Nós seremos os próximos?

Publicado: 14/10/2010 por Claudemir Freire em Artigos
Tags:, , , ,

Em termos de pista a Coréia do Sul é tudo que se fala já algum tempo na Formula 1, se vai realizar ou não, se será uma pista competitiva, se terá condições reais de curar o asfalto para que ele não se desmanche durante o fim de semana ou se será um espetáculo monumental como gostam de realizar os asiáticos.

Mas hoje Bernie Ecclestone está em Moscou para assinar um contrato para a realização de uma corrida do mundial lá nas terras russas mais precisamente na cidade de Sochi,  então sendo assim teremos 3 estreantes até o ano de 2014, são elas;  Austin nos Estados Unidos 2012, Índia 2011 e Rússia 2014 e ainda como possibilidades,  Roma e Nova York ainda sem datas definidas, mas com cenversas adiantadas, sem contar com o rumor que Londres poderia ser sede revezando com Silverstone, mas essa possibilidade é mais remota ainda mais com o novo contrato da pista ter sido de longo prazo.

Resumo dos fatos.

São 5 pistas que entrarão nos próximos anos, delas 3 já confirmadas, e apenas 20 corridas como já disse o diminuto inglês, então já está confirmado que até 2014 duas das atuais etapas devem deixar o calendário, as mais prováveis seriam China e Turquia, ambas deficitárias em público e renda para seus organizadores.

Como as pistas de Roma e Nova York dificilmente entrariam em 2012, estas ficariam para 2013, ano das mudanças mais radicais dos últimos anos no quesito mecânico, então sairiam mais duas do atual calendário, poderiam ser elas, Interlagos, Hungaroring, Monza ou Spa.

As duas mais ameaçadas são Brasil e Bélgica, a primeira tem sido motivo de reclamação a décadas e mesmo com as melhorias constantes, ainda é considerada uma das piores pistas em relação a asfalto e boxes da temporada e nesse ano sofreu duras críticas e ameaças por parte do mandatário da FOM, exigindo da prefeitura e organizadores investimentos faraônicos para a permanência no mundial, que visam arrumar esses pontos de controversia.

Outro ponto que não foi muito falado até agora é o traçado, considerado para a F1 atual muito curto e Bernie vem pedindo mudanças também nesse ponto, isso de acordo com Livio Oricchio em seu Blog, então não seria muito inteligente levar a ferro e fogo o que o jornalista disse, porém, ou outros dois problemas teriam que ser resolvidos com urgência, se não mesmo tendo contrato até 2014 uma exclusão antes disse não seria descartada ou até mesmo uma não renovação após o fim do contrato vigente.

 

Traçado de Interlagos antes do assassinato, traçado que hoje é um dos problemas com FOM.

 

Já em Spa os problemas são políticos e financeiros, os organizadores não conseguem se acertar com o governo local e a FOM cobra os tubos para realizar o evento na pista belga, o que deixa eles sem um centavo no bolso e amargando prejuízos já a um bom tempo. E apesar de ser uma das melhores pistas em todos os sentidos do campeonato e feita todas as reformas pedidas pela FIA e FOM o que deixou a pista de fora do ano de 2006, conta com a antipatia de Ecclestone para prosseguir realizando o evento.

Os outros dois casos parecem apenas ser o plano B de Ecclestone, caso pinte mais grana de Brasil e Bélgica essas seriam as ameaçadas da vez.

Então salvo algum engano ou o aumento para 22 ou 25 corridas como chegou a ser ventilado no novo pacto de concórdia de 2012, em 2014 poderemos ser os sacrificados, ainda mais por não termos um piloto forte para brigar pelo título e fazer pressão política na FOM.

E assim pode começar a derrocada da F1 em terras tupiniquins, até chegar o momento em que nem transmissão ao vivo teremos mais. Pode ser uma visão do caos, mas são fatos que devem ser levados em consideração, já que para a FOM o dinheiro prevalece sobre todas as coisas.

Pode não parecer, mas tudo isso tem nome e culpado, chama-se CBA.

comentários
  1. iDavid disse:

    Não gostei… Palhaçada do tio Bernie.
    As duas unicas pistas que ainda tem alguma graça do calendário atual.
    Noticia infeliz…

  2. fernando-ric disse:

    O traçado de interlagos é muito CURTO?

    Pensei que eles preferissem um traçado curto e mais voltas !

    • Fernando, todos os novos traçados tilke tem menos de 60 voltas e são maiores que Interlagos, Hungria e Monza, todos já com essa cara de Malasia, mas nesse ponto eu concordo com o anão do inferno, o circuito de Interlagos podia ser melhor e maior.

