Bruno Senna ainda acredita em Papai Noel?

Publicado: 20/09/2010 por Mari Espada em Formula1, Notícias
Tags:,

O paddock italiano esteve repleto de rumores sobre a pobre equipe de Bruno Senna, a Hispania Racing Team. Dentre eles figuravam a demissão de Collin Kolles e a saída da equipe neste final de temporada, por não ter conseguido o patrocínio necessário para empenhar-se nessa reta final.

Collin Kolles não cultiva rugas de preocupação...

Dessa forma Kolles veio a público para acalmar os admiradores da escuderia. O chefão informou que embora a sua equipe não tenha conseguido os níveis de patrocínio esperados, ele não possui preocupações financeiras. E outro sinal de compromisso, que garante a atuação da Hispania até o final do calendário de 2010 segundo Kolles, foi a quitação dos últimos Cosworth que estarão à disposição de Bruno Senna e Sakon Yamamoto para os últimos cinco GPs, sendo que atualmente (até Monza) eles utilizaram sete motores cada.

Sobre a atuação da Hispania na temporada de 2011, Kolles é enfático ao dizer que apesar de torcidas contrárias a equipe ainda permanece viva e com planos para a próxima temporada; em compensação outras equipes que nunca foram questionadas quanto sua estabilidade financeira se retiraram da Fórmula 1, como Toyota, BMW e Honda, portanto não podemos concluir nada com base nos rumores.

“Vamos ver quem vai e quem não vai terminar a temporada”, disse ele em tom de desafio. “E vamos ver quem vai estar e quem não vai estar no grid no próximo ano. Estou acostumado com isso.”

Este presentão do Papai Noel é mais rápido que o F110!

O piloto da equipe, Bruno Senna, também continua acreditando no desempenho da Hispania Racing Team, que tem se esforçado para acompanhar o ritmo das novas equipes Lotus e Virgin, apesar dele ter abandonado sete provas por falhas mecânicas neste ano.

“Para mim o importante não é olhar para os resultados imediatos, mas ser paciente e olhar para o futuro”, disse em entrevista à revista Autosport.

Bruno também acredita que tanto ele quanto a Hispania estarão de volta em 2011. O piloto informou que a equipe já está se planejando para o próximo ano, com o desenvolvimento de um novo carro, que utiliza o atual como base.

“Para esta temporada, estou certo de que vou estar no cockpit até Abu Dhabi. Para 2011 a minha primeira opção é ficar com a equipe, mas não é certo, pois ainda não negociamos o próximo contrato.”, disse Bruno Senna.

Veja a entrevista de Bruno com a Autosport na íntegra:

E vocês, também partilham da mesma crença de Bruno Senna?

Qual seria a opção mais segura para abrilhantar o futuro deste jovem piloto? Manter-se na Hispania ou tentar contato com outras equipes?

Opinem…

Fonte: Autosport

Anúncios
comentários
  1. Will disse:

    Não acho que ele tenha opções…

    • Mari Espada disse:

      Mas porque???
      Acha que a credibilidade dele está em baixa? Que falta competência para ele ser um bom piloto? Ou simplesmente que as demais equipes não possuem vaga, por estarem com seus pilotos já definidos para 2011?

      Eu ainda quero acreditar no futuro do Bruninho…

      • Will disse:

        Gosto do bruno como piloto, e talvez (certamente) por uma questão afetiva, torço para que ele dê certo na F-1.

        Mas as outras equipes já estão firmadas para 2011. Acho que ele fica na Hispania (infelizmente).

      • Mari Espada disse:

        Eu acho que meu afeto pelo Bruninho também tem relação com as lembranças do passado… Assim como minha paixão pelo estilo de pilotagem do Miltinho.
        Sendo assim, pode-se dizer eu continuo torcendo para o Ayrton até hoje! Que estranho, né? Hahaha! =P

        E sobre novas oportunidades ao Bruninho… acho complicado para o ano que vem, pois a maioria das equipes já confirmaram que vão manter seus atuais pilotos, mas ele deveria estar buscando isso… Seria legal se ele fosse para a Virgin, que é novata e pequena, mas que tem mais chances de crescimento doque a Hispania.
        Mas enfim, só nos resta torcer por ele!

