Os 10 melhores de todos os tempos.

Publicado: 29/11/2010 por Claudemir Freire em Artigos, História da F1
Tags:, ,

Aproveitando que os motores estão se desligando mundo afora e as notícias estão ficando cada vez mais escassas o Ultrapassagem começará uma série dos 10 maiores pilotos de F1 de todos os tempos de acordo com seus colaboradores, claro que haverá discordância por nossa parte, mas mostrará como cada um vê a categoria, quais os estilos de pilotos que lhe agrada ou agradaram mais, e sim, vocês poderão dar suas opiniões e também os seus 10 mais.

Minha lista conterá apenas pilotos que vi correr, não vou ser saudosista e escrever coisas que realmente não sei se me agradariam, um exemplo seria Gilles Villeneuve, não sei se vendo ele correr o mito seria mantido para mim, talvez eu fosse comparar ele com um Kobayashi, bom piloto, agressivo e de futuro, mas não como dos 10 mais da minha lista.

Então vamos a ela, começando pelo 10º lugar.

10º – Nigel Mansell, talvez esteja na minha lista por ser o cara que mais infernizou a vida dos brasileiros na F1, primeiro Piquet e depois Senna, mas não é só essa a qualidade que o leão tinha, ele era muito rápido e conseguia tirar o máximo do carro mesmo quando o carro não era tão veloz, uma síntese do que foi o campeão de 1992 foi a curta frase do Piquet, “o idiota veloz”. Mas ele proporcionou momentos antológicos para F1 nos anos 80 e 90, fora isso ainda correu na Cart em 1993 e logo de cara foi campeão, mostrando que velocidade pura era com o inglês.

9º – Sebastian Vettel, entra na lista mais pelo futuro que lhe aguarda e não pelo que já fez, tem grandes dificuldades em ultrapassar e vencer vindo de trás, mas tem apenas 23 anos e se compararmos com outros campeões como Allan Jones, Keke Rosberg, Damon Hill, Villeneuve e Button, ele se destaca como o melhor e pode superar todos eles com sobras.

8º – Lewis Hamilton pode subir exponencialmente nessa lista, já que é um dos melhores pilotos do grid atual e sem dúvidas irá fazer parte da lista dos 10 mais de muitos jornalistas de F1, tirando os da TV Globo. Piloto rápido e corajoso, talvez um dos poucos que hoje habitam a F1 que tem “balls” para competir com as feras do passado, por isso entra na minha lista, sei que ainda lhe falta algo para melhorar e se tornar um dos maiores, talvez ajudar mais no desenvolvimento dos carros e fazer como fez o Alonso na época da McLaren, trazer os tais sete décimos para a equipe, e isso ele trará apenas com mais experiência.

7º – Kimi Raikonnen, o Ice Man deixou saudades na F1, não só pelo jeito despojado, mas também pela forma de pilotagem agressiva e cerebral, mereceu o título de 2007 e merecia também outros dois pelo menos em sua época de McLaren, mas a falta de sorte e as constantes quebras do carro lhe tiraram essa oportunidade. Se voltar a F1 e estiver motivado e por um carro bom dará trabalho aos atuais pilotos do grid.

6º – Mika Hakkinen era o famoso segundo piloto que se tornou estrela, sua aposta em permanecer numa McLaren decadente e desestruturada após as saídas da Honda e o Senna, lhe rendeu dividendos, com a chegada da Mercedes em 1995 e posteriormente Adrian Newey, aliou a sua grande capacidade de transmitir as informações para a equipe, seu talento nas pistas com a genialidade do projetista e foi bi-campeão mais que merecido em cima de Schumacher e sua Ferrari.

