Balburdias de Luca di Montezemolo.

Publicado: 17/12/2010 por Claudemir Freire em Artigos, Notícias
Tags:, , , , ,

Fala Montezemolo, abra seu peito, conte-nos tudo que te aflige, vai menino, desembucha trem!

Nessa época de parcas notícias Luca di Montezemolo sempre nos brinda com suas entrevistas, onde fala tanta bobagem como coisas sérias, mas esse ano ele anda se superando na quantidade e falta de qualidade. Vou então pinçar algumas frases dessa semana que está acabando.

Os pilotos terão igualdade em 2011.

“Se achar que um dos meus pilotos não estiver em condições de vencer o campeonato, então eu vou mudar. Quero dois pilotos em condições de vencer”, ratificou o dirigente italiano, que justificou a postura. “Não quero ter uma pessoa frustrada desde a primeira corrida, por saber que tem menos força. Além disso, as corridas são muito imprevisíveis”.

2002, uma odesséia que nunca acaba.

Por fim, o dirigente máximo da equipe italiana admitiu que, depois de mais de oito anos, que a ordem de equipe da Ferrari para Rubens Barrichello deixar Michael Schumacher passar e assim, vencer o GP da Áustria de 2002, foi equivocada. “Para mim, foi um erro, porque estava muito cedo, talvez, mas era nosso espírito em termos de equipe, ganhamos juntos e perdemos juntos”. Naquela temporada, o alemão faturou o título — o quinto de seus sete Mundiais — com seis provas de antecipação e 77 pontos de vantagem para o brasileiro.

Vexame da Alemanha 2010 nas palavras do dirigente.

Montezemolo admitiu pela primeira vez o exagero do jogo de equipe em 2002, inocentando Alonso pelo incidente com Massa no GP da Alemanha do ano passado.

“Acho que fomos muito longe naquela temporada, mas não foi o caso na Alemanha. Fernando era mais veloz que Felipe. O que não seria certo era se isso tivesse acontecido no começo do ano. Para 2011, tudo está igual de novo. Quero dois pilotos lutando pelo campeonato, não alguém frustrado na primeira prova. Na segunda metade do ano, abriremos a mente e entenderemos o que será preciso”, resumiu.

Quem correu em 2010 na Ferrari não foi o Felipe Massa e ele é nota 7.

“Num certo momento da temporada, Felipe se encheu e mandou seu irmão [para o seu lugar]”, disse Montezemolo na segunda-feira (13) à ‘Reuters’, repetindo a brincadeira que já tinha feito em 2009 com Kimi Raikkonen. “Por isso, Felipe recebe nota 7. Para Alonso, em sua primeira temporada na Ferrari, eu dou  9,5. Mas, infelizmente, ele não ganhou”, completou o italiano.

Terceiro carro para 2013 seria administrado pela Penske ou Ganassi e critíca atuais nanicas.

“Estamos determinados na questão do terceiro carro. Seria bom ver uma terceira Ferrari alinhada [no grid] provavelmente por uma equipe norte-americana. Estou pensando em uma equipe como a Ganassi ou a Penske”, afirmou o presidente da Ferrari. “Você não acha que seria bom ver uma equipe como a Penske ou a Ganassi posicionar uma Ferrari com um piloto norte-americano?”, indagou o dirigente

Luca fez uma crítica velada às equipes pequenas da F1, que padecem de competitividade por conta da falta de recursos financeiros, como por exemplo, o que aconteceu com a Hispania nesta temporada. “Se uma equipe não tem dinheiro para estar na F1, eles podem ir para a GP2”.

Motores Turbo de 2013 é retrocesso para Ferrari.

O italiano afirmou que a tradição da Ferrari será quebrada com o novo regulamento, uma vez que a fabricante jamais desenvolveu um propulsor nos moldes do que deseja a FIA para 2013. “Não faz sentido que passemos a fabricar motores de quatro cilindros ao invés de oito. A Ferrari nunca fará um carro de rua com [motor] de quatro cilindros”, esbravejou Luca.

Seguindo a saga dos motores, ele acha que serão mais caros que os atuais V8.

Ao contrário do que objetiva a nova regra dos motores, Montezemolo acredita que os custos da categoria, ao invés de caírem, vão aumentar. “Querem reduzir os gastos, e o que fazem é encarecer [a F1], quando mudam o regulamento. Isso é a F1, e deveria ser a vanguarda do desenvolvimento tecnológico”, lamentou o presidente da Ferrari.