  2. iDavid disse:

    Senna B. Entrou na F1 pela pior porta possivel.
    Mas o problema maior na minha opinião, é que ele é um piloto bem mediano.
    Ele só ficaria na F1 por questões financeiras (Carlos Slim).

  3. wilson disse:

    podem até continuar na formula um pro ano que vem, mas a hispania vai continuar se arrastando. Se forem inteligentes vendem pra uma dessas que tem maior cacife e queriam entrar esse ano.
    Se forem burros tentam brincar de faze f1 e se arrebentam.

  4. Anselmo Coyote disse:

    Dá dó de quem quer entrar ou entrou na F1 nos últimos 03 anos.
    É óbvio que a categoria não é p/qlquer um. O problema é que os jovens pilotos sequer estão tendo chances. Eu credito isso à proibição de testes, porque eu acho (será isso mesmo?) que pilotos não podem andar nos carros nem para serem testados pelas equipes.
    Abs.

  5. Anselmo Coyote disse:

    Se liberassem geral os testes até eu, o Coyote Solitário das Caatingueiras, iria lá dar umas chineladas nas baratas (da Mc Laren e da Red Bull, claro). Quanto às outras, só pagando o cachê …rsrsrs.
    O que vc acha, Mari?
    Abs.

    • Mari Espada disse:

      Com certeza, Coyote. Concordo contigo que os testes deveriam voltar a ser permitidos, assim seria mais fácil desenvolver os carros e os pilotos!

      E, no meio de toda a grana desembolsada na categoria, os gastos com testes é o de menos! Não cola essa desculpa da FIA de que tomaram essa decisão para reduzir os custos!
      E mais, de que adianta reduzir os custos para que uma equipe como a Hispania possa participar, se ela não consegue sair do lugar justamente por falta de testes? Aposto que se eles tivessem tido oportunidade de testar a asa traseira (e tivesse sobrado uma graninha para esse desenvolvimento, claro), em Monza a Hispania não estaria com aquele ajuste de Mônaco!

      Porque, para mim, o lance da “segunda divisão” não envolve apenas falta de dinheiro, é só olhas para a Virgin, que tem mais condições financeiras mas não sai da companhia da Lotus e da Hispania lá no fundão! Talvez se eles pudessem testar o VR-01, já tivessem decolado!

      Aliás, acho que o Bruninho devia tentar ir pra Virgin… prefiro ele do que o Di Grassi.

      Agora, quem é medíocre hoje será medíocre sempre! (o que NÃO acho que seja o caso do Bruninho)
      Mesmo se liberassem geral os testes, a Marizinha aqui não faria milagre! Hehehe.
      Mas com certeza eu não perderia a oportunidade de dar uma chinelada na barata da McLata junto com você, caro “team mate” Coyote! =)

      Beijos!

      • claudio cardoso disse:

        Mari->

        Bom dia :-)

        A historia da Asa da Hispania, nem tem haver com dia de teste, e sim com $$$$$$.

        Nao é possivelq que desde o inicio do ano nao tivesse dado para testar em nenhum sexta-feira.

        Quantas Asas, Ferrari, Mclaren, Red Bull, Willians, Renault ja testaram durante o ano ?

        Quanto a questao das outras equipes, mesmo com uma condicao financeira um pouco melhor, é outra. Pensemos:

        Onde estao os Melhores engenheiros e equipe Tecnica ?

        Onde estao os Mais Experientes ?

        Nao tem jeito, sempre os melhores vao para onde o vento do $$$ esta apontado.

      • Anselmo Coyote disse:

        Wil e Claudio,

        Talvez a distância entre as de ponta e as do fundão aumentariam. É bem provável em face de maiores investimentos, experiência etc. Mas pelo menos os pilotos do fundão andariam em velocidades que até agora desconhecem e terminariam suas corridas.
        E ainda fariam como fizeram os jovens Senna e Piquet e muitos outros: ficariam ali, correndo atrás, mas, na espreita, esperando algo extraordinário acontecer como uma chuva, um safety car, uma lambança qualquer entre os da ponta etc.
        Do jeito que está é que não dá. Afinal, os caras ficam rezando para completar 10/15 voltas sem quebrar. Como já disseram por aqui, para eles é prova de resistência e não de velocidade e ultrapassagens.

