já estava previsto.. pizza das grandes…

    Mudando de assunto: vídeo do Chandhock na pista da Coreia, por incrível que pareça tem asfalto..

    mas o que é aquele monte de muro e alambrado? circuito de rua????

  24. Lucas Domakoski disse:

    É completamente absurdo comparar o caso de Hockenheim com a corrida da Turquia. Enquanto que na corrida alemã houve uma ordem descarada para que um dos pilotos tirasse o pé para o outro passar, na Turquia os dois pilotos quase bateram para disputar a vitória. É completamente descabido e fora de propósito comparar as duas corridas com o mesmo argumento. Na Turquia não houve manipulação do resultado. Jensou passou Lewis e levou o troco esportivamente, na pista.
    A cegueira de alguns fãs da Strebaria di Maranello é tamanha que terminam por fazer comparações completamente estapafúrdias para defender as históricas politicagens ferraristas.
    Desde o início eu soube que esse julgamento não daria em nada. Quem é o presidente da FIA mesmo? Ahhhh é…
    Infelizmente não temos Ari Vatanen no comando da instituição.
    Mais uma marmelada para favorecer a Ferrari, como sempre. Infelizmente estamos acostumados com isso.

    • Claudio Cardoso disse:

      Bem mais um vez.

      Enquanto um teve uma ordem descarada, vamos concluir a frase. O outro teve disfarçada.

      pronto, a lei nao diz que a punicao é apenas para ordem discarada.

      QUALQUER ordem desse tipo é proibida, lembrando ao nobre colega, que tambem é proibido, mesmo que disfarçadamente diga para NAO ultrapassar quando se tem condicoes. O Artigo inclusive é o mesmo.

      • Lucas Domakoski disse:

        Não vi ordem nenhuma aos pilotos da Mclaren. Se houvesse alguma ordem, seria no sentido de preservar os resultados, ou seja, antes da disputa pela vitória. Ambos disputaram a posição de maneira extremamente perigosa, porém leal. Não houve combinação pré-prova nem alteração premeditada do resultado, como aconteceu com a Ferrari. A equipe de Maranello manipulou o resultado e manipulou a disputa. Coisa que em nenhum momento foi observada no GP da Turquia. Questionar isso é procurar pelo em ovo para justificar as sujeiras da Ferrari.
        Aliás, ordem ”disfarçada” (muuuito bem disfarçada) foi o que a Ferrari tentou fazer, com Rob Smedley e seu inglês de escolinha: ”Fer-nan-do-is-fas-ter-than-you…”…
        Muito fácil justificar a própria falta procurando pelas faltas dos outros. Só que nesse caso, a única faltosa é a Ferrari.

      • Mari Espada disse:

        Volto a citar a beleza do esporte!!! =)

        Gente, ordens sempre existiram e sempre existirão em qualquer equipe… assim como uma espionadinha light… faz parte do caráter sujo dessa raça imunda de seres humanos!
        O importante é o esporte prevalecer na pista, com raça! E não com covardia!

        Entre Hamilton e Button houve disputa, entre Massa e Alonso houve condescendência… qual dessas atitudes favorece o espetáculo, hein?

      • Claudio Cardoso disse:

        Lucas, como manter as posicoes nao muda nada?

        isso é esportivo ?

        e segundo e se eles batessem como aconteceu com a RedBull nao mudaria nada tambem ?

        No minimo é engraçado, dizer que a manobra para as posicoes como estao, nao é ordem de equipe.

        Entao se no futebol arranjaram um resultado 0 x 0 será muito esportivo ne.

      • Lucas Domakoski disse:

        Eu não disse que não muda, disse que não vi ordem. Se ela ocorresse, seria mais provável que fosse para manter as posições, haja visto que a equipe de Woking não tem um primeiro piloto definido. Como houve disputa entre os dois, fica óbvio que não houveram ordens para isso. A mim, parece muito mais evidente que houve uma falha de comunicação entre o trio Button-paddock-Hamilton do que alguma ordem sobre o resultado da corrida. Nem Button nem Hamilton parecem ser do tipo que aceitariam uma coisa dessas. Ambos são campeões, ambos são habilidosos, vencedores. O resultado da Turquia foi limpo, pois não foi manipulado. Assim como as Mclaren, carros de outras equipes também estavam sofrendo com o combustível. Simplesmente não entendo os motivos da comparação de uma corrida que teve seus resultados manipulados com uma corrida que teve um resultado limpo.

