2013, Renault, Porsche, Williams…

Publicado: 05/10/2010 por Sirlan Pedrosa em Artigos, Notícias
Tags:, ,

O jornalista Joe Saward fala sobre dois assuntos hoje em seu blog que aparentemente não tem ligação, mas que podem estar diretamente relacionados.

O blog do jornalista inglês trás uma declaração do diretor da montadora Renault, Patrick Pelata, onde o mesmo descarta uma retomada do time pela montadora francesa depois de passado a fase mais aguda da crise, como havia sido ventilado pela imprensa especializada há algumas semanas.

O dirigente francês afirma que não vê sentido nessa retomada, porque com o acordo firmado com o grupo Genii de Gerard Lopez a Renault diminuiu os investimentos e mesmo assim continuou com sua marca exposta na categoria. Pelata registra que pesquisas feitas na Índia (um mercado emergente importante atualmente) revelaram que cerca de 60% dos entrevistados já ouviram falar da Renault através da F1 e apenas 12% pela venda do Logan naquele país.

Hoje o que a Renault tem é quase uma “terceirização” de sua operação na F1, o que aliada à venda de motores para a Red Bull e Lotus (diluindo o custo de fabricação e manutenção dos motores) torna o modelo extremamente interessante do ponto de vista econômico.

Esse modelo lembra o que havia nos anos 80 e 90, quando montadoras se associavam a times estabelecidos f

ornecendo motores e patrocinando as equipes, além de vender ocasionalmente seus motores a outras equipes para amortizar os custos, e difere totalmente do modelo adotado nos anos 2.000 de equipes próprias dos grandes fabricantes.


Footwork, a última aparição da Porsche na F1.

Para reforçar ainda mais a impressão dessa mudança de rumo no envolvimento dos fabricantes tivemos as declarações do executivo chefe da Porsche Mathias Müller sobre a possibilidade da entrada da VW na F1.

Muito já havia sido noticiado sobre o interesse do grupo Volkswagen em ingressar na F1, só que no salão de Paris o assunto foi ventilado pela primeira vez como uma opção concreta por um diretor da empresa.

Müller disse que com a nova regra que deve ser aprovada para 2013 (motores turbo de 1,6 litros com sistema de recuperação de energia) o grupo VW teria interesse em entrar na categoria, sendo a marca Porsche a que oferece maior sinergia com a F1, principalmente com a volta dos motores turbo, afinal o Porsche 911 Turbo é um esportivo clássico e de sucesso a mais de quarenta anos.

Não pode ser esquecido também que a Porsche teve equipe nos anos 60 e forneceu os vitoriosos motores TAG V6 turbo que foram campeões com a McLaren em 84,85 e 86. Nos anos 90 também tiveram uma rápida passagem com um V12 aspirado sem nenhum sucesso.

O executivo alemão também revelou que o melhor modelo para a entrada na categoria mantendo os custos sob controle seria uma associação com uma equipe existente. Aí entra a Williams, que já tem uma parceria com a Porsche através da Williams Hybrid Power para a instalação do kers desenvolvido pela equipe no modelo 911 GT3 híbrido.

O time do velho Frank surpreendeu seus fãs no GP da Inglaterra esse ano ao renovar com a Cosworth para o uso dos motores em 2011, quando todos davam como certa a mudança para os motores Renault.

Seria a renovação da Williams com a Cosworth apenas a manutenção de um acordo tampão para a estréia de uma Williams/Porsche em 2013?

O fato de um alto executivo do grupo VW tocar no assunto, inclusive mencionando como melhor opção a marca Porsche, indica que a decisão pode já ter sido tomada?

Diante do modelo de fornecedor de motores que a Porsche adotaria, existiria outra opção melhor que a Williams para os alemães?

O investimento da equipe em Nico Hulkenberg seria mais uma indicação de um possível acordo com a Porsche?

Juntando as pontinhas começo a achar que tão logo a regra dos motores seja oficializada teremos a revelação de uma parceria Williams/Porsche….

Anúncios
comentários
  1. Allan Wiese disse:

    Rapaz que loucura…!
    Não seria nada mal. Conhecendo um pouco sobre a capacidade de fazer carros vencedores da Porsche, essa seria a chance de o time de Frank voltar aos seus tempos de equipe vencedora.

    Mas ainda assim, toda essa ligação de pontos continua sendo uma loucura…

  2. Fernando Kesnault disse:

    Vai sonhando, vai sonhando…o grupo VW do qual a Porsche é dona de 51% de suas ações está muito relutante com a f-1 e vê com bons olhos a emergente e dinâmica ascensão da categoria esporte prototipos da ACO na LeMans Series, na ALMS e na LMS Asia e mais que no ano que vem teremos um campeonato intercontinental com 7 provas e neste ano estamos tendo um experimento com 3 provas (duas já aconteceram em Silvestrone e as 1000 milhas de Road Atlanta (petit LeMans) no último fim de semana com as presenças da Audi (do grupo VW) e da Peugeot. Quanto à Porsche já está bastante satisfeita com os sucessos nas categorias GTs espalhadas pelo mundo e portanto não creio que irá “gastar” grana numa categoria que anda só em fila indiana e sem emoção durante a prova toda em circuitos enfadonhos e chatos.

