Análise : Sauber C30/Ferrari – Evolução de um conceito

Publicado: 31/01/2011 por Sirlan Pedrosa em Artigos, Formula1
Tags:, ,

Shakedown Sauber C30

In pitlane

A Sauber apresentou e fez o shakedown do modelo C30 hoje em Valência.

Finalmente sem o  nome BMW, temos a entrada do vermelho da operadora de celular Claro que resultou numa das pinturas mais sem graça que já vi na F1 nos últimos anos, desde já candidatando a equipe ao título de carro mais feio do ano.

O modelo é uma evolução do carro de 2010, que mesmo não sendo um primor de competitividade conseguiu evoluir a ponto de se tornar um freqüentador assíduo das posições pontuáveis no final do ano.

Sempre limitado pelas fotos disponíveis vamos tentar analisar um pouco o modelo da Sauber para 2011:

1. O carro mantém o bico alto e fino como o carro de 2010, sendo bastante pronunciado após a asa dianteira, a diferença maior é a forma mais convencional dos pilares de sustentação da asa dianteira e a cavidade “à la Red Bull” para canalizar o ar na parte superior do bico, entre os apoios da suspensão dianteira.

2. Mesmo com o bico estreito e alto, a Sauber adotou uma geometria da suspensão dianteira bem diferente da opção da Ferrari, com os braços triangulares quase paralelos em relação ao solo.

3. Como reflexo da posição dos braços e do bico estreito o carro tem duas pequenas saliências na parte inferior para ancorar a parte de baixo da suspensão. As abas laterais antes do eixo dianteiro para canalizar o ar sob o bico continuam presentes no modelo desse ano.

4. As laterais são extremamente parecidas com a que o carro passou a adotar no meio da temporada de 2010, altas e volumosas no início e com a parte inferior bem recortada. Seguem a tendência de queda pronunciada e traseira estreita, mas como a Renault a Sauber não é tão compacta nesta área como a Ferrari F150 ou o RBR 06 do ano passado.

5. A suspensão traseira continua com o sistema Push Road e a asa traseira, sustentada por um pilar central, aparentemente não tem nada de inovador.

6. A tampa do motor tem uma entrada de ar bem convencional mas segue mais alta que o normal a partir do meio para o fim, com uma saída de ar vertical no final, nos mesmos moldes do que vimos no Renault R31. Será que com a adoção do Kers algumas equipes deslocaram para essa região o radiador de óleo?

7. O difusor segue muito da tendência vista no Renault R31, o que aumenta a sensação que a Ferrari estava escondendo seu modelo no lançamento do F150. Como parece ser a tônica desse ano a Sauber também tem o escape baixo soprando no difusor.

comentários
  1. […] This post was mentioned on Twitter by ultrapassagemf1, Fabio Lima. Fabio Lima said: Análise : Sauber C30/Ferrari – Evolução de um conceito: A Sauber apresentou e fez o Shakedown do model… http://bit.ly/h2yT6K #F1 #F1Br […]

  2. Felipe Maciel disse:

    O mais notável é a quantidade de patrocínio espalhada por tudo que é lado, bem diferente do ano anterior. O Sauber tá tirando a equipe do limbo que a BMW deixou.

    Com tudo que vemos por aí, as diferenças entre os carros vão aparecendo mesmo durante os treinos. Por enquanto tá tudo muito genérico com esse joguinho do esconde-esconde.

  3. A F1 só sabe evoluir, não criar!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s