As Três Meninas

Publicado: 19/12/2010 por Sirlan Pedrosa em Artigos, Variedades
Tags:, , ,

Bia Figueiredo

A gritaria era grande, vozes finas e estridentes ecoavam pela sala, sempre com os pequenos olhos vidrados na tela da TV acompanhando cada lance daquele carrinho amarelo.

Leandra, Gabi e Clara assistiam pela primeira vez uma corrida e do alto de seus 11, 9 e 3 anos faziam uma verdadeira algazarra na torcida pela “menina” que batia os meninos…

Hoje no desafio das estrelas de kart Bia Figueiredo largou em 11º e foi passando um a um todos os oponentes para no final vencer com autoridade. Era apenas uma corrida de kart comemorativa, mas na pista estavam o piloto da Ferrari de F1 Felipe Massa e uma constelação de brasileiros do quilate de Tony Kanaan, Rubens Barrichello, Felipe Giaffone, Vitor Meira, Antônio Pizzônia, Lucas di Grassi, Alan Kodair, Marcos Gomes, João Paulo Oliveira e mais tantos outros grandes nomes nacionais e como cereja do bolo o também piloto de F1 Jaime Alguersuare.

Bia veio de trás e se impôs. Ganhou posições com ultrapassagens brilhantes e tomou conta da corrida e da torcida, inclusive de um Galvão Bueno carente de ídolo brasileiro no automobilismo.

Bia comemora vitória

Depois de andar bem no Brasil e na Europa, Bia foi para o automobilismo americano e chegou a disputar o título da Indy light em 2009. Este ano a brasileira de 25 anos disputou apenas algumas corridas na F Indy, sempre com dificuldades para atrair um patrocinador que bancasse a temporada inteira.

Mulher, jovem, bonita, simpática e sobre tudo boa piloto, Bia tem tudo para se dar bem nas pistas americanas e formar com Danica Patrick uma bela rivalidade…

O esporte precisa de ídolos para se desenvolver em qualquer lugar. É o ídolo que faz o jovem parar para acompanhar um evento esportivo, é o ídolo que desperta a paixão e é o ídolo que serve de espelho para que o jovem tome a iniciativa de praticar determinado esporte.

Emerson um dia sonhou ser Fangio, quando sentado num barranco acompanhava o grande campeão argentino correndo em Interlagos. Senna foi adolescente no momento em que o mesmo Emerson se tornava o primeiro brasileiro a ser campeão da F1. Barrichello e Massa cresceram assistindo na TV as disputas e as conquistas de Piquet e Senna.

Na manhã deste domingo Leandra, Gabi e Clara vibraram, torceram e se emocionaram com Bia Figueiredo.

Anúncios
comentários
  1. SPLASHSPORTSLINE disse:

    Só tenho a lhe congratular pelo belíssimo e emocionante texto,Mari,e também parabenizar a grande vencedora do dia,ou,no caso,de tudo,que foi a grande Ana Beatriz Figueiredo,que proporcionou a nós,os verdadeiros fâs do automobilismo mundial,uma pilotagem em altíssimo nível de encher os olhos e de emocionar,provando que essa pilota fantástica mais do que merece estar entre os grandes do automobilismo;eu poderia ficar aqui citando coisas como ,por exemplo,que ela “quebrou mitos”,ou “tabus”referente à capacidade feminina;ocorre que,diferentemente dos muitos que ainda possuem preconceitos arraigados em sua concepção a respeito desse assunto,as mulheres possuem as mesmas capacidades e habilidades que os homens;elas nunca deveriam ser subestimadas,até porque nunca existiu razão para tal coisa.

  2. SPLASHSPORTSLINE disse:

    OPS!Desculpe,Sirlan,não prestei atenção ao autor do post,pensei que tinha sido a Mari Espada a comentar,talvez por motivos óbvios(hehe),mas fica valendo a você então o elogio ao conteúdo do texto,provando que você faz parte mesmo dos que analisam com coerência a respeito de assuntos assim;parabéns então pelo texto.

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Beleza…é claro que eu entendi…

      As meninas eram duas filhas e uma amiguinha…que pararam de brincar e me deixaram tremendamente feliz hoje pela manhã me acompanhando na TV.

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

    • Mari Espada disse:

      Hehehe, o conteúdo feminino e passional causou a confusão, né?
      Mas essas belas palavras foram do Mestre Sirlan… que, confesso, me emocionou profundamente!

      Parabéns Mestre!!!

  3. Allan Wiese disse:

    Tocante Sirlan…!
    Parabéns.

  4. Fernando Kesnault disse:

    ótimo texto e….parece que se tivessemos apenas a Bia na f-1 seria melhor que o quarteto cagão com certeza.

  5. Alguem sabe onde se pode ver as duas baterias ?

  6. Mari Espada disse:

    O meu lado feminista é carente por uma representante na F1…
    Bia Figueiredo é a minha esperança, já que Danica Patrick recusou o convite da Virgin para a temporada de 2010, e não vejo outras possibilidades por enquanto.

    No salão do automóvel desse ano eu pude fotografar o carro da Bia… foi emocionante! =)

    Beijos!!!
    E parabéns denovo pelo texto, Sirlan!

    Boa semana à todos!

    • Mari, acho que ela fez certo em recusar, correr pela Virgin não deixaria ela mostrar o talento que ela tem, se é para ir para o ambiente hostil da F-1 tem que ser por uma equipe boa, se não vai ser mais uma que tentou e vai ser esquecida, tem que ir para fazer história não para ser mais uma.

  7. José Moisés disse:

    Linda narração Sirlan!! Cheguei a imaginar um curta em seu texto, é muito legal sentir que seus filhos curtem algo que você ama tanto! Aqui em casa também é assim, tenho um casal de filhos, mas só o menino que gosta de corridas, às vezes nós até torcemos para pilotos diferentes, tudo bem que ele torce pelo carro…, se for bonito e da cor que ele mais gosta, bingo!
    Dias atrás eu li um texto muito legal no autosport, acho que se encaixa aqui no seu post, o título era:
    O que distingue um piloto de excelência de uma lenda dos ralis? Leiam e me digam se isto não foi o que aconteceu este fim de semana com a Bia e as suas novas fãs!

    http://autosport.aeiou.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=as.stories/92432

    Ah! e de quebra, não deixem de assistir os vídeos!!

  8. Alex-Ctba disse:

    Belo texto Sirlan, sensível e exato, parabéns! Não assisti a corrida, mas agora fiquei com vontade, vou ver o vídeo que a Mari postou.

    Abs

  9. Que massa Sirlan deve ter sido muito bom, hehehe, imagino a gritaria. Belissímo texto.

  10. Roberto Risadinha disse:

    A melhor parte desse texto é “era só uma corrida comemorativa de kart”. Só isto e mais nada a acrescentar. O resto do texto é balela e utopia…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s