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Fernando,

      O envolvimento da Porsche com a F1 foi falado pelo diretor da própria empresa, não parece ser nesse caso um boato da imprensa.

      Quanto a questão de quem pertence a quem, a Porsche era uma das empresa mas lucrativas da indústria automobilistica, pricipalmente depois do lançamento do Cayene, e se alavancou para aumentar a participação no grupo VW num caso raro do ratinho engoli um elefante.

      Acontece que com a crise de 2008 os recursos ficaram escassos e a Porsche que estava muito alavancada entrou numa crise enorme do dia para a noite, e aconteceu exatamente o inverso com a VW passando a investir para adquirir o controle da Porsche.

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

    • Fernando ao contrário do que você falou quem comprou quem foi a VW que comprou a Porsche e ela detém a maioria das ações votantes do capital da empresa que se formou com a junção.

      Sei que você vai contestar, então vai o link.

      http://www.msnauto.com.br/wmpublicador/Mercado_Conteudo.vxlpub?hnid=42624

      E sobre o tema é possível sim, e novamente, o presidente da VW anunciou essa semana que terá as duas marcas disputando campeonatos de alto nível, porém, uma na LMS e outra na F1 e pelas palavras dele até mesmo o Spyder que compete na protótipos saíria para não haver confronto de marcas numa mesma categoria, sendo assim, seriam Audi na LMS e Porsche fornecendo motores na F1.

  3. Vitor, o de Recife disse:

    Sirlan, que bom ve-lo fazendo posts atrás de posts. Nos últimos dias eu que tenho estado apertado, tenho tido pouco tempo, mas ainda vejo rápido os posts dos colegas; mas ainda vou arranjar uma hora para ver aquele seu texto do confronto que nunca existiu, deve estar primoroso.

    Quanto ao tópico, seria muito interessante que o projeto Porsche se concretize, ainda mais com a Williams, mas com tantos passos dado para trás do grupo VW é mais fácil aderir ao ceticismo, como bem demonstrou o Kesnault; aliás, vc é outro sumido Kesnault! Cadê seus posts históricos?

    Grande abraço.

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Vitor,

      Mais uma vez obrigado. Tenho certeza que você vai gostar do post sobre o duelo entre a Mercedes W196 e a Lancia D50, é uma história muito bonita.

      Quanto à Porsche o que me chamou a atenção foi a declaração de um executivo da empresa. Esses profissionais não são de falar nada de uma forma tão detalhada como foi dito, sem que existe uma condição real da coisa acontecer.

      Acontecendo deles entrarem como fornecedores de motor a parceira óbvia é claro que seria a Williams…

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

  4. Alex-Ctba disse:

    Kesnault

    Eu acho que a F1 está se reinventando e tentando a todo custo resgatar os bons tempos, tanto que essa temporada está sendo muito boa, com cinco pilotos disputando o campeonato a quatro provas do final. Portanto, penso eu, haver um pouco de má vontade ( no bom sentido ) sua de aceitar que não teremos mais aqueles tempos de ouro de outrora( isso é fato) e que a realidade é essa mesmo.

    Voltando ao tema do post, exatamente pela audiência global da F1, estar no circo representa muito em termos de Marketing para essas empresas. Uma empresa com o Know how da Porshe, não acredito que gastaria fortunas em P & D para fabricar um motor turbo 1.6l para fornecimento a equipes. O negócio poderia até ser rentável, mas a questão que o Sirlan e o Claudemir levantaram, baseado nas declarações de Mattias Muller, é que com o novo pacto de Concórdia e o possível aumento da participação das equipes na fatia do bolo da FOTA/CVC, uma parceria pode até vir a ser rentável também e é isso que o post especula, se a Williams, com Adam Parr, o novo diretor executivo da equipe e uma pessoa com uma visão mais ampla do que a do romântico Frank, não estaria “costurando” para 2013, tal parceria. Mas, muita agua vai rolar ainda…

    • Allan Wiese disse:

      É isso mesmo Alex, concordo com o que você está dizendo.
      As iniciativas que a FOTA vem tomando nos últimos tempos mostram boa vontade e também consciência de que, depois da crise, o dinheiro não flui mais como foi em anos anteriores.
      E com relação á Porsche: com certeza a empresa que fabricou o primeiro motor turbo à gasolina, que foi também a primeira a fazer um carro turbo em série (no mesmo modelo de carro) e implementou diversas inovações ao longo dos anos relacionadas aos “caracóis” não teria dificuldades em fazer um motor eficiente.

  5. Fernando Kesnault disse:

    HAHAHA…que bom que o pessoal “contestou” a minha posição. Admito que a f-1 ainda tem um certo charme mas não aquele de outrora e como bem falou o Alex os tempos nunca voltam e nem quero que voltem, apenas que a atual f-1 está chata e sem emoções é um fato e mesmo a mídia tentando “maquiar” com a dizer de 5 pilotos a disputar o título não empolga tanto já que foi uma temporada de muitos erros por parte da Red Bull que já poderia estar comemorando o título mas devido ao interesse comercial “acontecem” certos fatos durante as provas.

    Sirlan, não contestei o teu comentário que foi ótimo mas não acredito na entrada deste grupo na f-1.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s