      Mas, rezemos para o aumento do número de corridas…

  3. Fernando Kesnault disse:

    Não dá prá entender este velho gagá:
    Primeiro pede prá desmanchar o melhor traçado que se tinha na f-1 (antiga interlagos) que tinha quase 8 kms em um espaço relativamente pequeno e onde de qualquer local que se ficasse a pessoa tinha no mínimo, 70% de visão de toda a pista. E como os brasileiros são macacos que a tudo obedece dos estrangeiros “detonaram” a pista com a ajuda do Sr.Senna egoista e agora querem um traçado maior???
    Se tivessemos dirigentes com cabeça e autoridade mandava este velho e a f-1 às favas como os USA e construiria autodromos em várias localidades de forma parceria público privado com benesses fiscais e economicas e destinava (como na vizinha Argentina) 1% de todas as vendas de veículos e outras vantagens de loterias destinados à um Fundo participativo para a melhoria do automobilismo brasileiro em vários quesitos (se bem que depois posso fazer um texto explicando como é o automobilismo argentino, já que é forte, tem bastante público e interesse comercial).
    Esquece da f-1 e mantenha contatos com categorias GTs, Turismos internacionais, Esportes Prototipos (LeMans Series) e até mesmo a IRL que serão mais úteis ao nosso automobilismo como fonte de valores, subsistencia profissional para pilotos, “staffs” e outras de forma indireta e a criaçao de novos autodromos que tanto precisamos neste imenso país. Só a Argentina tem 27 autodromos bem melhores que os nossos pobres, esquecidos e desprezados pelo público e amantes.

    • Seria ótimo um post sobre o hermanos e suas categorias.

      Sobre o brasileiro querer alçar novos voos acho complicado, o moleque que tem gasolina na veia só tem um objetivo, F1, nada mais…

      Os que por outros portos navegam ou navegaram foi por pura falta de oportunidade na F1 e não por escolha.

      E o assassinato feito em Interlagos a toque de caixa para realizar o GP Brasil, abandonado por Jacarepagua um ano antes é até compreensivo, mas existiam projetos melhores e que preservavam o traçado original, mas o prefeito de São Paulo Luiza Erundina tinha que fazer marketing, já que ela foi contra tudo e todos dentro do PT pra manter o circuito, porque os camaradas queriam fazer uma Cohab no local, destruindo o único circuito de uma cidade com mais de 4 milhões de carros. Vai entender, né.

      Mas ele foi forte e manteve o circuito e acabou optando pelo traçado atual para comercializar o marketing que o Senna traria para ela e acalmar a sanha petista, outro fato foi a falta de tempo que ele tinha pra concluir o projeto, tanto que dias antes da corrida ainda tinha maquinas pesadas trabalhando no local.

      Por esse motivo o traçado marketeiro foi o mais acertado, já que os demais seriam mais caros e demorariam mais. Então um viva ao prefeito que lutou pelo nosso Interlagos e um viva ao Senna que conseguiu fazer o que ele mais sabia, que era andar rápido e pensar pouco.

      • Alex-Ctba disse:

        Bem lembrado Claudemir, foi a Erundina junto com o Juarez Soares que era Secretário de0 Esportes dela que conseguiram trazer a F1 de volta pra São Paulo.

        Em relação a pista de Interlagos, eu já comentei antes, mas eu acho que os problemas são mais estruturais do que o traçado em si. Interlagos tem problema com o acesso, estacionamento, sala de imprensa, transito local, etc, mas o traçado curto de Interlagos tem proporcionado ótimas corridas ano após ano, regra após regra.

        Claro que poderia ser melhorado, mas vejam que tentaram melhorar a pista do Bahrein e piorou na questão da ultrapassagem.

        O que eu sinto pena foi terem mutilado o anel externo de Interlagos. Poderíamos rrealizar corridas no “oval” de Interlagos e seria uma ótima atração.

        O S do Senna que o acusam de ter sido uma obra infeliz, é um dos pontos de maior emoção do calendário, ou eu estou falando besteira?

        De qualquer forma, seria ótimo umas 25 corridas no ano. Tomara que os circuitos existentes coloquem pressão para aumentar o nº de corridas nesse futuro tenebroso que vislumbrou o post.

      • Anselmo Coyote disse:

        “O S do Senna que o acusam de ter sido uma obra infeliz, é um dos pontos de maior emoção do calendário, ou eu estou falando besteira?”