        Mari,
        Coyote e Mari na fita seria sucesso garantido. E somente neste hipótese, e nenhuma mais, eu aceitaria fazer jogo de equipe e aceitaria ser o seu segundo… hehehe!!

        Abraços.

      • Mari Espada disse:

        Grande Cláudio, boa tarde!

        Concordo que o dinheiro movimenta o mundo, e os bons profissionais estão onde o dinheiro está… Mas também existe a questão de ter uma oportunidade de mostrar-se um bom profissional, não acha?
        Quantos grandes pilotos devem estar escondidos nas periferias do Brasil por não ter NUNCA recebido a oportunidade de sentar em um kart.

        E sobre a asa da Hispania, é claro que tem tudo a ver com dinheiro, pensei ter deixado isso claro em: “se eles tivessem tido oportunidade de testar a asa traseira (e tivesse sobrado uma graninha para esse desenvolvimento, claro)”.

        De toda forma, realmente acho que você está certo em dizer que seja possível testar a asa na sexta-feira, mas esse timing atende bem as grandes equipes, não sei se seria suficiente para as novatas…
        E esses testes durante a temporada são fundamentais para o desenvolvimento do carro como um todo (não apenas focado em um circuito), inclusive nas questões de segurança do carro, que (junto à falta de verba!) foram citadas pelo Bruno Senna para justificar o não desenvolvimento da asa traseira, que poderia soltar-se em um teste de sexta-feira e provocar um acidente.

        Enfim, mas isso são só especulações de uma torcedora leiga no assunto… =)

      • Mari Espada disse:

        Coyote, você falou e disse: “Mas pelo menos os pilotos do fundão andariam em velocidades que até agora desconhecem e terminariam suas corridas.”

        E sem dúvida nós seriamos garantia de fortes emoções nas pistas, para o bem ou para o mal, hehehe!
        Mas sem esse lance de jogo de equipe, hein. Eu agradeço a gentileza, mas prefiro acabar com você na raça mesmo! =P

  6. Will disse:

    Eu acredito que com mais testes a diferença entre a 1ª e a última divisões estaria maior ainda, principalmente em função do que o Cláudio mencionou acima.

    • Mari Espada disse:

      Claro que o desenvolvimento seria proporcional ao investimento, e com isso as equipes grandes (que tem mais dinheiro para investir) iriam disparar na frente.

      Mas de toda forma acho que essa oportunidade de teste está faltando para aumentar a experiência das novatas sim. Pois nas pistas onde essas equipes nunca correram, não há comparativos de dados para que eles possam acertar seus carros, e acabam usando os dados de um circuito parecido… E também tem a questão da experiência dos pilotos.

      Para mim, os testes fazem parte do desenvolvimento do carro. E os treinos de sexta, que são focados para um circuito específico, não são suficientes. Ainda mais para quem não tem know how!

      • claudio cardoso disse:

        Rebatendo como sempre rsss.

        Vamos la.

        Se eles nao tem dinheiro para testar uma Asa na sexta feira que ja estao no autodromo, quem acreditaria que eles teriam condicoes de ir para outra pista, acrescentando diarias de hotel, logistica, passagens, e salários extras ?

        Na realidade, eles nao deveriam nem estar ali.

        É o mesmo que chamar alguem classe média baixa para ir jantar no Fasano. Vao pedir 2 copos de agua e ficar olhando.

  7. Fernando Kesnault disse:

    O futuro do Bruno Senna?? Quem é um pouco inteligente e sensato sabe que ele é bem fraquinho para andar na f-1 e ponto final. Deve ser substituído ainda nesta temporada pelo De La Rosa o que seria bom para a equipe.

    • Mari Espada disse:

      Estar fraquinho é diferente de ser fraquinho, né Fernando…

      Confesso que não conheço a fundo a (curta) carreira do Bruno Senna no automobilismo, mas eu NÃO ACHO que ele seja incapaz de ter alguma estabilidade na Fórmula 1… Vamos dar tempo ao tempo! Acredito que com uma oportunidade melhor em mãos ele poderia brilhar.