  25. Alex-Ctba disse:


    Mais uma marmelada para favorecer a Ferrari, como sempre. Infelizmente estamos acostumados com isso.

    Não vi nenhum favorecimento a Ferrari. A multa máxima foi aplicada. Não foi tirada a vitória de um piloto de outra equipe para entregar a outro, como o caso da Bélgica de 2008. Aquilo sim foi favorecimento. Nesse caso da Alemanha, a equipe potencializou o resultado do GP, obtendo os mesmos 43 pontos que conseguiria caso o Massa vencesse, porem favoreceu o piloto melhor colocado no campeonato e mais rápido na temporada. Jogo de equipe sempre existiu e sempre existirá na F1. Se o Massa quiser estar do outro lado, basta andar a frente do Alonso como ele fez contra o Kimi Raikkonen. Acho q ele agora sabe com quem está lidando e se quiser vencer essa batalha ano q vem, tem q mudar suas atitudes.

    Quanto ao Low fuel da Turquia, concordo com o Claudio, a equipe fez exatamente o mesmo, Hamilton tb obedeceu a equipe, Button é q foi o rebelde e não obedeceu, pois quem assistiu o Race Edit da FOM viu a transcrição do Diálogo:

    Hamilton: Se eu tirar o pé o Button vai Tirar o pé?

    Equipe: Sim

    Méritos ao Hamilton que conseguiu recuperar a posição, mas o jogo de equipe foi ensaiado, Button é que não obedeceu.

    • Lucas Domakoski disse:

      Não puni-la exemplarmente é favorecê-la, na minha opinião. Quando à questão da Turquia, acho perfeitamente natural que o piloto queira saber o status do oponente durante a corrida. Afinal, Lewis provavelmente teria que poupar combustível. Ao fazer isso, fatalmente ficaria mais lento. Com Button se aproximando, o natural seria voltar ao ritmo normal de corrida, sem poupar combustível. Ao perguntar se Button faria o mesmo (perfeitamente normal, haja visto que são companheiros de equipe e partilham naturalmente de mais informações entre si), Hamilton visava decidir se manteria ou não o ritmo que estava mantendo até o momento. Ao errar na informação dada, a Mclaren deu margem à disputa na pista. Ficou claro que foi uma falha de comunicação, não um jogo de equipe ensaiado. Se fossem dadas ordens para Jenson ficar atrás de Lewis e ele tivesse recusado, isso teria sido mostrado posteriormente também, não acha (afinal, os Race Edits desse ano estão propensos a geraram polêmicas =P)? Com o status de campeão que tem, Button não ficaria quieto ao se submeter a algo desse tipo. E por isso o ambiente da Mclaren está (ou aparenta estar) tão bom. Com ambos os pilotos disputando em igualdade, sem conflitos dentro da equipe (assim como acontece com a RedBull), todo o time tende a avançar, nos dois campeonatos.

    • Claudio Cardoso disse:

      Hamilton: Se eu tirar o pé o Button vai Tirar o pé?

      Equipe: Sim

      Se isso nao é ordem de equipe, o que é entao ???
      Nao estao combinando um resultado previo ?

      Ah equeci, ordem de equipe so existe se for da equipe Ferrari, o resto nao é.

      • Lucas Domakoski disse:

        Ordem de equipe? Há alguma ordem aí???
        O que há é um piloto solicitando o status do adversário logo atrás. Há alguma ordem nisso? Há alguma troca premeditada de posições, há um piloto tirando o pé pra deixar o outro passar? Sinto muito, mas não estou vendo…
        O que certamente não há aí são códigozinhos combinados pré-GP…
        Isso está virando insanidade.

      • Claudio Cardoso disse:

        Lucas dentro desse seu criterio cinico que ali nao é ordem de equipe.

        A Ferrari so informou ao Massa que Alonso era mais rapido.

        Ordem de EQUIPE?

        ONDE ?

      • Lucas Domakoski disse:

        São situações muito diferentes, Claudio…os pilotos passam boa parte da corrida pedindo informações sobre os adversários na pista, isso é claro. Porém a mensagem da Ferrari veio claramente em ”código”, e todos perceberam isso, até na hora da transmissão. Há muita diferença entre as duas atitudes: em uma, o piloto pergunta como está o adversário logo atrás. Na outra, o piloto recebe uma mensagem quase cifrada do engenheiro, dita da maneira como foi. Não dá pra comparar as duas ocasiões, pois uma foi coisa de corrida e a outra foi uma mensagem claramente diferente.

