O melhor e o pior do último GP de 2010

Publicado: 16/11/2010 por Mari Espada em Formula1
Tags:, , , ,

É indiscutível que este fim de semana foi um dos mais emocionantes da temporada.

Já nos treinos livres tivemos uma surpresa, a McLaren andando na frente como quem dá seu último suspiro para virar a página e seguir para 2011 com o entusiasmo renovado. Esse investimento deu certo, levou seus dois pilotos, Jenson Button e Lewis Hamilton, ao podium.

E que podium maravilhoso, com a presença dos 3 últimos campeões do mundo, uma cena inesquecível.

Então o treino classificatório nos trouxe uma nova surpresa, mas não tão agradável. Mark Webber não conseguiu lutar pelas primeiras colocações. E se a corrida terminasse com a sequência do grid de largada, veríamos Fernando Alonso conquistando seu tri-campeonato.

Mas então veio uma fabulosa e agitada corrida, apesar do traçado travado de Yas Marina e das previsões de procissão. E olhando para esse imprevisível domingo, destacam-se as seguintes passagens:

O PIOR

Sem dúvida nenhuma, o pedantismo de Fernando Alonso foi o pior desse último GP de 2010.

Após passar praticamente metade da corrida tentando ultrapassar a Renault do russo Vitaly Petrov e não ter conseguido, assim terminando em sétimo lugar e perdendo o título mundial de pilotos, Fernando Alonso não poupou palavras.

Após cruzar a linha de chagada ele alinhou sua Ferrari ao lado da Renault e desandou a gritar e gesticular, mas Vitaly Petrov manteve a calma e respondeu a altura de seu dedo médio. Uma cena memorável, onde todos os justos sentiram-se representados na atitude do russo.

O MELHOR

O melhor desse fim de semana e fim de temporada foi, com certeza, a resposta ao ocorrido em Hockenheim neste ano, através do choro sincero e ensurdecedor de Sebastian Vettel, como foi lindamente retratado por Sirlan Pedrosa em seu texto “Vettel e a vitória do esporte!”.

Com garra de piloto e sem jogo de equipe, Vettel e a Red Bull foram os melhores, não apenas por ganhar a corrida e conquistar o título de pilotos e construtores de 2010, mas também por mostrar que a Fórmula 1 pode e deve sérum esporte limpo.

Um belo final para uma excelente temporada!

comentários
  1. Will disse:

    Valeu Mari, pelo que vejo a grande maioria de nós saiu de alma lavada após Abu Dhabi.

    • Mari Espada disse:

      Com certeza Will, a vitória do Vettel e a postura do Petrov honrou os torcedores que queriam ver justiça. Então a maioria de nós está de alma lavada e sorriso estampado no rosto! Eu inclusa! =)

      Só espero que isso favoreça o jogo limpo daqui para frente! E que as equipes (e o ser humano em geral) pare de tentar controlar o incontrolável! Vamos ver como será em 2011… se as coisas melhoram lá pelas bandas da Itália…

      Beijos!

  2. samuel disse:

    Melhor: sem dúvidas Vettel.

    Pior: Mark Webber, que com um carro mto superior não conseguiu se classificar bem no sábado e muito menos atacar o Alonso na corrida.

    Sei que mtos condenam a atitude do Alonso em relação ao Petrov, eu particularmente também não achei legal o ocorrido mas dou uma colher de chá pra ele pq afinal ninguém gosta de perder o campeonato e ele com certeza estava de cabeça quente, tanto que nas entrevistas pós-corrida ele diminuiu o fato e reconheceu a qualidade da pilotagem do Petrov.

    Abraços

  3. Allan Wiese disse:

    (Minha opinião vai pelos melhores momentos no site da Globo)
    Melhor: Kubica, que fez algumas ultrapassagens nessa pistinha mais ou menos…
    Pior: Ferrari, pelo erro de estratégia que não permitiu ao Alonso ser campeão. Ou, colocando em outras palavras, que permitiu a combinação de resultados necessária para o título de Vettel.

    • Mari Espada disse:

      Pois é… foi feio a Ferrari errar na estratégia!
      Quando perceberam o Webber indo para os boxes, chamaram o Alonso, sem nem mesmo calcular que o espanhol voltaria atrás do Petrov.
      Aí deu no que deu, né?

      E as ultrapassagens do Kubica realmente foram de encher os olhos!
      Eu gosto do estilo rally dele… =)

      Beijos!

    • Vitor, o de Recife disse:

      Belíssima prova do Kubica, aliás das duas Renault. Vamos ver se nessa segunda temporada o Petrov estabiliza mais suas atuações.

  4. Andy disse:

    Eu achei legal o chega-pra-lá que o Petrov fez com o carro pra cima do Alonso. Mas quem ganhou, mais do que Vettel e a Red Bull, são as pessoas “do bem”, aquelas as quais o Wilson quer mandar pro Papa canonizar. As pessoas que não furam fila no banco, que não pagam “cervejinha” pra policial, que devolvem o troco a mais que foi dado errado. A Red Bull foi santinha no campeonato? Não, mas foi devidamente punida no GP da Inglaterra, quando seu 2º piloto ganhou sem a asa dianteira nova, dada para Sebastian. Dessa vez, os bandidos se deram mal, e pagaram ainda nesse ano. Ainda bem. Já estava de saco cheio de ver o Alonso sempre se dando bem com suas canalhices e passando impune.

  5. Vitor, o de Recife disse:

    Melhor: Vettel e a Red Bull. Perfeitos, até na parada de box. Deixar Hamilton com dois carros entre o alemão foi um golpe de mestre. A corrida se definiu ali.

    Pior: Alonso e a Ferrari. Estratégia ridícula e atitude idem para o espanhol após a derrota.

  6. Alex-Ctba disse:

    O Melhor foi o Vettel sem dúvida. Ser campeão, vencendo a corrida ainda, depois de passar a temporada toda levando ferro, é pra fechar a tampa.

    Menção honrosa entre os melhores, para Kubica em mais uma corrida agressiva e consistente.

    E para o Petrov, que não quis saber de abrir passagem para o Alonso e disputou a posição com garra.

    O Pior foi o Tilkódromo. Uma pista destas decidir o campeonato mais disputado dos últimos tempos, é ridículo.

    Menção honrosa entre os piores para:

    Os estrategistas da Ferrari, que ficaram marcando o Webber e esqueceram do Rosberg e do Petrov. O Kubica só ficou na frente do Alonso, pq o mesmo empacou atrás do russo.

    Para o Alonso, que depois da temporada brilhante, tem q aprender a perder

    Para o Webber pela apatia em todo o fds

    Para o Massa pelo final de temporada melancólico

    Para o Galvão que até na última corrida do ano ainda tava dando desculpas sobre o problema de aquecimento de pneus do Massa e para isso, levou o Schumacher junto, pra dizer q o mesmo tem o mesmo estilo de guiar e por isso que tb sofreu. Ok, em parte pode até ser, mas tem muito mais do que isso em jogo, na diferença de performance entre os companheiros de Ferrari e Mercedes.

    • Vitor, o de Recife disse:

      Alex, some-se às justificativas esfarrapadas do Galvão o fato de que o Schumacher melhorou muito nas últimas provas em relação ao início do ano. Já o Massa, empacou…

      Não digo que o problema dos pneus não tenha importância; claro que foram cruciais. Mas a motivação do piloto pesa muito. Fora que, com todo o respeito ao Massa, não dá para compará-lo a um piloto com sete títulos…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s