Críticas a Bernie Ecclestone.

Em entrevista ao jornal inglês “Daily Telegraph”, Montezemolo afirmou que a F-1 é uma prisão para as equipes. “Estamos em uma encruzilhada. Temos a F-1 em nossos corações e mentes, mas não queremos estar em uma prisão”, comentou, apontando até a substituição de Ecclestone como solução.

Novamente uma cisão da categoria em pauta.

“No fim, podemos sempre encontrar um promotor diferente. No fim do dia, percebemos que este negócio não é tão complicado”, explica o dirigente, que aponta dois caminhos para a F-1: o do status quo, com “donos”, como Ecclestone, ou um modelo usado pela NBA, com as equipes organizando o esporte.

Vocês vão ter que me engolir!

“Tenho um anúncio importante a fazer. Estou começando minha própria festa! Falando sério, conversei com a família Ferrari e posso dizer que meu futuro é aqui. O trabalho é minha vida e permanecerá desta forma”, encerrou.

Anúncios
comentários
  1. Alex-Ctba disse:

    Olha, para ser sincero, pela coletânea de frases do LDM, acho que ele não falou muitas besteiras não. A Ferrari deu condições iguais aos pilotos no início da temporada, mas logo percebeu que o Massa não iria conseguir ter o mesmo desempenho do Alonso e fez a caca na Alemanha, afinal de contas é o “modo Ferrari de agir”.

    2011 começa tudo de novo, e se o Massa continuar tomando pau do Alonso, vai virar escudeiro de novamente, não tenham dúvidas.

    A questão dos motores, tb é verdade, sob o ponto de vista da Ferrari. Talvez esteja fora da realidade da Ferrari, fazer carros com motor de quatro cilindros. Não sei, isso é uma questão muito complexa e envolve planejamento a longo prazo, mas atualmente não rola Ferraris V4

    A bronca contra o velho Bernie tb é antiga e coerente

    • Claudio Cardoso disse:

      Estou contigo e nao abro..

      Pode dizer onde esta o monte de besteira ?

      Mudar para motores turbo, onde a formula 1 nao usa a “seculos” por acaso nao é Aumentar os Custos ?

      Arrumar um outro Prometer é Impossivel ? So o Bernie sabe fazer isso ?
      O interessante é que todo mundo passa o ano inteiro aqui metendo o pau no Bernie, quando alguem fala que é possivel fazer sem ele, colocam a frase taxada de festival de besteirol.

      O quem tem de errado ele continuar na Ferrari ?

      • Quem ganha mais dinheiro na F1 atual?

        Ferrari.

        O que ele quer com essa frase?

        Mais dinheiro, apenas isso, só está fazendo onda para ganhar mais na divisão do bolo. E todos sabemos que até 2012 nada vai acontecer de fato, então ele só esta fazendo o que ele bem sabe fazer.

  2. Mari Espada disse:

    Só pra completar, mais uma frase “tragi-cômica”:

    “É claro que na segunda metade da temporada, nós teremos que nos preparar de uma maneira diferente, mas na primeira parte, o interesse da equipe é deixar os dois pilotos nas melhores condições”

    Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, sobre o tratamento a Massa e Alonso em 2011

    • Claudio Cardoso disse:

      Oi Mari .

      O que esta errado na frase ?

      nao consegui entender.

      • Mari Espada disse:

        Oi Cláudio, tudo bem?

        O que há de errado é:
        “na primeira parte, o interesse da equipe é deixar os dois pilotos nas melhores condições”
        Me engana que eu gosto… rola jogo de equipe desde a primeira curva no primeiro GP do ano!

        Beijos!

  3. Mari Espada disse:

    E seguindo a lógica… você viram a entrevista do Alonso?
    Tem que ler em tom de piada, para não ficar com raiva, viu? Os ferraristas que me desculpem… =)

    “Desde que sou piloto da Ferrari, a cada manhã, quando me levanto, coloco um sorriso na cara. Me olho no espelho e dou um sorriso. Sou parte desta equipe”, conta Alonso, que diz ver na Ferrari um reflexo dele mesmo.

    Com certeza Alonso e Ferrari se merecem…

    “Uma religião, um modo de vida, uma honra. Creio que encontrei aqui os valores que sempre tive: determinação, profissionalismo e uma equipe muito feliz”, continua o piloto, que diz não se queixar da falta de popularidade e usa um exemplo da NBA para mostrar sua indiferença.