5º – Fernando Alonso, vou esquecer a parte humana do piloto e me ater apenas aos fatos nas pistas para colocar ele como um dos cinco melhores pilotos que já vi correr, afinal o asturiano não alia apenas velocidade e mau-caratismo, mas um conjunto que lhe dá  o título de piloto mais completo do grid atual. E apesar da perda do título desse ano, ele mostrou que sabe desenvolver um carro e ser rápido e ao mesmo tempo inteligente, merece estar no hall dos maiores da F1.

4º – Alain Prost, o professor foi o piloto mais astuto que vi correr desde a década de 80 e 90, não era o mais rápido, não era o melhor em piso molhado, mas sua Constancia e inteligência lhe renderam nada menos que 41 vitórias e quatro títulos mundiais e ele correu durante a safra de maiores pilotos que já vi em pista e bateu sistematicamente a todos, perdeu algumas, mas bateu todos, coisas que Piquet e Senna não conseguiram. É sem dúvida um dos top de todos os tempos.

3º – Ayrton Senna, eu sei que vai causar estranheza de muitos ele não estar no topo da lista, mas para mim foi um dos maiores pilotos que já vi em pista, assisti desde sua estréia em 1984 até sua morte, vi todas as vitória que o consagraram, suas poles espetaculares e seus feitos em pista, mas sempre esteve aliado a uma grande dose de sorte quando tinha carros ruins, casos de Toleman e Lotus, ou tinha uma maquina de vitórias, caso das McLaren que guiou de 1988 até 1990. Em 1991 já não tinha o melhor carro do grid e aí mostrou o quanto tinha amadurecido e no braço e na experiência levou o título daquele ano. Merece todas as honrarias de um dos mais brilhantes pilotos de todos os tempos.

2º –  Nelson Piquet em segundo lugar, afinal o piloto que aliou a velocidade, esperteza e coragem não podia ficar de fora da lista. De todos que vi correr sem dúvidas ele foi o mais completo em todos os sentidos, foi um grande acertador, rápido quando podia ser, e o melhor sacaneador da F1. Talvez por isso o desdém de muitos jornalistas que cobrem a F1, já que ele era avesso a entrevistas e preferia as mulheres e os carros, e em ambos os casos pilotou as melhores maquinas. Seus três títulos vieram com muita luta e vitórias magníficas e derrotas também, venceu em pista quase todos os grandes campeões da década de 80, perdeu nos bastidores o que seria o seu tri e posteriormente lhe daria o tetra, em 87 ganhou o tri “novamente”, mas dessa vez não ganhou nas pistas, ganhou nos boxes, ganhou na raça o titulo perdido em 86. Ele merece estar entre os melhores sem dúvidas.

1º – Michael Schumacher, vou apenas dizer que o piloto que ganhou sete títulos, é recordista de vitórias e poles não pode ser relegado ao posto de segundo ou terceiro, tem que ser o primeiro, podem dizer de suas condutas duvidosas, seus problemas com parceiros de equipe, mas ele é o melhor, não há como negar.

Anúncios
comentários
  1. Fernando Kesnault disse:

    Se não colocas pilotos de outras épocas o título do teu “post” já furou e deveria ser “os 10 melhores que vi correr” ai sim, eu daria mão à palmatória…

    • Serão listas pessoais Fernando, todos os colaboradores irão fazer a sua, então não há uma metodologia ou critério para as escolhas, eu preferi me ater a pilotos que vi correndo e que fazem parte da minha história assistindo F1.

      Então, dê a sua lista, o post convida pra isso, não há critérios, apenas sua paixão por cada piloto que viu ou leu sobre suas histórias.

    • Andy disse:

      Concordo com o Fernando. Lista sem Fangio nem merece ser lida. E se for para considerar hipóteses, coloca o Kobayashi também.

  2. Daniel Lima disse:

    Discordo de quase tudo da lista e justificativas.
    To sem tempo agora,mas a noite volto pra comentar o pq.

  3. Andy disse:

    Hamilton, dentre os 10 melhores? PelamordeDeus! O cara amarela nas finais do campeonato e ganhou um graças aos erros da Ferrari e do Massa. Provou esse ano novamente que quando chega nas últimas etapas, treme nas bases. Enquanto ele não resolver esse problema, entra, no máximo, no meu top 20.

