Treinos livres da Coréia.

Publicado: 22/10/2010 por Claudemir Freire em Artigos, Notícias
Tags:, , ,

Pista escorregadia e arquibancadas vazias.

E vieram os primeiros quilometros no novíssimo circuito de Yeongam, os primeiros treinos aconteceram sem mais percalços e nada caótico veio a acontecer a não ser a tão propagada falta de aderência que custou algumas escapadas em ambos os treinos, mas fora isso tudo dentro do normal para uma pista nova.

As equipes não perderam tempo com as famosas voltas de instalação, mandaram os pilotos para pista e andaram o máximo que podiam para emborrachar e conhecer a nuances do circuito, no FP1 apenas Hamilton andou pouco, mas um pouco que lhe garantiu a ponto da tabela.

O FP2 foi muito mais movimentado, chegando ao ponto dos carros da Ferrari darem mais de 30 voltas cada, mostrando que as equipe se preocuparam em conhecer tudo e mais um pouco para tentar chegar a um acerto ideal para o treino classificatório dessa madrugada e para corrida.

Destaques para Webber e Alonso, ambos andaram fortes e o aussie foi ainda melhor, sendo mais rápido tanto com pneus duros e macios e deu a impressão que vai brigar muito para não perder a sua vantagem para os que vem atrás na tabela de classificação.

 

comentários
  1. Andy disse:

    Pô, o Senna não andou nada? Haja Playstation para ele até amanhã!

    • Mari Espada disse:

      Sem contar que a Hispania é uma vergonha, né? Tadinhos…
      Já estão na pindaíba, e ainda conseguem ser multados por esquecer de retirar o cobertor térmico de um dos pneus do carro de Yamamoto no FP2.

      Parece piada, não?

  2. wilson disse:

    meu deus do céu:
    essa hispania é que de outro mundo.

    O episódio vai entrar para a lista das trapalhadas protagonizadas pela Hispania na temporada. A equipe de Bruno Senna e Sakon Yamamoto foi multada em US$ 5 mil, ou R$ 8.480, pelos comissários do GP da Coreia do Sul, por ter liberado o japonês para a pista ainda com os cobertores térmicos nos pneus.

    Os mecânicos da esquadra de Murcia foram até à saída do pitlane barra retirar os aquecedores do carro de Yamamoto, violando o artigo 23.1 do regulamento desportivo da F1, que diz que é de responsabilidade do competidor sair com seu carro depois do pit-stop apenas quando for seguro fazê-lo. Os artigos 30.7 e 30.9, que regulam a segurança geral do evento, também foram violados pela pior equipe da categoria.

    Além da multa, a Hispania recebeu uma reprimenda após a sessão em Yeongam.

    Pelo amor de deus, pelo bem do esporte, dos pilotos, dos patrocinadores

    fechem essa coisa.
    ate equipe da gp2 é melhor que eles.
    Lastimável sob todo ponto de vista.

  3. Mari Espada disse:

    Sobre os treinos livres, só posso dizer que estou muito feliz com o Miltinho andando entre os 3 primeiros! E com a McLaren mantendo um ritmo bom.
    Estou ansiosa para o FP3 e para a classificação!!!! =D

    Só preciso cuidar da minha saúde para aguentar a maratona dessa madrugada… =/

    Go Lewis!!!

    • wilson disse:

      go lewis…….
      pro muro
      he he he he

      não, não brincadeirinha.
      na verdade para essa corrida até seria interessante ele vencer, pra dar um tchan nessa reta final de campeonato, mas com uma condição:

      webber terceiro pra trás
      vettel idem

    • Claudio Cardoso disse:

      Bom dia Mari..

      Dessa vez eu até vou torcer pro “miltinho”.

      Seria bom um otimo resultado dele, tipo um 2o lugar, com o Alonso em 1o :-)

    • Mari Espada disse:

      Olha só que maravilhosa surpresa!
      Dessa vez terei a ilustre companhia do Wilson e do Claudio na torcida pelo Miltinho! =D

      • wilson disse:

        é… mais vê se faz uma torcida legalzinha, se passar do ponto jogo outra uruca no hamilton. nas tres corridas ele teve problemas. TÔ igual aquele personagem do zorra total o zeca secapimenteira,,,,

        eu queria ter uma mclaren prateada dessas….
        he he he

  4. wilson disse:

    novidades e especulações na Indy

    Ganassi vai de Franchitti e Dixon e a Penske continua com Power e Castroneves.
    Até aí nada de novo.
    O novo é que estão estudando, estão abertas a terem um a terem um terceiro carro.

    No caso da Penske, estuda-se talvez a permanência de Ryan Briscoe.

    Na Ganassi, o negócio é diferente: o acordo com a Target, a patrocinadora principal, aponta que um terceiro carro só deve ser colocado e, e somente se, houver o mesmo nível de suporte financeiro dos de Franchitti e Dixon — para que não exista uma transferência de orçamento.