        Eu prefiro sem essa chicana em “S”.

        Abs.

      • Vitor, o de Recife disse:

        Alex, a tendência é manter o calendário com o limite de 20 corridas. As equipes são contra o aumento, reclamam muito da maratona de GPs e mesmo que a gana Bernie em arrecadar mais dindim com novas corridas, vai ser muito difícil dobrar a resistência.

  4. Joao disse:

    a CBA matou o automobilismo no Brasil, não existem mais categorias de base e os autodromos estão sendo sucateados, destruidos como jacarepagua, e CBA cria muita burrocacia contra quem quer ser piloto ou criar um evento no pais, só tem corrupção e desordem, vide a porcaria que está a “estoque” car e as sacanagens que uma certa emissora detentora dos direitos de transmisão apronta.

  5. Marcelo Brum disse:

    Se pistas lendárias como Mônaco e Silverstone já foram ameaçadas, não será Interlagos a sair ilesa. O problema é que não teremos o mesmo apelo político que ambas tiveram, especialmente Mônaco. Em um futuro próximo deveremos ficar sem a “nossa” corrida. A menos que desembolsemos o equivalente a alguns barris de petróleo da Petrobrás e façamos um novo tilkódromo – mas não podemos concordar com essa farra do dinheiro público, não é?

    Abçs!

    • Anselmo Coyote disse:

      Putz… Até que enfim alguém que não é cínico. O que se vê normalmente são alienados que quando com as burras cheias só sabe detonar o Estado (Federal, Estadual e Municipal) e pedir a sua diminuição ou mesmo extinção. E, quando a maré fica feia, correm sem a menor cerimônia para as tetas desse mesmo Estado. Basta ver na crise recente, as investidas da competentíssima iniciativa privada pra ser salva com o dinheiro público.
      Gostei do comentário. Coerente.
      Abs.

  6. wilson disse:

    esse velho gagá não morre não?
    ow cacete.

  7. Rodrigo Pedrosa disse:

    Acho que dava para aumentar um pouco o traçado usando pedaços do antigo.

  8. wilson disse:

    Jornal inglês levanta dúvida sobre baixo desempenho de Felipe Massa

    As performances de Felipe Massa desde o GP da Alemanha, quando a Ferrari mandou que ele cedesse a vitória para Fernando Alonso, têm levantado dúvidas sobre o compromisso do piloto brasileiro em ajudar seu companheiro de equipe, Fernando Alonso, vencer o campeonato de pilotos, bem como o seu futuro na Ferrari.

    Durante o fim de semana do GP do Japão, o chefe de de equipe, Stefano Domenicali, foi forçado a negar as especulações pela enésima vez que Massa já não será um piloto da Ferrari em 2011, descrevendo os rumores como “categoricamente errados”.

    No entanto, isso foi antes de Massa não conseguiu chegar ao Q3 e, em seguida bater na primeira curva da corrida em Suzuka. No paddock da Formula 1 há um forte sentimento que Massa simplesmente decidiu não ajudar Fernando Alonso após o uso de ordens de equipe pela Ferrari em Hockenheim, que lhe custou uma vitória quase certa no aniversário do seu acidente quase fatal em Hungaroring.

    Durante o jantar em Yokkaichi, onde estávamos hospedados, essa teoria foi discutida entre alguns jornalistas e posso relatar que a maioria tem a opinião de que Felipe está dando uma banana para a Ferrari. Os comentários recentes feitos pelo presidente da equipe, Luca di Montezemolo, foram considerados significativos. Antes do GP do Japão, di Montezemolo disse que esperava que “Massa tivesse grande perseverança em tirar pontos dos rivais de Alonso”, tornando claro que a equipe deve vir antes do indivíduo. Imediatamente após os eventos de domingo, ele acrescentou: “Tenho certeza que ele [Massa] vai ser a surpresa das últimas três corridas da temporada. Após esse dia ruim, ele está desesperadamente ansioso para reagir e vamos fazer de tudo para dar-lhe a possibilidade de vencer.”

    Um jornal italiano – La Razon – descreveu os comentários di Montezemolo como um “sutil, mas poderoso ultimato” a Massa.

    Mesmo Fernando Alonso está começando a participar da ação, pedindo a seu companheiro de equipe para levantar seu jogo. “O Grande Prêmio da Coreia pode ser determinante para alguns – e para mim será importante poder contar com o meu companheiro de equipe Felipe”, disse ele. “Eu sei que ele vai realmente querer compensar os dois resultados negativos que teve, e ele tem a capacidade necessária para voltar ao pódio.” Alonso tem o pódio em mente para Felipe, não a vitória.