  4. Listas são listas, essa foi feita pela Autosport com seus reporteres e colabordores, na minha visão há várias incongruências, mesmo relatando os 60 anos de F1.

    1 – Ayrton Senna (BRA)
    2 – Michael Schumacher (ALE)
    3 – Juan Manuel Fangio (ARG)
    4 – Alain Prost (FRA)
    5 – Jim Clark (ING)
    6 – Jackie Stewart (ESC)
    7 – Niki Lauda (AUT)
    8 – Stirling Moss (ING)
    9 – Fernando Alonso (ESP)
    10 – Gilles Villeneuve (CAN)
    11 – Nigel Mansell (ING)
    12 – Emerson Fittipaldi (BRA)
    13 – Nelson Piquet (BRA)
    14 – Jochen Rindt (AUT)
    15 – Mika Hakkinen (FIN)
    16 – Alberto Ascari (ITA)
    17 – Lewis Hamilton (ING)
    18 – Jack Brabham (AUS)
    19 – Ronnie Peterson (SUE)
    20 – Mario Andretti (EUA)

    Mansell na frente de Piquet, Emesrson e Hakkinen está correto e Alonso mais a frente ainda, será que ele é melhor que todos que estão atrás dele?

    Fazer uma lista nostálgica, colocando pilotos que ninguém aqui viu correr é fácil, pega o número de títulos e preferências e a lista está pronta, nem precisa justificar.

    Alguém aqui viu di Steffano jogar? Dizem que ele era melhor que Maradona, mas será que era mesmo?

    Alguém sabe quem é Mike Hawthorn, viu o que ele fez?

    Então amigos, listas são listas, ainda mais essas que irão suceder a minha, cada um pode fazer a sua metodologia e colocar qualquer piloto, isso é opinião pessoal, não será a verdade para todos.

    Sendo assim dêem suas listas.

    • Fernando Kesnault disse:

      Sobre Mike Hawthorn basta ler livros, fatos e do genero sobre este e outros pilotos o que não se pode é desvalorizar os antigos pilotos porque não se tem uma biblioteca mais ampla sobre eles em detrimento dos de hoje em dia.

      • Não o desvalorizei, apenas citei um nome, nome de um campeão que quase ninguém conhece, nem viu correr e isso acontece em todos os esportes.
        Por isso citei di Steffano, poderia citar também Evaristo de Macedo como jogador, e muitos outros.

        O fato de não te-los vistos não desvaloriza suas vitórias, mas analisar apenas por livros, números e preferência é muito mais complicado.

  5. Fernando Kesnault disse:

    Não dá prá relacionar de acordo com um criterio justo (por leitura dos feitos, vivencia e tudo mais): Imaginem Rudolf Caracciola, Ahcile Varzi, Tazio Nuvolari, Alberto Ascari, Berndt Rosemeyer, Juan Manuel Fangio, Stirling Moss, Pedro Rodriguez, Jo Siffert, A.J.Foyt, Mario Andretti, Jim Clark, Emerson Fiitipaldi, Nelson Piquet, Alain Prost, François Cevert, Jackie Stewart, Jacky Ickx, Ronnie Peterson, Gilles Villeneuve, Rene Arnoux, Henri Pescarolo, Jimmy Johnson, Sebastien Loeb, Airton Senna, Michael Schumacher, Fernando Alonso, Jack Brabhan, etc., etc., …SERIA INJUSTO COM MUITOS, DEPENDE DE QUE CATEGORIA, TECNICA, DE BRAÇO, E outros CRITERIOS….NÃO DÁ…

  6. Fernando Kesnault disse:

    Mansell à frente de Emerson?? Já furou..era um grosso e burro, tinha pé pesado e um ótimo carro, tá na frente porque é ingles com certeza…viu?? Não dá prá fazer um rol justo e criterioso, teria que se formular algo que cometesse menos injustiça….agora colocar Vettel, Hamilton e Hakinen entre os 10 melhores é DOSE……

    • Você agora entendeu, mas novamente errou num aspecto.