    Encontrou os valores que sempre teve? Ou a falta deles???

    “Quando você faz algo bem e, ainda por cima, tem sucesso, por qualquer razão, as pessoas não gostam. No entanto, quando você termina em 18º, é um cara legal. Então quero ser ruim no futuro”, completa, em tom de brincadeira.

    No futuro? E dá para ser uma pessoa pior ainda???

    Admito que tomei as dores do Massinha nos comentários, tá? Hehehe. =)

    • Claudio Cardoso disse:

      Quando você faz algo bem e, ainda por cima, tem sucesso, por qualquer razão, as pessoas não gostam. No entanto, quando você termina em 18º, é um cara legal.

      Mari.

      Essa frase é perfeita, e infelizmente é a mais pura verdade.

  4. samuel disse:

    balbúrdia
    s. f.
    1. Confusão, desordem.
    2. Barulho, ruído.

    Sério, li e reli o post, e tirando a parte que Montezemolo fala que os motores vão ficar mais caros, o que eu não sei se é verdade ou mentira afinal não sou técnico no assunto, não vi um ponto de balbúrdia nas palavras dele.

    Que esse blog seja pró Mclaren e contra Ferrari eu não me importo, estão num direito seu e é até divertido em certos pontos. Condenar jogo de equipe que aconteceu em 2010 com todas as forças e fingir que não viram que aconteceu o mesmo com o Kovalainen em 2008 é engraçado pacas (procuro até hoje um post ou um singelo comentário seus nos finados blogs que antecederam este e não acho nada). Negar que fazem isso mais por patriotismo do que por senso de justiça é mais divertido ainda.

    Entretanto, essa forçação de barra com a entrevista de Montezemolo (pelo qual não tenho simpatia alguma), tentando demonizá-lo, já está ficando meio vergonhosa pra vocês. Tenho certeza que existem outros pontos bem mais fortes e reais pra vocês baterem nele ou na Ferrari, não baixemos o nível tanto, o blog e seus leitores merece mais, vocês possuem uma audiência bastante refinada e apaixonada pela categoria.

    Não insultem nossa inteligência com posts desse tipo apenas por mágoas ou paixões pessoais, os leitores racionais agradecem.

    Abraços!

    • Claudio Cardoso disse:

      Aplausos !!!!

      Sinceramente tirando a parte que o Montezemolo fala sobre o jogo de equipe (repetindo o que eu sempre falei achar correto, afinal é EQUIPE FERRARI, e nao Equipe Massa, Alonso, Hamilton, Webber), onde alguns podem se sentir ofendidos, nao vi absolutamente nada de mais nas outras frases.

      • Mari Espada disse:

        Samuel… take it easy!

        Apesar de sermos autores do blog, com torcidas e paixões particulares, esse texto do Claudemir foi apenas informativo! Não é contra-Ferrari muito menos pró-McLaren, é apenas um apanhado de frases do velhote ferrarista!
        Se quiser achincalhar alguém vá aos meus posts com aquele aviso de “puxasaquismo”, sabe? Lá você pode se divertir falando mal da minha paixão pela McLaren, hehehe! =P

        Olha, e eu poderia distorcer o post para um outro lado… reclamando que o Ultrapassagem está muito Ferrarista, pois está lançando frases do Montezemolo e nem coloca nada dos meus inglesinhos amados. Eita preconceito, hahaha! =P

        Meninos, bom fim de semana para todos!!!

    • Entretanto, essa forçação de barra com a entrevista de Montezemolo (pelo qual não tenho simpatia alguma), tentando demonizá-lo, já está ficando meio vergonhosa pra vocês. Tenho certeza que existem outros pontos bem mais fortes e reais pra vocês baterem nele ou na Ferrari, não baixemos o nível tanto, o blog e seus leitores merece mais, vocês possuem uma audiência bastante refinada e apaixonada pela categoria.

      Ok, fale diretamente com o Montezemolo, afinal nenhuma palavra descrita no texto foi mudada nas entrevistas que ele sempre dá ao fim de uma temporada. Entrevistas que ele sempre concede apenas para polemizar e deixar a equipe em que ele preside em evidência, veja nos arquivos de sites que você é acostumado a acessar.