      E desculpe-me se a minha torcida passional rouba um pouco da minha razão… Eu posso ser esperançosa demais para os padrões de algumas pessoas, porém burra e insensata eu não sou!

      • Fernando Kesnault disse:

        Mari a carapuça serve a quem acha que é dela o que eu disse é porque ele só tá lá na hipocrita f-1 por causa do sobrenome, so por causa disto, ok?? Nada contra ti.

      • Mari Espada disse:

        Fernando querido… Sem stress! =)
        É que neste mundo masculino da Fórmula 1 a razão sempre é mais valorizada doque a emoção… Então estou acostumada a ser atacada pela minha torcida passional.

        Beijos!

      • claudio cardoso disse:

        Como eu sempre bati na tecla.

        Formula 1 é lugar para alguem aprender a ter experiencia com corrida ?

        Como o Fernando colocou, o cara so esta la pelo nome, e mais nada. Ele é muito mais fraco e sem historia que o Piquezinho.

      • wilson disse:

        claudio cardoso:
        não é querer discordar de você por discordar.
        sua percepção ao Bruno Senna e outros jovens pilotos está equivocada.

        A era de Ayrton Senna, Nelson Piquet era diferente. O ayrton inclusive conseguiu se sair bem numa toleman, que bem fraquinha, Mas isso foi no tempo dele.
        O piquet também levaria pau hoje, alias nem conseguiria deslanchar.

        As atuais condições, regras, situação da formula um não permitiriam que surgisse alguem como o piquet foi. É tudo muito engessado. E claramente dividido entre quem tem poder, grana e quem não tem.

        Nós só poderíamos execrar o bruno senna se ele tivesse tido a oportunidade de estar testando pelo menos umas duas temporadas uma equipe mais de ponta como uma renault, uma sauber, uma toro rosso algo assim.

        Dizer que o cara é ruim, que não tem brilho, que isso mais aquilo é muito superficial, muito aquem da realidade.
        O cara começou tarde no automobilismo, com um sobrenome forte nas costas, com muito pouca km e poucas chances de testes e ainda numa equipe que é um horror. A virgin também não serve para comparação.
        A única que ainda tem uma certa chance de mostrar evolução é a lotus (dessas novas).

        A formula um deveria ter uma, quem sabe duas equipes melhor estruturadas, só para ficar testando jovens pilotos assim como tem na gp2, sem grande compromisso com vitórias, pontos e assim por diante, ou que fosse paralelo ao campeonato de pilotos e construtores como conhecemos.

        A propria formula um, seus dirigentes, não sabem onde vão parar ou como vai ser a formula um daqui alguns anos.
        A coisa é tão complexa que vira e mexe, passa o tempo e volta de vez em quando coisas antigas de forma renovada.

        Veio pneu com sulco. Atualmente voltou o slick.
        Sairam os motores turbo. Estão voltando.
        Para parar o schumacher e a ferrari uns anos atrás fizeram regulamento onde não podia se trocar o pneu. Mudaram isso rapidinho. Até ano passado valia reabastecimento, resolveram proibir esse ano. Daqui a pouco volta.
        Daqui a pouco as montadoras vão impor que seu principal laboratorio de testes para os carros de rua é a formula um e de novo teremos carros na formula um de outro mundo (com coisas eletronicas).

        Gosto muito de automobilismo desde pequeno e isso tem tempo. gosto de rally, de wtcc, britanico, australiano, alemão, formula indy, formula truck etc (nossa stock car eh que tá dificil de aguentar, tão destruindo ela) e sou fão declarado de categorias onde tudo é padrão, ficando a diferença na forma de atuação dos pilotos e regulagens mínimas de acerto de freio, suspensaõ, coisa assim.

        A formula um do jeito que é atualmente mascara muito o real talento de jovens pilotos e acabam por vezes tendo que sair da categoria queimados em suas carreiras sendo que poderiam ser campeoes e reconhecidos internacionalmente se tivessem optado por outras categorias, essa é que é a verdade.

  8. Fernando Kesnault disse:

    Bom Mari, aqui tá um calorão do diabo e eu desteto..hahah…mas em compensação faço treinamento de natação das 17h30 até às 20h então dá prá refrescar e deixar o corpo bom, não??? Um abraço a ti.