      A lista é a minha, minha lista não pretende agradar, usar critérios ou ser justa, ela está descrita apenas como minha.

      Por isso nem perdi meu tempo analisando pilotos que eu não vi correr e alem do mais não fui nostalgista, só porque o passado parece ser mais bonito e mais legal, o presente também tem seus valores e dentre eles Hamilton, Vettel e Hakkinen são valorosos, pelo menos para mim.

      O passado é passado, com ele aprendemos e nos tornamos melhores, mas viver nele, da forma que ele se apresentava é atrazo de vida, reconhecer que o presente é sempre bem vindo e dele tiramos as lições mais valorosas é o que nos faz fortes. Não querer reconhecer isso, não querer reconhecer que no presente existem coisas boas é estupidez.

      • Fernando Kesnault disse:

        Claudemir quem está desvalorizando o presente?? Se tem mais coisas ruins que antes todos devem concordar, tanto na vida qto. na f-1, mas nas nossas vidas muita coisa melhorou e como, saber conciliar o passado com o presente é motivo de ser sã, por quê?? Porque se esquecermos do passado cairemos nos mesmos erros do passado com relação à guerras, doenças, politicas erradas,, etc. olhar para o passado é se preocupar com o presente e o futuro, com muito consenso e respeito a tudo que nos rodeia para tirar o que é bom e o que é ruim..

  7. Sari disse:

    Gostei da lista e das justificativas.
    Há coerência.

  8. Luiz disse:

    Quanta gente esquecida! Mas devo parabenizá-lo pela coragem de tirar Senna do topo, que aliás, a Globo ajudou-o muito a chegar lá.

    • Nick Mason disse:

      Discordo. A Globo se restringe ao Brasil, a F1 está no mundo todo. O que fez o Senna chegar ao topo foi a sua morte.
      Até na Globo, inclusive, o Senna antes de sua morte era motivo de chacotas as vezes, mostrando o Prost como melhor piloto, vide os cartoons exibidos no Fantástico aquela época, onde mostravam o Prost de Professor e o Senna seu aluno. Durante as transmissões sim o negócio era diferente, já que o Galvão Bueno era amigo íntimo do Senna.

      • Roberto Risadinha disse:

        Eu me lembro dos cartoons. O Prost era o Professor Narigudinho na voz do Fernando Vanucci. O Prost era um piloto espetacular. Não tinha o arrojo do Senna e nunca ia ao limite. Mas era muuuuuito mais técnico que ele e tanto quanto o Piquet!

        Só não concordo em colocar o Senna no topo por causa de sua morte. Aliás, acho que nunca existiu e nunca existirá um “melhor” piloto. Mas é muito mais difícil pilotar um carro de câmbio manual e direção mecânica do que um computador de 4 rodas. E também ganhar corridas na pista, e não nos boxes, certo Schumacher?

      • Luiz disse:

        Falaram, falaram, e não disseram nada.

  9. Ron Groo disse:

    Claudemir, Eu colocaria o Nigel mais acima, afinal era o “idiota mais rápido o mundo”.

    Mas… Onde estão Jim Clarck, Fangio, Emerson? Com excessão de Senna, Piquet e Schumacher, nenhum dos outros estavam no nível deles.

    • Groo, coloquei apenas os que vi correndo.

      Esses outros são grandes pilotos e merecem estar em listas pelo mundo afora, mas queria fazer uma apenas dos pilotos que eu vi correndo.

      Exemplo, o Lauda que vi sendo campeão na década de 80 ficou de fora, porque não vi suas performances na década de 70.