    Está tudo configurado de maneira intrigante para as três últimas corridas. Em teoria, Massa deve ser uma das maiores armas de Alonso. Esse é o ponto das ordens de equipe (que a Ferrari não tem quaisquer restrições morais sobre o emprego). Ele “deve” tomar pontos das McLarens e Red Bulls, permitindo que Fernando o ultrapasse e segurando os outros, se necessário. Não fazer isso só vai aumentar a especulação de que ele está trilhando seu caminho para fora da Ferrari.

    Borbulhando sob a superfície é a questão do que exatamente Massa assinou quando ele renovou seu contrato no começo do verão europeu. Será que foi como segundo piloto de Alonso? Havia uma cláusula que dizia que quando a Ferrari sentir que um piloto está fora da disputa do título ela pode começar a favorecer o outro? Deveríamos ter simpatia por ele, se fosse esse o caso (afinal, ele ganha milhões da Ferrari…)? Em última análise, será que Felipe pode esperar igualdade de tratamento na Scuderia?

    Estou indeciso sobre esta última. Eu quero acreditar que a Ferrari vai permitir que os seus dois pilotos lutem até ao momento em que julgarem prudente. Eu quero acreditar que Felipe tem, portanto, uma chance de ganhar o título mundial, desde que ele comece uma temporada com força suficiente. Eu vi como a equipe reagiu após seu acidente na Hungria no ano passado. Eles realmente pareceram uma família onde Felipe era amado. Mas, no outro lado da moeda, a Ferrari tem muita história nesta área e Fernando é um dos pilotos mais cruéis da história – de modo que não me surpreenderia se ele ou a equipe já tenham armado tudo desde o início.

    Pessoalmente, acredito que Felipe vai ser um piloto da Ferrari no próximo ano. (Quem mais eles teriam? Robert Kubica está sempre sendo mencionado, mas eu não acho que ele iria querer ser o segundo de Fernando e acho que Fernando o considera muito perigoso). Eu acho que a sua motivação e confiança foram seriamente prejudicadas pelo que aconteceu em Hockenheim. Claramente, ele não está guiando bem. O argumento dos pneus – que ele não consegue fazer estes compostos Bridgestone trabalharem – pode muito bem ser verdade, mas não é bom o suficiente.

    Se Felipe não melhorar na Coreia, no entanto, ele certamente não pode deixar de dar 100% no Brasil. Ele ama Interlagos e terá o apoio da torcida, e não seria surpresa se ele chegar ao pódio. Imagine se ele for obrigado a abrir caminho para Fernando ganhar lá? Se ele aceitar não haveria um motim. Mas se ele recusar, a minha previsão para 2011 pode ser furada.

    Por Tom Carry, correspondente do jornal britânico Telegraph para a Formula 1 desde dezembro de 2008

    • Anselmo Coyote disse:

      Wilson,

      Se o Massa está mesmo boicotando a equipe e o Alonso, embora em manifesta contradição, pois disse que fez o que fez porque quis, eu vou voltar a respeitá-lo, o que não representa nada, mas vou.

      Os carcamanos que quebrem o contrato dele, como fizeram com o Kimi, e paguem-no para ficar de barriga pra cima, enquanto ele, Massa, procure uma nova equipe ou outro caminho, como fez o Piquetzinho. Na Cosa Nostra ele está acabado, é alvo de chacotas e não passa de um cavalo roncolho.

      É óbvio que é dele a maior cota de responsabilidade por esse desrespeito que está sofrendo, mas nem por isso deve aceitar a morte em vida.

      Abs.

      • Vitor, o de Recife disse:

        Hummm… se for mesmo verdade, o comportamento do Massa seria o mesmo de Juan Pablo Montoya na McLaren em 2005. Teve uma corrida (China ou Turquia, não recordo) em que ele bateu no Pizzonia, que era retardatário. O brasileiro contou que o colombiano agradeceu pela batida, pois assim não ajudaria o companheiro a ser campeão. Montoya, um piloto extremamente agressivo e espetacular na Williams, foi completamente ofuscado por Kimi Räikkönen durante os dois anos em que esteve na McLaren. No final das contas, Montoya sequer terminou a temporada com a McLaren e foi para a Nascar, onde está até hoje, feliz da vida.

      • Anselmo Coyote disse:

        Vitor,

        A imprensa internacional está culpando a Ferrari e isentando o Massa. Um é mandante e o outro o executor. Tanto um quanto o outro agiram movidos pelo tilintar do vil metal. Então não tem essa de isentar.