      Agora não insulte a inteligência dos autores do blog, todos eles se esmeram em fazer um bom trabalho, com dedicação e amor para que todos possam apreciar textos e idéias diferentes, com sua opinião meramente maldosa, porque aqui somos torcedores como qualquer um, mas como você temos nossas diferenças, torcemos para equipes diferentes e ao mesmo tempo não gostamos de outras.
      Vou falar por mim, não sou torcedor da Mclaren, nunca fui, nem mesmo na época do Senna, não torço para a Ferrari e não sou fã do modus operandis dela, o que faz piorar ainda mais com tempo. Torço para a Williams, mas também de uns anos para cá, e estou falando de 87, não 2004, tenho cada vez menos apreço pela equipe, me reservo então a torcer por pilotos, como Kimi, Mika, Schumacher, Vettel e Hamilton.

      Então esses posts que você procura aqui estão diluidos nos mais de 300 que publicamos nesse curto espaço de vida, e os comentários que você procurou e não achou também devem estar neles, mas talvez com outros olhares e perspectivas.

      Talvez essa maldade e vergonha que você enumera esteja no seu modo de ver as coisas porque todas as frases e aspectos do texto foram ditos pelo próprio Motezemolo durante a semana, o que considero apenas para implantar desordem, confusão ou fazer barulho por nada.

      Sobre os motores ele tem razão num primeiro instante, porém todas as montadoras tendem a usar o sistema TDI nos futuros propulsores e aí usam a F1 com o propósito de laboratório e saem ganhando mais do que perdendo, e mais para frente os motores serão parte mais barata devido a massificação da construção.
      Agora o que está afetando o falastrão Montezemolo é o fato da Ferrari não usar motores V4 de 1.6L turbo e sim V8 e V10 e eles usaram a F1 como laboratório para o desenvolvimento dos propulsores atuais dos carros de rua e como existe a mítica em cima dos roncos dos motores de Maranello ele não terá a mesma serventia de desenvolvimento na F1, mas aí é problema dele.

      Veja que a VW já se interessou no anuncio e como ela ainda tem Peugeot-Citroen e algumas outras montadoras que já usam o TDI de 1.6L ou 1.5L turbo que podem ingressar na F1 para desenvover mais ainda seus motores “verdes”.

      • Mari Espada disse:

        Kimi, Mika e Hamilton?
        Ah, então você é do “meu time” e nunca admitiu… =D
        Daqui a pouco aparece com uma camiseta de Woking. Hehehe! =P

        Bom fim de semana, Boss!

      • samuel disse:

        “Ok, fale diretamente com o Montezemolo, afinal nenhuma palavra descrita no texto foi mudada nas entrevistas que ele sempre dá ao fim de uma temporada. Entrevistas que ele sempre concede apenas para polemizar e deixar a equipe em que ele preside em evidência, veja nos arquivos de sites que você é acostumado a acessar.”

        Montezemolo respondeu apenas ao que foi perguntado, releia as repostas dele e se pense como presidente de uma equipe de F1 e procure novamente alguma balbúrdia em suas palavras.

        “Agora não insulte a inteligência dos autores do blog, todos eles se esmeram em fazer um bom trabalho, com dedicação e amor para que todos possam apreciar textos e idéias diferentes, com sua opinião meramente maldosa, porque aqui somos torcedores como qualquer um, mas como você temos nossas diferenças, torcemos para equipes diferentes e ao mesmo tempo não gostamos de outras.”

        Não estou insultando sua inteligência Claudemir, admiro muito teu trabalho aqui no blog, mas nesse post em específico tu tenta desmerecer a entrevista do Montezemolo gratuitamente e sem razão ou embasamento algum, alegando que ele fala “bobagens e se superando na falta de qualidade”. Não consigo ver motivo para isso além do teu desgosto pela Ferrari, que é um direito teu. Mas se for para atingi-la e expo-la ao teu público, aposto que com tua capacidade tu consegue motivos bem melhores ao invés de ficar nessa depreciação por questões pessoais e passionais, fugindo totalmente da razão e da boa informação.

        Por fim, entendo que se existe alguma balbúrdia no texto, no sentido de tentar chamar atenção ou “fazer barulho por nada”, está no título do teu post.

        Abraços!

      • Aí é que está a grande questão Samuel.

        Ele não falou isso em uma entrevista e sim em várias durante o período de uma semana, por isso disse que ele quis apenas chamar a atenção da mídia e nada mais. Porque muita coisa que ele falou nessas entrevistas são balelas e nada mais.