    • Roberto Risadinha disse:

      O Schumacher que ganhou 7 títulos de ninguém é fantástico. O Prost que ganhou 4 sobre Senna, Piquet, Mansell não?

    • Tomás Motta disse:

      Esse Ron é uma figura. No dia 14/10, no post “O ás canadense, a lenda e o filho”…, ele me respondeu:

      “O que você sabe sobre Keke? E sobre Villeneuve filho? Você os viu correr? Conclusão besta? Acorda menino, eu vi, não li na net.”

      Bem, mas pelo que eu sei, Groo não viu correr Clark, Emerson e muito menos Fangio. Mas peraí… Da onde ele tirou essas conclusões se não os viu correr?

      Claudemir no entanto foi bem mais claro, pois colocou os que viu correr. Agora ele não, pois esses 3 Ron não viu nas pistas domingo de manhã. Quer dizer que ele tem que acordar, ou eu estou louco e só ele pode falar de pilotos que não viu correr.

  10. Daniel Machado disse:

    Certamente, a lista deve ser sempre feita pelos que você viu correndo. Infelizmente, eu era pequeno demais e nem nasci a tempo de ver Piquet e Senna correndo, mas peguei ainda sim uma boa época. Sua lista está ótima, e feita pelos que você viu correndo, esta certinha. Claro que eu trocaria uma posição de algum piloto ou outro, mas beleza. E aliás, mesmo que se discorde, tem que se respeitar a lista feita. Abraço!

  11. Mari Espada disse:

    “…irá fazer parte da lista dos 10 mais de muitos jornalistas de F1, tirando os da TV Globo.”

    Hahaha, pior que é verdade!
    Culpa de 2008, da briga pelo título com o queridinho do Galvão, Felipe Massa.

    Beijos, e saudades de ler, comentar e escrever mais por aqui… logo logo eu volto!!!! =)

  12. Roberto Risadinha disse:

    Putz, numa época em que corriam Lauda, Senna, Piquet, Mansell, Rosberg o cara me coloca o Prost em 4º…minha nossa!

    O Schumacher ganhou de quem os títulos? Do Hill, do Coulthard, do Montoya, do Barrichello, de ninguém? Não se esqueça que ele perdeu 2 títulos para o Hakkinen, um para o Hill, um para o Villeneuve e 2 para o Alonso.

    Péssima lista…Vettel??? Quem é Vettel? Raikonnen? Hamilton?

  13. Tomás Motta disse:

    Well, well.. Polêmicas em listas é algo bem comum..

    Porém, concordo com o Risadinha, Schumacher ganhou 5 títulos com um carro muito melhor e com rivais que não chegavam a sua altura (claro que quando um piloto é campeão os outros não foram melhores de fato, enfim). Mas ganhou, venceu, 5 vezes seguidas.

    Estão faltando nessa lista: Niki Lauda, Jackie Stewart, e Jim Clark. Sendo que eu tiraria Hamilton (ótimo piloto, tenho certeza que estará no meu Top 10 daqui a alguns anos), Vettel (outra estrela jovem, mas que ainda precisa aprender para estar no Top 10) e Raikkonen, simplesmente um piloto que apesar de rápido, não me convence para estar ali.

    Seguindo o exemplo dos 10 melhores da década, vou pelo número de títulos e sucessivamente, e em cada piloto as colocações até o quinto lugar em campeonatos. Na subdivisão, valem as vitórias. Não passam de estatísticas, frias e calculistas, mas valem como curiosidade:

