Team Lotus, Marussia-Virgin e Hispânia

Publicado: 27/01/2011 por Sirlan Pedrosa em Artigos, Formula1
Tags:, , , ,

Team Lotus : De cavalo paraguaio a boa aposta….

No final de 2009 a volta da Lotus era um dos grandes motivos de piada entre os fãs da F1. Ninguém apostava um tostão furado no renascimento da tradicional equipe britânica sob o comando de um empresário malaio.

Compondo a segunda divisão da F1 ao lado da Virgin e da Hispania, o Lotus T127 era em minha opinião o pior carro desse grupo. Tinha o conceito aerodinâmico mais antiquado do grid e o carro quando ficou pronto para os testes iniciais estava muitos quilos acima do peso mínimo da categoria.

A Lotus bateu a Virgin e a Hispânia não porque seu carro era melhor que os delas, mas sim porque em termos de orçamento, organização e funcionamento como equipe de F1 estava a muito a frente dessas equipes. A dupla de piloto da Lotus também era superior às rivais.

Ao longo do ano a equipe teve seu staff técnico sendo reforçado com nomes vindo principalmente da Force Índia e da Toyota F1, não por coincidência as últimas equipes em que Mike Gascoyne trabalhou antes de assumir o comando técnico da nova Lotus. Desses nomes temos que ressaltar Mark Smith, que junto com James Key (que foi para a Sauber), foi o nome por trás do grande impulso da Force Índia nos últimos dois anos.

Com uma equipe técnica cada dia mais forte e um carro ruim mas suficiente para disputar a décima posição do mundial, a decisão óbvia da equipe foi se concentrar no projeto do novo carro.

Para concentrar todos os esforços no sentido de eliminar a defasagem na aerodinâmica, peso do conjunto e no projeto das suspensões, o time foi buscar fora um fornecedor de ponta para substituir o problemático câmbio X-Track. Acabaram fechando um acordo com a vitoriosa Red Bull para o uso do conjunto câmbio/diferencial/sistema hidráulico. Facilitando a adaptação ao novo trem traseiro, trocaram os motores Cosworth pelos Renault.

De repente o patinho feio começou a ficar com cara de cisne. No papel a equipe de Tony Fernandes apresenta todas as condições de dar um grande salto de competitividade e quem sabe até começar a sonhar com pontos e uma ou outra classificação no Q3.

É claro que apenas depois dos testes iniciais é que se poderá avaliar com mais segurança se o pacote formado pelo Team Lotus vai apresentar na prática os resultados que se esperam dele na teoria. Tudo vai depender de acertarem o projeto do carro não só na aerodinâmica sem o difusor duplo, mas sobretudo na adaptação aos novos pneus Pirelli.

Um ano depois é impressionante a mudança nas expectativas de pré-temporada em relação à nova equipe Lotus.

Marússia Virgin : Um ano para tentar se firmar…

A Virgin começou o ano de 2010 como uma grande curiosidade, afinal tinha um carro projetado sem o uso de um túnel de vento e uma estrutura operacional muito pouco convencional : uma empresa projeta e desenvolve o carro (a Wirth Research), uma constrói e opera nas pistas (a Manor) e uma terceira empresa se encarrega do Marketing (a Virgin).

A dupla de pilotos era interessante e a equipe se comportou muito bem ao longo do ano. Jamais ouvimos por parte da Virgin os desmandos e os absurdos que aconteciam com a outra estreante Hispânia, por exemplo. Não tinham o nível da Lotus, mas precisa-se ressaltar que também não tiveram os recursos disponíveis para a equipe malaia.

O carro de 2010 parecia ser superior conceitualmente ao Lotus T127, mas exibia tantas falhas de projeto e construção que não permitiu a equipe explorar seu potencial. Na estréia nas pistas a asa dianteira se desintegrou, durante todos os testes pré-temporada o carro jamais conseguiu dar mais de 20 voltas sem apresentar problemas hidráulicos, e para coroar todo isso descobriram que o tanque de combustível foi mal calculado….

No final do ano Richard Branson teve que engolir a derrota para Tony Fernandes da Air Asia e deve estar agora tantando bolar uma forma de não pagar a aposta que fizeram : Vestir-se de aeromoça num voo comercial da empresa do rival…

Para 2011 a equipe tem um novo controlador, um novo segundo piloto trazendo recursos e a chance de tentar se firmar na categoria. Como principal motivo de preocupação está a manutenção do câmbio e sistemas hidráulicos X-Track, que foi motivo de muita dor de cabeça para o time em 2010. Os motores Cosworth até que não comprometeram.