        Aliás, acho muito engraçado haver diferentes sistemas de pesos e medidas em função dos personagens, embora as situações sejam análogas.

        Nunca vi um piloto ser tão achincalhado quanto foi o Nelsinho. Basta lembrar que o Galvão Bueno quase teve um orgasmo ao anunciar (dar barrigada) que o Nelsinho havia sido dispensado da Renault. E depois disso, mesmo sabendo de tudo, nunca saiu em sua defesa como faz com o Massa.

        Abs.

    • Anselmo Coyote disse:

      Vitor,
      Ser superado nas pistas pelo Kimi como o foram Montoya e Massa é normal e não desmoraliza ninguém. Já o que ele está sofrendo nas mãos da Cosa Nostra, como diz meu amigo Reginaldo Pudim, é pior do que perder um parente próximo.
      Abs.

      • Vitor, o de Recife disse:

        Ué? Está sofrendo porque está sendo superado, não?

        Massa já é piloto da Ferrari por muito tempo. Sabe como a equipe funciona; não acho que ele tenha assinado um contrato de segundo piloto para 2011, mas um semelhante ao atual, que deve conter disposições do tipo “a equipe acima de tudo”, o que da margens para interpretações.

        Teria Felipe se arrependido de ter renovado o contrato? Se sim, foi tardiamente, provavelmente motivado pela repercussão negativa no Brasil e ao mesmo tempo pelas manifestações de apoio dado por torcedores e imprensa. Em todos os blogs gringos que vi, a maioria dos insiders (como James Allen e Joe Saward) condenaram a manobra da Ferrari, isentando Massa. Teve também aquelas faixas de apoio exibidas em mais de uma corrida. Talvez isso tenha mexido com o brasileiro e seja o combustível para essa suposta “revolta”. Se ele quer mesmo sair da Ferrari, está fazendo o certo. Mas se ele deseja permanecer em 2011, está montando um inferno para a próxima temporada.

  9. Allan Wiese disse:

    É uma pena quando a gente, que acompanha esse esporte com tanta paixão, precisa admitir que muitas vezes as coisas não passam de política e interesses. Bernie sempre brincou com todo mundo soltando essas declarações, desrespeitando contratos e por aí vai. Seria ótimo se um dia houvesse uma ruptura, como ameaçado ano passado, e que a categoria fosse comandada por gente apaixonada por automobilismo de verdade e que se importasse com a opinião de quem gosta do esporte.
    Mas ficar imaginando isso é ser um tanto quanto ingênuo e utópico. Então, o jeito é torcer pra que ao menos os contratos milionários ainda incluam pistas de verdade onde corridas de verdade possam ser disputadas…

    Falando de CBA: li no blog do Flávio Gomes ontém que a CBA anunciou uma nova categoria de marcas para o ano que vem. O Flávio, que corre a Classic Cup, levantou algumas questões interessantes que mostram o extremo descaso da nossa confederação com o automobilismo nacional.
    É com essas ações isoladas e de interesses que cada vez mais fica preocupante olhar para o futuro do esporte a motor no Brasil…

  10. Allan Wiese disse:

    Off topic: o mais engraçado do race edit do Japão é ver o pessoal da Red Bull segurando uma imagem do Webber pra foto oficial do time.
    O clima em Milton Keynes não deve ser dos melhores…

    • Onde está essa imagem Allan ?

      • Mari Espada disse:

        Olha aí, Boss:
        Só não entendi porque o Webber não pôde sair na foto… estranho.

      • Allan Wiese disse:

        O Webber foi embora mais cedo…

      • Vitor, o de Recife disse:

        As coisas não estão tão fáceis para o Webber como a tabela sugere. Claro, 14 pontos é uma vantagem importante, mas o australiano tem sido constantemente mais lento que o queridinho Vettel; Alonso por sua vez está em grande fase, só esperando pelos enroscos dos pilotos da Red Bull…

        Sei não, mas o que parecia uma baba pode engrossar.

    • Anselmo Coyote disse:

      Allan,
      Bacana seu off topic.
      Senhores administradores do blog,
      Seria legal se pudéssemos por legenda na foto ou mesmo balõeszinhos nos personagens para os leitores sugerir o pensamento e/ou suas falas.

      Por exemplo: tem gente aí que não está tomando red bull e sim alguma coisa que remete a cerveja. O que é que há? Para aguentar o canguru, mesmo em foto, só com uns birinights na mente?

      Abs.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s