A noite de Cingapura.

Publicado: 23/09/2010 por Mari Espada em Formula1, História da F1
Tags:,

Para falar das origens do circuito de Marina Bay em Cingapura precisamos retornar a 1961…

Nesta época corria por Cingapura a Fórmula Libre. O evento automobilístico ainda era conhecido como Orient Year Grand Prix e seu traçado compreendia a Estrada Thomson, com 4,865 km de extensão. No ano de estréia do circuito, 1961, a vencedora da prova foi a Lotus 22 do piloto Lee Han Seng.

Já no ano seguinte a corrida foi rebatizada como Grande Prêmio da Malásia. Sendo que somente em 1965 ela passou a ser conhecida como Grande Prêmio de Cingapura, após o país conquistar sua independência.

A corrida da Estrada Thomson permaneceu no calendário do automobilismo até 1973, quando foi suspenso por uma série de motivos, incluindo o aumento no tráfego da região, a inconveniência de ter que fechar as estradas para o evento e alguns acidentes fatais durante 1972 e 1973.

Então, após um intervalo de 33 anos, Bernie Ecclestone interessou-se pelo retorno de Cingapura no automobilismo, e dessa vez com a Fórmula 1. Então em novembro de 2007 foi anunciado que a empresa Singapore Telecommunications (SingTel) patrocinaria o evento, com o co-financiamento do governo. Assim a corrida passou a chamar-se Formula 1 SingTel Singapore Grand Prix.

Com isso os motores voltaram a rugir pelas ruas de Cingapura com GP de Fórmula 1 em 2008.

Para este retorno do automobilismo no país, o traçado do circuito foi totalmente re-projetado pela empresa KBR, com base no original proposto inicialmente por Hermann Tilke. Assim o circuito passou a ter 5,073 km de extensão, estando situado no belíssimo cenário que as ruas de Marina Bay proporcionam.

A primeira corrida realizada no novo circuito de rua de Marina Bay, no grande prêmio de Cingapura, foi a 15ª rodada do calendário de 2008; e foi a estreia do primeiro evento noturno na história da Fórmula 1.

A corrida noturna foi uma solução adotada para que a transmissão do evento ocorresse em horário oportuno para a audiência Europeia, e para que isso fosse possível todo o traçado foi iluminado por uma série de projetores.

E dessa forma o público torcedor da Fórmula 1 pôde ser agraciado com a belíssima noite de Cingapura. Um espetáculo à parte!

Neste ano de estreia na Fórmula 1, o circuito de Marina Bay teve como vencedora a Renault de Fernando Alonso, com a entrada do safety car após o controverso acidente de Nelson Angelo Piquet.

Então para 2009 o circuito foi ligeiramente redesenhado. As curvas 1, 2 e 3 foram modificadas visando promover mais ultrapassagens, assim como a curva 10 onde as altas zebras causavam alguns acidentes. Neste ano a vencedora da corrida foi a McLaren de Lewis Hamilton.

Para 2010 não houve mudanças no traçado, porém foi relatado pelos organizadores da corrida que haverá mudanças para 2011. Os locais da intervenção serão a segunda parte da reta oposta, que será prolongada de modo que o circuito irá passar por fora do Memorial da Guerra, e a remoção da sequência de chicanes próximas do local do acidente de Nelson Angelo Piquet, na curva 17, na tentativa de apagar essa mácula do traçado de Marina Bay.

E neste final de semana continuaremos escrevendo a história desse circuito…

Fonte: Wikipedia

Anúncios
comentários
  1. Que jeito de voltar, entrando para a história como o local do acidente arrumado, por Nelsinho, Briatore, Renault e todos da equipe, menos Alonso.

  2. Alex-Ctba disse:

    Belo retrospecto desses três anos de história do GP de Cingapura. Desconhecia aquela história anterior q vc trouxe para nós Mari.

    Alonso venceu a primeira corrida noturna da F1, na verdade uma vitória fake, já q foi armada. Se eu tivesse comprado ingresso para essa corrida, pediria ressarcimento, usando meus direitos de consumidor.

    Em relação a 2010, recapearam os trechos entre as curvas 3 e 7 e também as curvas 14 e 19, todos esses, objetos de muitas reclamações por parte dos pilotos. Problemas naturais para circuitos de rua, não vamos esquecer da tampa do bueiro q vitimou nosso velho Barrica de Guerra em Mônaco. Quem mais acertaria um bueiro?

    Diminuiram também o nível da area do pit lane, para ficar na mesma altura da pista. Os carros quando voltavam para a pista até o ano passado, encaravam um desnível parecido com um degrau.

  3. Andy disse:

    Os carros ficam lindos na noite de Cingapura.

    • É realmente bonito o visual dos carros a noite, mas…

      Não acho a menor graça nesse GP, ele é sem dúvida nenhuma uma Valência a noite, uma pretensa vontade de editar Mônaco (que também é um saco, mas é Mônaco) que acabam fazendo merdas sem tamanho. Dizem que Losail é mais bonito e o circuito é mais desafiador e se o negócio é correr a noite, lá dá de boa…

      • Mari Espada disse:

        Como em todo circuito de rua, o divertimento é bem maior para o piloto doque para o torcedor.
        Mas não seja tão implicante, Boss! =P

  4. Vitor, o de Recife disse:

    Tá vendo que seu elogio no post anterior foi excesso de modéstia? Texto sensacional!

    Cingapura não fornece corridas emocionantes, como todo Tilkódromo de rua. Mas em relação à Valência e Abu Dhabi, é muito melhor, primeiro pelo visual, um show a parte; segundo pelas surpresas que as curvas sinuosas podem proporcionar. Vamos ver no que vai dar a corrida de domingo.

    • Mari Espada disse:

      Ah, é nada! Mas obrigada mesmo assim! =)

      Concordo com sua opinião sobre Cingapura… é bem melhor doque Valência e Abu Dhabi, apesar de continuar sendo um travado circuito de rua!
      Para este domingo, estou torcendo pela chuva!!! Seria interessante, não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s