      • Claudio Cardoso disse:

        Ok

        a Da Ferrari veio em codigo

        ja a da Mclaren precisamos interpretar ao pe da letra.

        interessante esse conceito de justiça o seu..

      • Lucas Domakoski disse:

        Ficou claro que a mensagem da Ferrari não era uma coisa comum. Tão claro que até o Gagalvão Bueno percebeu. Só não vê quem não quer.
        Isso não é conceito de justiça. É só uma visão que eu tenho acerca dos ocorridos. Acho absolutamente ridículo confundir duas coisas que não tiveram e não tem nada a ver.
        Eu tenho a minha visão, você tem a sua, e ponto final. Se formos ficar discutindo isso, iremos até o fim da vida. Ambos podemos corroborar nossas opiniões com o que acreditamos e vimos, o que significa que isso não levará a lugar algum. Mas enfim…é das discordâncias que saem as conclusões! Ou não? =P

      • Claudio Cardoso disse:

        Para mim quando eu vi na hora

        Tb ficou muito claro que aquele Low Fuel era ordem de equipe, e se eu nao me engano algum comentarista tb levantou a lebre.

  26. Alex-Ctba disse:

    Para quem ficou curioso, segue o Race Edit da Turquia :D

    • Lucas Domakoski disse:

      O Race Edit deixa claro que não houve ordem alguma. Quem acompanhou a corrida viu que as RedBulls também estavam sendo avisadas sobre o consumo de combustível.
      A pilotagem mais ”econômica” de Button lhe deu claras condições de ser mais agressivo no final.
      Mas mudando de assunto…hoje fui ver o Race Edit da Bélgica no YouTube e não estava mais lá. Não entendo por que diabos a FOM permite alguns vídeos e outros não.
      P.S.: Alex, você tem os Race Edits no seu computador?

      • celso gomes disse:

        Lucas meu caro,

        Se você quiser eu tenho o da Bélgica.

        celsogomes.ultra@hotmail.com

        abç

      • Alex-Ctba disse:

        Lucas, tenho todos os 13. O Legal é vc colocar em uma pasta e renomear colocando 01 para o Bahrein, 02 para a Austrália etc. Depois vc abre o primeiro por um programinha chamado KMP Player, que todos os outros vem na sequencia automaticamente. No final do ano o video oficial da temporada da FIA é uma edição de 20 minutos mais ou menos de todos os race edits, sendo q os 19 videos vão dar mais ou menos 1 hora. É diversão pura!

      • Lucas Domakoski disse:

        Obrigado, Celso e Alex! Alex, você pode me enviar os que você tem por email?
        lucas_mp423@hotmail.com
        Obrigado!
        Imagino que deva ser mesmo muito bom ver todos juntos no final da temporada!

  27. the ombudsman disse:

    “… imputando nessa maravilhosa organização penalizações graves, como as percas dos pontos e a desclassificação…”

    Perda – substantivo.
    Perca – verbo “Perder” conjugado na 1ª ou 3ª pessoa do singular do presente do modo subjuntivo; ou na 2ª do singular do imperativo afirmativo.

    Só estou chamando a atenção porque tem sido um erro recorrente do escriba.

    Além disso, o recurso linguístico utilizado foi a Ironia e não o Sarcasmo, apesar dos conceitos serem um pouco semelhantes.
    Ironia: Modo de exprimir-se que consiste em dizer o contrário daquilo que se está pensando ou sentindo;
    Sarcasmo: Manifestação intencional, malévola, maliciosa, por meio do riso, de palavras, atitudes ou gestos, com que se procura levar ao ridículo ou expor ao desdém ou menosprezo uma pessoa ou coisa.

  28. celso gomes disse:

    Cláudio,

    Você é um cara com uma visão muito maior do que a de um simples torcedor, sem sombra de dúvidas e é também é extremamente inteligente. Sei que você gosta da Ferrari, como eu também a admiro e muito pela sua bela história na categoria e pelos seus carros de sonho, mas levar o nível dessa discussão (quebra-de-regras-de-uma-organização-e-palhaçada-orquestrada-por-essa-mesma-organização-para-fingir-que-vai-dar-satisfações) para um “quebra-pau” entre torcedores mclaristas e ferraristas é fazer o que os donos dessa organização circense querem, transformar-nos numa horda de fanáticos acerebrados que acham que tudo o que lhes é impingido é certo e que esses otários (nós) devem sempre se contentar, sem contestar, com – me perdoe pela adaptação :-) – carrus et circenses!