    Aí, cria-se dois cenários:

    Rahal, que estava bem perto de fechar com a Panther, e Kanaan, que está sem carro para o ano que vem.
    A Panther procura um substituto para Wheldon e apresentou um contrato a Graham. Mas o norte-americano recentemente fechou acordo com a NTB (National Tire Battery), que vai bancar sua carreira pelos próximos anos, e impôs como condição ter a empresa como patrocinadora máster. E Kanaan, como se sabe, já foi alvo da ganassi.

    • Vitor, o de Recife disse:

      Wilson, apostaria em Kanaan em um terceiro carro de alguma dessas duas equipes. No final, a saída da Andretti foi uma promoção para o brasileiro.

  5. wilson disse:

    será que é só carro de pobre que dá problema de chupeta?

    parece que não, vejam

    http://colunistas.ig.com.br/flaviogomes/2010/10/20/no-comments-198/

  6. Allan Wiese disse:

    Not to bad!

    Vamos ver como o final de semana se desenrola, mas quem sabe não temos um resultado com Woking na frente, pra por mais lenha na fogueira do comapeonato?

    Ainda é cedo, claro. Mas há esperanças…

  7. wilson disse:

    e como o mundo não é só formula um (apesar de que é uma cachaça quando se gosta, não dá de passar um dia sem ver, escrever, especular) então, aí um link para um site que mostra algumas das pontes mais bonitas do planeta (e outras nem tanto)

    http://km-stressnet.blogspot.com/2009/09/as-80-mais-belas-pontes-do-mundo-las-80.html

  8. wilson disse:

    como digo sempre, tem vida fora da formula um (e evidentemente para apreciadores de automobilismo como eu seja, rally, gt, prototipos, alms, lemans, indy, truck, stockcar, etc)

    e neste fim de semana em surfers paradise a Armor All Gold Cost

    Helio Castroneves iniciará, logo mais, a sua participação na ARMOR ALL GOLD COAST 600, prova de rua em Surfer’s Paradise, Austrália, e integrante do calendário do Válido pelo V8 Supercars Championship Series. Como a região da prova está 12 horas à frente do horário de Brasília, pelo nosso relógio o primeiro treino acontecerá ainda nesta quinta-feira, sexta-feira na Oceania. O dia será composto por quatro sessões de treinos livres.

    Helio Castroneves correrá com um Ford Falcon da equipe Wilson Security Racing, divisão da Stone Brothers Racing. A prova será disputada em dupla e o companheiro de equipe do brasileiro será o piloto australiano Tim Slade, competidor do V8 Supercars Championship Series.

    O carro da V8 Supercars que Castroneves dirigirá, possui um motor V8 de 5L, 635 cv e 7.500 RPM. O carro alcança 294 km/h e acelera de 0 a 100 km/h em 3s8. O peso do Ford Falcon é de 1.335 kg, o seu tanque tem capacidade para 120 litros de combustível E85, que é uma mistura de 85% de etanol de cana-de-açúcar e 15% de gasolina sem chumbo. Todos os carros da categoria usam pneus da Dunlop.

    Helio Castroneves é o único piloto brasileiro inscrito, ao lado dos demais convidados internacionais, que são: Alan Menu, Alex Tagliani, Andy Priaulx, Dario Franchitti, David Brabham, Fabrizio Giovanardi, Gianni Morbidelli, Jacques Villeneuve, Mika Salo, Patrick Long, Ryan Briscoe, Scott Dixon, Scott Pruett, Sebastien Bourdais, Tiago Monteiro, Will Power e Yvan Muller.

    A sexta-feira, 22, será dedicada aos treinos livres, num total de quatro sessões cronometradas de 40 minutos cada. Serão disputadas duas provas, de 300 km cada, uma no sábado e outra no domingo, 24. Ambas serão antecedidas por uma sessão de qualifying de 30 minutos e apenas no sábado haverá uma adicional, denominada Top 10 Shootout, que é uma espécie de Super Pole com os dez mais rápidos da primeira fase de classificação.

    Será a segunda experiência de Castroneves em competição longa com carros de Turismo. Antes, em 2006, havia disputado e vencido a Mil Milhas, em Interlagos, com Aston Martin DB9R ao lado de Nelson Piquet, Nelson Angelo Piquet e Christophe Bouchut. Nos Estados Unidos, ele também competiu em provas do IROC (International Race of Champions).

    estarei acompanhando com certeza no Speeeeeeeeeeeeeeeeed
    (o saco é os locutores, ainda tomo o lugar de um deles, papo sério, meu maior sonho na vida)

  9. wilson disse:

    fotos no blog do ico ref. treinos na coreia
    interessantissimas, vale a pena

    http://blog-do-ico.blogspot.com/2010/10/forro-de-cabo-rabo.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s