        Veja:

        3º carro em 2012. A vá, ainda com uma equipe americana tocando o bote, brincadeira, nem a Penske nem a Ganassi tem grana para colocar na F1, ainda mais os valores de uma Ferrari. Isso foi pra chamar a atenção do mercado americano.

        Motores Turbo (claro isso afeta diretamente o desenolvimento dos carros de rua da marca) Ele ia dizer algo, já que vai perder seu laboratório mais avançado.

        Divisão do dinheiro com a FOM (todo ano ele fala isso), isso é um recado de que eles querem mais dinheiro, e claro, ele não fala que tem um acordo especial com a FOM nessa hora.

        Críticas ao Massa, fazendo piada. Era necessário fazer isso?

        Voltar a tona os assuntos de 2002 e 2010, isso era necessário, não deviam por uma pedra nesse assunto e deixar o tempo se encarregar do resto?

        Dar igualdade aos pilotos, bem isso eu seu que foi piada, acho que até você desconfia também.

  5. Vitor, o de Recife disse:

    Como o Alex ressaltou, tem pontos válidos no discurso do Montezemolo. A mudança para motores turbo é mais uma prova de como os esforços para redução de custos é contraditória com a prática. Não há uma mínima estabilidade nos regulamentos, seja em relação às especificações técnicas, seja com o próprio regulamento esportivo. O que isso significa? Milhões de dólares gastos para o desenvolvimento do carro para se adequar aos novos padrões impostos pela FIA ou ainda para alcançar aquele rival que adotou uma solução controvertida – o assoalho duplo e o duto de ar são exemplos recentes.

    Sinceramente, quando ele diz

    “Querem reduzir os gastos, e o que fazem é encarecer [a F1], quando mudam o regulamento. Isso é a F1, e deveria ser a vanguarda do desenvolvimento tecnológico”

    Eu assino embaixo. Todas essas restrições furadas da FIA, que mudam a cada ano, não atingem o objetivo do corte de gastos e pra piorar põe limites à criatividade dos engenheiros. Sim, gênios como Newey sempre encontram uma saída, mas imagine o que eles fariam com mais liberdade de ação.

    Sobre o jogo de equipe, podemos não gostar da opinião dele, mas é coerente com o modus operandi da Scuderia. E não há nenhum absurdo quando ele diz que Massa esteve livre até Hockenheim: esqueceram de Melbourne? Por que a Ferrari não ordenou que Massa abrisse lá? O brasileiro se defendeu de um ataque vigoroso do espanhol e terminou tudo limpo. Mas ao longo do ano foi ficando indiscutivelmente para trás e a Ferrari fez sua decisão.

    Críticas ao Bernie e cisão: quem não concorda, levante a mão. O tempo de Bernie pasou à tempos…

    Agora se tem uma coisa que não entendi de jeito nenhum foi a citação a Penske e Ganassi. Que viagem foi aquela?

    • Boas ponderações Vitor.

      Muito boas mesmo. Assim nosso amigo Samuel vê que não somos mclarianos e anti-ferrari.

      Mas como disse:

      Nessa época de parcas notícias Luca di Montezemolo sempre nos brinda com suas entrevistas, onde fala tanta bobagem como coisas sérias, mas esse ano ele anda se superando na quantidade e falta de qualidade. Vou então pinçar algumas frases dessa semana que está acabando.

      E na sua análise ele disse coisas sérias, mas há de convir, falar de 2002 e 2010, Massa e Penske / Ganassi, é muita bobeira.

  6. Olha que o Montezemolo continua falando, o homem é uma matraca ambulante, mas dessa vez ele falou uma coisa realmente certa.

    “Montezemolo aproveitou para pedir cautela acerca da expansão do calendário da F-1. De acordo com ele, é necessário ter cuidado para que a categoria não esqueça de suas raízes.

    “É legal ter novas pistas, mas precisamos ser cuidadosos. Temos que manter os circuitos históricos, como Suzuka, São Paulo, Silverstone e Spa. É importante ter uma herança, credibilidade e história na F-1″, encerrou”

  7. Anselmo Coyote disse:

    Não dou a mínima para esse carcamano, nem quando ele fala algo que presta, afinal, entre sentir, falar e fazer há uma distância descomunal.
    PS. Sou Flamenguista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s