    Só um desabafo, depois de anos de “donquixotismo” e não desistir nunca em ser um “crédulo” que um dia alguma coisa mude e para melhor.

    • Claudio Cardoso disse:

      Celso nem é a questao essa Mclaren x Ferrari.

      Entao vamos par ao Juridico.

      Onde dizia que a Ferrari tinha de perder pontos ?

      e a segunda coisa, ja foi sacanagem leverem o caso para o conselho mundial, afinal a Ferrari foi punida esportivamente na corrida, e nao recorreu da decisao e ninguem protestou. Pergunta, pq foi para o conselho ?

      • celso gomes disse:

        Pois é Claudio aí é que está o “X”da questão. Que merda é essa de se montar essa farsa toda, com ares de tribunal, se não haveria nada, absolutamente nada, a ser feito a respeito, já que não haviam sanções previstas além daquela dos 100 mil? Para que criar espectativas inúteis entre nós, o público circense? Afinal sem esse público não haveriam corridas, certo?

        Estou tentando achar um email de contato da FIA, mas não estou conseguindo para poder expressar o que eu sinto sobre o ocorrido. Vou continuar tentando.

      • Claudio Cardoso disse:

        Grande Celso.

        Sinceramente eu tenho dois motivos, do porque desse circo ai.

        1o Desmoralizar a Ferrari perante a opiniao publica, tanto o foi assim, que ainda fizeram musica camera lenta para deixar evidente a ordem de equipe no resumo da corrida no site.

        2o. O que menos interessa, porem mostrar para opiniao publica naquele momento, afinal estava borbulhando na midia, que a FIA estava querendo Julgar e punir. Obviamente que hoje as notinhas dizendo que a Ferrari foi absolvida sao muito menores, do que as materias enfurecidas que saiam.

  29. Claudio Cardoso disse:

    Agora a questao Mclaren,

    Pq a FIA nao abriu investigacao sobre o Low Fuel ?

    Pq nao pediu os mapas de telemetria dos carros, para averiguar se realmente estava sem combustivel ?

    Estranho é o vento ventar de um lado só.

    Acima como a Mclaren tb nao foi excluida do mundial, como dizia o regulamento.

    Celso nem to dizendo de voce. È que existe uma lenda absurda que a FIA so favorece a Ferrari.

    • Vitor, o de Recife disse:

      Cláuddio, na verdade o vento sopra para o lado econômico. Tem noção do prejuízo que seria punir a McLaren pelo Spygate? O campeonato, disputado como estava, cairia no colo da Ferrari, que só cumpriria tabela. Note o esforço feito pela FIA nas seguidas mudanças de regulamento tivemos para frear a supremacia do duo Schumacher/Ferrari… não, ninguém da FIA iria querer ver isso. Melhor garantir a emoção – e audiência – e não correr outros riscos que a exclusão da McLaren traria, como a debandada de uma montadora importante como a Mercedes, que está aí firme e forte desde 1993. Renault já saiu e voltou, a Ford, BMW e as nipônicas pularam fora…

      Então essa questão econômica pesa sim para a Ferrari, claro! Alguém tem dúvida do peso que a equipe tem para a categoria? Alguém imagina uma F1 sem Ferrari??? Nem o Mosley ou o Bernie, apesar das bravatas proferidas, crêem nisso a sério… mas uma coisa concordo com você, não é só para os italianos que a FIA passa a mão na cabeça.

      • Vitor, o de Recife disse:

        E desconsidere o “d” a mais… :p

      • Claudio Cardoso disse:

        Grande Vitor

        Concordo plenamente que a Fia vai de acordo com os seus interesses, e obviamente passam pelo nivel de audiencia.

        Eu sabia pq a Mclaren nao foi punida. Nao interessava ao campeonato claro.

        Eu so queria que as pessoas que defendem a lenda que so a Ferrari é beneficiada, que me explicassem a luz do regulamento pq a Mclaren nao foi punida.