    • Mari Espada disse:

      Eu também nado! Faço natação desde criança! Mas não sou tão profissional como você me parece, eu nem treino todo dia… só o suficiente para me divertir! Eu sou tipo o Bruno Senna das piscinas!

      Hahaha, como chegamos neste assunto? =D

    • Mari Espada disse:

      Ah, mas aqui em São Bernardo está frio, bem frio mesmo!

      • Fernando Kesnault disse:

        É eu vi que até bastante frio, mas aqui tá difícil de aguentar e só ficando na piscina até à noite e sim, treino todos os dias, 1500m e depois fico só de boa na água vendo a lua, escutando música,…é…..não dá vontade de sair de jeito nenhum…

  9. Eu acho que ele tem qualidade sim, assim como o nelsinho, no caso de Nelsinho ele pegou uma equipe que era Alonso Futebol Clube, com um Mafioso como chefe de equipe, e ainda por cima pegou Alonso mordido, pela situação que viveu na McLaren no ano anterior.
    No caso de Bruno, ele tem que se manter no grid, mesmo que seja na Hispania, em 2012 tem muito contrato encerrando e é fundamental está no grid, agora é importante ele ser melhor que qualquer companheiro que correr com ele, nisso ele está devendo, apesar de ser mais rapido ele não consegue terminar.

    • Fernando Kesnault disse:

      Rodrigo, para o Bruno falta muita mais coisa do que oportunidade e quem sabe não é melhor pedir prá mamãe um emprego na Fundação???

  10. Anselmo Coyote disse:

    Muita calma nessa hora, garotos e musa do blog.
    Mais testes realmente seria uma boa, mas se não se tem dinheiro para arcar com os custos dos mesmos, não adiantaria.
    O problema é que sabendo que haverão testes as equipes podem ir atrás de dinheiro. Não podendo haver testes, tudo fica como antes.
    O tiro pode sair pela culatra. Se se liberar os testes, as equipes grandes vão realizá-los. Então, se as nanicas não conseguirem dinheiro para testar também, aí sim, seria um Deus nos acuda, porque a distância que já é abismal se tornaria absurda.
    Abs.

    OBS.: Essa parte pobre da F1 que envolve essa choradeira por causa de dinheiro é muito chata.
    O Bruno Senna deve cair fora porque trabalhar para pobre é pedir esmola pra dois. Se pra um já é difícil…

    Então, parei por aqui.

    Abs.

    • Mari Espada disse:

      Mas o dinheiro iria acabar aparecendo, porque com mais testes haveria uma exposição maior da marca dos patrocinadores (adesivadas nos carros e uniformes). E se o marketing der mais retorno, virão mais investimentos… é um ciclo!
      É só observar os interesses da Fórmula 100 (a nova trupe dos patrocinadores), que em sua primeira reunião já defendeu o retorno dos testes durante a temporada.

      • claudio cardoso disse:

        Mari->

        Provavelmente a exposicao que teria nos jornais seria assim:

        Foto Imensa

        Ferrari testa nao sei onde.

        Ou Mclaren e Redbull testao nao sei onde.

        No Maximo ia ter uma linha escrita dizendo, hispania tambem testou.

  11. Will disse:

    Seria legal uma corrida Bruno x Nelson Angelo…

    3 baterias:

    1ª GP2
    2ª F-1
    3ª Pick-up Racing

    Mas o melhor estaria na arquibancada…

    Loucos piquetistas e viúvas se xingando, se espancando, se matando…

    E os dois na pista nem aí…

    Meus palpites? NAP ganha as 3…mas o Bruno talvez venha a ter uma melhor carreira na F1, afinal, nome por nome o de Senna pesa toneladas a mais.

  12. wilson disse:

    você tem certeza que acompanha a f1? que nasceu no Brasil? nasceu em que época?
    ow kesnault faça me o favor. Voce pode ate ser torcedor do piquet, achar que o senna era um canalha um dk vigarista como schumacher, mas perguntar, questionar o talento e a carreira do tio do rapaz? pera lá né? tá de brincadeira? lá no meio da formula um, os caras que entendem do riscado não teriam essa presunção sua não.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s