    1. Michael Schumacher, 7 títulos, 2 vice-campeonatos, 3 terceiros lugares, 1 quarto lugar e 1 quinto lugar. (91 vitórias)
    2. Juan Manuel Fangio, 5 títulos e 2 vice-campeonatos. (24 vitórias)
    3. Alain Prost, 4 títulos, 4 vice-campeonatos, 2 quartos lugares e 2 quintos lugares. (51 vitórias)
    4. Ayrton Senna, 3 títulos, 2 vice-campeonatos, 1 terceiro lugar e 3 quartos lugares. (41 vitórias)
    5. Jackie Stewart, 3 títulos, 2 vice-campeonatos, 1 terceiro lugar e 1 quinto lugar. (27 vitórias)
    6. Niki Lauda, 3 títulos, 1 vice-campeonato, 2 quartos lugares, e 1 quinto lugar. (25 vitórias)
    7. Nelson Piquet, 3 títulos, 1 vice-campeonato, 2 terceiros lugares e 1 quinto lugar. (23 vitórias)
    8. Fernando Alonso, 2 títulos, 1 vice-campeonato, 1 terceiro lugar, 1 quarto lugar e 1 quinto lugar. (26 vitórias)
    9. Jim Clark, 2 títulos, 1 vice-campeonato e 2 terceiro lugares. (25 vitórias)
    10. Mika Hakkinen, 2 títulos, 1 vice-campeonato, 1 quarto lugar e 2 quintos lugares. (20 vitórias)

  14. Marcelo Brum disse:

    Olha, é muito difícil falar em “melhores de todos os tempos”. Entendo o seu lado, Claudemir, e acho que a sua lista está bem plausível com alguns ajustes, mas concordo com quem diz que é difícil estabelecer algum critério, pois foram épocas diferentes e cada um, ao seu estilo, enfrentou e venceu os melhores de sua época.

    Eu vou contribuir com uma lista que define os dez maiores, na minha visão, mas podem não ser os dez melhores. E também, propositadamente, não vou enumerá-la para não desmerecer nenhum deles. Estes são os que mais gosto:

    Nelson Piquet – o que mais me marcou, por seu arrojo aliado à técnica. Era uma grande figura.
    Ayrton Senna – pela sua paixão pelo automobilismo e pela auto-estima que deu ao povo brasileiro.
    Alain Prost – pela sua técnica refinada e pela elegância no plotar.
    Nigel Mansell – pelo estilo combativo que tanto me prendeu a atenção.
    Niki Lauda – por toda a sua história de superação de obstáculos e por sua maestria.
    Émerson Fittipaldi – foi um grande campeão na F1 e tempos mais tarde abriu caminho também na indy.
    Fernando Alonso – pelo domínio que tem dos equipamentos e a pilotagem técnica.
    Michael Schumacher – confesso que prefiro o Schumacher da Benetton; rapidez e técnica em um só.
    Mika Hakkinen – este finlandês era muito rápido.
    Mario Andretti – também foi campeão na F1 e na Indy

    E olha que para entrar em uma galeria dessas não é qualquer um. É realmente difícil esabelecer um top 10. Tem tanta gente boa que fica difícil.

    • Vitor, o de Recife disse:

      É mesmo muito complicado, Marcelo. Eu, por exemplo, ainda acrescentaria além dos que você citou o Raikkonen, pelo piloto que era na McLaren e pela personalidade totalmente deslocada ao tempo em que correu. Era um piloto na acepção literal da palavra. Ainda poderíamos acrescentar outros que (pelo menos eu) não vimos correr: Fangio, Clark, Stewart…

      Mas o Claudemir frisou bem, foi a lista dos que ELE viu correr, então podemos discordar, mas é a opinião dele. Talvez seja o título que esteja promovendo mais polêmica do que o devido.

      Abraço.

      • Alex-Ctba disse:

        Realmente Vítor, o Claudemir deveria colocar o título como ” Os 10 melhores que EU vi correr” para ser a lista “de todos os tempos” “, não poderia ficar de fora, Fangio, Clark, Stewart, Lauda… ou fazer como os Titãs ” Os 10 melhores de todos os tempos que eu vi correr” rsrs

  15. Maurício disse:

    Se não houver uma análise de toda a história da f1, não vale apena. Mesmo assim, vejo esse top 10 como uma furada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s