  30. Alex-Ctba disse:

    Lucas, respondi ali em cima e dei uma dica pra vc, mas se vc quiser baixar, estão todos os 13 disponíveis no you tube. Só digitar “race edit canadian GP” por exemplo. Sempre colocar race edit e o nome do gp em inglês. Se vc não estiver conseguindo baixar, atualize o RealPlayer, ainda assim se não conseguir, posso te mandar por email.

    • Lucas Domakoski disse:

      Alex, passei meu email ali em cima. Por favor, me mande os Race Edits! Sempre que eu baixo do YouTube, a imagem fica ruim… =/
      Obrigado!

  31. André disse:

    O fato é que a Ferrari nunca será punida.

  32. Speeder_76 disse:

    Excelente… e ainda por cima, uma das minhas séries perferidas. Bazinga!

  33. Will disse:

    Ninguém esperava punição mesmo…

  34. Allan Wiese disse:

    Uau, 4 horas de fora e olha tudo o que eu perdi!

  35. the ombudsman disse:

    Novo patrocinador da Ferrari para o Gp da Itália nesse fds:

  36. fernando-ric disse:

    afinal, pode fazer jogo de equipe ou não????

    e o massa, volta a ter chance um dia??

  37. Will disse:

    Vamos jogar queimado então…

  38. Felipinho disse:

    essa é boa também:

    http://www.autosport.com/news/report.php/id/86490

    temos que concordar com ele… afinal:

    “Fer-nan-do is fas-ter than you. Can you confirm you understood that message?”

  39. celso gomes disse:

    Algumas informações sobre a reunião do WMSC da Fia, realizado ontem, que foram apresentadas hoje pelo jornalista inglês Adam Cooper e que mostraram que o relator do caso “Ordens de Equipe” do GP da Alemanha, o veterano conselheiro da FIA, o Sueco Lars Osterlind, fez algumas recomendações, que o restante do conselho decidiu por ignorá-las em sua maioria, optando somente pela primeira.

    Foram elas:
    1. Manter a multa de US$100.000,00 aplicadas pelos comissários da FIA após o GP da Alemanha.
    2. Agregar 5 segundos ao tempo de Fernando Alonso – o que devolveria a vitória a Felipe Massa.
    3. Perda dos pontos obtidos em ambos os campeonatos ( Pilotos e Construtores ) no GP da Alemanha, com efeito suspensivo e imputada somente no caso de haver novo incidente.

    Embora Osterlind tenha apresentado ,convincentemente, suas argumentações, e claramente não se deixou levar pela alegação dos advogados da Ferrari de que não houvera ordens de equipe, o WMSC decidiu por aplicar somente a pena original.

    Os advogados da Ferrari alegaram que esta norma da FIA, em vigor há 8 anos, é de difícil controle e alegaram outros casos em que supostamente houveram ordens de equipe como os da McLaren na Alemanha em 2008 e na Turquia neste ano e também da Red Bull Racing no mesmo GP Turco.

    Eles também insistiram que Massa não se submeteu a nenhuma ordem da equipe, mas que tomou sua própria decisão em ceder a sua posição, após ter sido informado de que “Fernando está mais rápido do que você” e etc.

    Astutamente, Osterlind contrargumentou que ele havia apurado (nota minha – a gente não sabe da missa a metade) que, num determinado ponto da corrida, ambos os pilotos foram instruídos a diminuir a rotação de seus motores, mas que Fernando Alonso voltou ao regime normal de rotações, “sem que o Sr. Felipe Massa houvesse sido informado do fato” (nota minha – a famosa reaproximação de Alonso e que deu pinta de que ele realmente estaria mais rápido).

    O reporte de Osterlind também mencionou os aspectos da ética no esporte ao dizer as seguintes palavras “As corridas tem que ser imprevisíveis como tem sido até esta data. Parte do elemento competitivo é manter o mesmo interesse em todos os competidores, independentemente de suas formas físicas, talento ou posição na corrida. Os competidores devem ser capazes de confiar em si próprios, nos propósitos de vencer uma corrida, sem nenhum tipo de ajuda externa que influencie o seu rendimento esportivo.”

    Bom, ao menos um consolo. O relator sueco fez algumas propostas que deixariam o caso mais interessante, do ponto de vista do público, só que não encontrou eco nos demais membros do Conselho. Mas ai já é uma outra história…

    Pergunta que ficou:

    Porque o Capacho não abriu a boca sobre essa coisa dos motores?

    • Claudio Cardoso disse:

      Bom dia Celso.

      “Porque o Capacho não abriu a boca sobre essa coisa dos motores?”