Hispânia : Estar vivo é a grande vitória…

Engraçado, mas o pior time da F1 nos últimos anos não tinha um carro tão ruim. Considerando o absurdo que era a equipe e o quão fraco era a dupla de pilotos, independente de quais nomes estivessem sentando no carro, A Hispânia deveria andar muito mais distante da Virgin e da Lotus do que andaram durante todo ano.

No final do ano conseguiram até se classificar à frente da Virgin no mundial de construtores graças a uma corrida com chuva na austrália, onde Chandok acabou numa boa 13 colocação.

A Dallara projetou e construiu o carro da equipe Campos, mas antes mesmo da estréia Adrian Campos já havia passado a equipe, que passou a se chamar Hispânia. Contrataram como consultor Geof Willis para comandar a área técnica. Colin Kolles foi alçado a manda-chuva e as instalações dele na Alemanha usadas para a operação da equipe espanhola.

Entraram para a história ao fazer o shack dow num treino oficial, e ainda nas primeiras corridas o time rompeu com a Dallara. O carro passou o ano inteiro praticamente sem nenhuma evolução, a ponto de utilizarem a mesma asa traseira em Mônaco e em Monza ! Para completar é difícil achar alguém que não considere a pintura da Hispânia a pior do grid…

Para 2011 falou-se em uma associação com a Toyota para usar a estrutura da fábrica japonesa na Alemanha, e anunciaram um acordo para usar o câmbio da Willimas. De concreto apenas o leilão pelas vagas e a promessa de um carro baseado no modelo desse ano, com modificações para se adequar aos pneus Pirelli e ao novo regulamento técnico.

O que esperar da Hispânia ? Se estiverem no grid na abertura do mundial já terão realizado mais do qua a maioria imaginan que sejam capazes de fazer….

comentários
  1. Vitor, o de Recife disse:

    Grande Sirlan,

    Fiquei surpreso com o início do post ao colocar a Lotus como o pior carro do início da temporada de 2010. Sempre achei a Hispania. É uma questão que rende uma boa discussão.

    Abraço.

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Grande Vitor,

      Imagine o seguinte :

      O T127 podia chegar a 60 e a equipe tirou dele 50.
      O VR01 podia chegar a 65 e a Virgin atingiu 45.
      O HRT01 podia chegar a 70 mas a equipe só conseguiu extrair dele 35.

      Óbvio que é uma ilustração para dar uma idéia concreta do que eu quis dizer.

      Acredito piamente que o carro da Hispânia projetado pela Dallara tinha mais potencial que o Lotus e o Virgin, o problema é que brigaram com a Dallara e a equipe e os pilotos eram uma piada….

      Nos treinos o VR01 nas mãos de Glock era uma pedra no sapato dos Lotus, e em algumas pistas o HRT 01 chegava a andar próximo.

      Tivesse a Lotus um carro melhor, com os pilotos a organização e o orçamento que dispunham eles teriam andado muito mais à frente da Virgin e da HRT do que de fato aconteceu.

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

  2. Marcelo (Cascavel) disse:

    O Branson disse que se acidentou de ski na neve…e não pagou a aposta

  3. Interessante ver que em todos as matérias promocionais da Team Lotus o carro está com o tradicional verde e amarelo usado no ano passado.

    Será que desistiram da idéia de vir de preto JPS?

    • Sirlan Pedrosa disse:

      Claudemir,

      Sim, eles desistiram acho que desde de Dezembro.

      O Team Lotus vem de verde e amarelo, e a Lotus Renault de preto e dourado.

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

  4. Marcelo Brum disse:

    Fala, Sirlan!

    O difícil foi ver um carro tão mal-nascido como o da Hispania conseguir terminar a temporada. Ao ver o monoposto se desmanchando no início da temporada, poucos acreditaríam que ela fosse sobreviver. Mas aos trancos e barrancos, foi.
    Se uma tradicional Williams já sofre pela falta de grana, imagina como é para esses caras. Continuam por pura teimisia.

    Aposto, também, no crescimento da Lotus.

    Abçs!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s