      Celso respondendo a sua pergunta, ele nao falou nada, porque lembremos que ele tem contrato com a SF e nao com os jornais e grande publico.

      Quem paga o salário dele é a equipe, e muito provavelmente ele deve ter por escrito clausulas de sigilo.

      Na realidade muita coisa que acontece, nao só na Ferrari, como em outras equipes nao sabemos nada. Na realidade so sabemos um pouco mais, em funçao do radio ser liberado, pois bem pouquinho tempo atras nem isso teriamos de informacao.

  40. celso gomes disse:

    Bom dia meu caríssimo Claudio!

    Com certeza existem essas cláusulas e você está coberto de razão quanto à nossa ignorância sobre os bastidores da coisa toda.

    O problema todo é que o cara pratica um dito “esporte” onde o sucesso dele, inclusive o financeiro, depende intrinsicamente do público que o apóia. Evidente que esse público talvez não o tenha colocado onde chegou, mas certamente, pode prejudicá-lo e muito durante o desenrolar de sua carreira, emocionalmente inclusive, que é o que está acontecendo no presente momento. Agora, se ele conseguir lidar com isso em nome de sua saúde financeira, sem problemas.

    1 abç

  41. Alex-Ctba disse:

    Celso, a parte que tange a manipulação dos giros do motor, eu acho gravíssima e me deixa duas alternativas em relação ao Massa:

    a) Ele não sabia. Então ao tomar conhecimento ( não sei em qual momento ) não tem mais clima nem motivação para correr dentro da equipe. Isso levando em consideração suas declarações que não se considera um segundo piloto e agora se encontra em uma sinuca de bico;

    b) Ele sempre soube. Então o que vale para ele é o dinheiro e as sobras que lhe permite pódios e vitórias esporádicas, e seu discurso não condiz com sua atitude subserviente.

    E minha outra dúvida, é se, essa prática da Ferrari, desde a chegada do Alonso, vem ocorrendo desde quando? Será que esse meio segundo em média q o Massa tem tomado do Alonso, pode-se creditar somente a “aquecimento de pneus” ou a Ferrari vem manipulando seus pilotos?

    • Andy disse:

      No Bahrein, depois da troca de pneus, o Massa foi advertido a não forçar o ritmo do carro, mas isso parecia remeter-se à política do “tragam as crianças para casa”. Agora, tudo é possível.

    • celso gomes disse:

      Amigo Alex,

      Pois é, nunca iremos saber qual é a verdade sobre este fato, mas para qualquer uma das alternativas que você nomeou o Massa Cap não tem uma saida honrosa. Nas duas hipóteses sua imagem sofreu feridas incuráveis perante o seu público, já tristemente calejado pelo malfadado caso Rubinus, e isso certamente irá refletir, inclusive financeiramente, no futuro de sua carreira, fora este importantíssimo dano moral praticamente irreparável, mesmo que o futuro lhe volte a sorrir.

      Entendo que ele, além de empregado do mês de julho de 2010 da Ferrari, Massa Cap recebe grande ajuda financeira do Santander, Fiat e Shell para tocar o seu empreendimento Racing Festival e isso o amarra ainda mais aos caras. Nem que ele tivesse culhões para virar a mesa e peitar a Ferrari teria cacife para bancar sozinho a empreitada.

      A parte moral disso tudo é que me leva a desacreditar no futuro sadio dessa categoria e de seua atores principais.

      Vamos, como você disse lá no blog do Tomás, falar mais sobre esse “imbroglio” depois do GP da Itália. Ainda sai um bom caldo!

      abção

  42. Andy disse:

    Eu até que botava fé na gestão Domenicalli, mas depois dessa, adeus Ferrari. Minha torcida é apenas que o Sr. Felipe Massa crie vergonha na cara e termine à frente do Sr. Fernando “manhê-ele-não-deixa-eu-passar” Alonso. Por isso que admiro o Hamilton, pois foi o único que não se curvou aos caprichos da diva e botou o mala pra correr fora da Mclaren.

    • Alex-Ctba disse:

      O mérito do Hamilton é ter sido tão ou mais rápido do q o Alonso na pista, em uma equipe com igualdade de condições e ainda no seu ano de estréia contra um bi-campeão mundial. Mas o Spygate e o fato do Hamilton ser cria do Ron Denis, facilitou a vida do inglês na queda de braço.

      A situação do Massa é um pouco diferente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s