Pirelli Tyres: enquanto uns choram, Jenson Button sorri…

Publicado: 04/02/2011 por Will em Artigos, Formula1, Notícias

Adaptado de entrevsta concedida a Jonathan Noble

Jenson Button acredita que a mudança para os pneus Pirelli na Fórmula 1 vai jogar a seu favor este ano – após rodar em Ricardo Tormo no 3º dia de testes com o finado MP4-25, o piloto achou que a borracha italiana se adequa bem ao seu estilo de pilotagem.

Sorrindo para a Pirelli

O ex-campeão mundial já admitiu que a sua classificação ano passado sofreu porque ele não podia extrair o máximo de pneus Bridgestone – mas ele já está se sentindo em uma situação muito melhor para 2011.

“Eu gosto da sensação do pneu”, disse Button após seu primeiro dia de testes de pneus da Pirelli em Valência na quinta-feira.

“Os pneus nos deram uma traseira estável quando você entra em curvas de alta, e uma uma traseiro estável quando você freia para curvas de baixa velocidade, e isso é algo que eu realmente preciso num F-1. Estou feliz com isso”.

“Há áreas onde os pneus são mais fracos do que os anteriores – mas isso deriva da maneira como eles são construídos. É só alterar o equilíbrio do carro que ele se adequa a isso…”

“Haverá a degradação do pneu macio e você tem que cuidar dele, mas sempre tem que haver um equilíbrio. Você quer ser rápido em ritmo de classificação e você quer ser rápido durante um stint longo, por isso há sempre um pouco de comprometimento de um dos lados. É saber se você fez a escolha certa ou não. “

Tendo como alvo para 2011 evoluir sua performance em qualificação, Button acredita que as características dos Pirelli são o primeiro passo para ajudá-lo a alcançar este objetivo.

“Os pneus me ajudam nisso, isto é a única coisa definitiva”, disse ele. “E nós ainda estamos fazendo uma série de trabalhos no carro. Demora um pouco de tempo, mas estamos trabalhando em uma determinada área que eu acho que realmente vai me ajudar e me dar a confiança no carro.”

“Em algumas corridas no ano passado eu não fiquei feliz com meu desempenho qualificação, mas nas corridas fomos muito competitivos. É uma área que eu preciso para trabalhar, mas o que todos nós podemos fazer fora do circuito é tentar melhorar nas áreas que eu acho que vão me ajudar.”

“Eu acho que com a Pirelli temos um pneu que se adapta a mim, talvez mais do que o pneu anterior. Temos que esperar e ver, mas acho que pode ser o caso. Também acho que o trabalho que estamos fazendo no a fábrica é positivo.”

Mesmo sendo a elevada degradação observada com os pneus macios um dos temas críticos em Valência, Button não vê razão para se preocupar – e de fato acredita que são essas características o que exatamente precisa a F1 para ficar mais excitante.

“O pneu em si é obviamente muito diferente do Bridgestone”, disse ele. “Eu não quero dizer diferente de uma maneira ruim, é apenas um pneu diferente para pilotar.”

“Em ritmo de classificação o pneu foi muito forte e em um stint longo com o pneu super macio que você observa um pouco de degradação, mas é isso que nós esperávamos e é isso que os fãs provavelmente querem – dois pneus bem diferentes em uma corrida. Eu acho que é isso que nós teremos este ano “.

fonte: www.autosport.com/f1

comentários
  1. Ffigueiredo disse:

    Will,

    A Mari escreveu um texto outro dia em que disse que eu só formaria opinião sobre os pneus depois de ver o que o Button falava dos pneus.

    E Está aí. Choradeira gratuita de pilotos gastadores de pneu.
    Ano passado os pneus eram horríveis pra ele em classificação, mas o que o cara fazia, potencializava tudo na corrida. Trabalhava, trabalhava e não reclamava.

    O Massa deu a opinião positiva dele ontem também sobre os pneus, só que a dele pra mim ainda não servia de base, pois eu ainda acho que o problema dele do ano passado ia muito alem dos pneus e do Alonso.

    FF

    • Will disse:

      Eu lembro do seu comentário e o post foi uma resposta para mim mesmo. Quando li a entrevista do Noble lá no Autosport fui logo ver se iria dar pra trazer para cá…afinal a borracha italiana estava sendo desancada pelos pilotos.

      Aí aparece o ‘Lorde da Borracha’ e fala: “O pneu em si é obviamente muito diferente do Bridgestone”, disse ele. “Eu não quero dizer diferente de uma maneira ruim, é apenas um pneu diferente para pilotar.”

      Rsrsrsrs

  2. Gilmar disse:

    Essa história de estilo de pilotagem que consome mais ou menos pneu é muito relativa. Acho que o desgaste depende mais do carro e da situação da corrida do que do estilo do piloto. Se nos lembrarmos da Austrália, Button pôde preservar seus pneus porque estava à frente, sem nenhuma ameaça, enquanto Hamilton estava no bolo brigando por posições. Aí parece que Button preserva pneus e Hamilton destrói. Já o mesmo Button na Coréia, quando foi para o meio do tráfego destruiu seus pneus rapidamente, porque precisava brigar, enquanto Hamilton administrou os seus por não estar sendo pressionado e estar longe do Alonso.

    Na corrida onde o desgaste foi mais crítico, no Canadá, era de se esperar, então, que no final da corrida Button atropelasse o Hamilton, o que não aconteceu. Em outras situações, onde Button fez stints longos com um set de pneus, ele o fez por estar liderando de cara pro vento, e, no final das contas, não obteve benefícios por ficar mais tempo na pista.

    Reitero minha opinião. As diferenças de estilo tem uma influência muito pequena no consumo dos pneus, enquanto que os carros e a situação de corrida tem uma influência muito maior.

    • Will disse:

      Gilmar, na verdade, acho que o Lewis se adapta muito bem às mudanças e vai se adequar aos Pirelli de uma maneira adequada. Mas é notória a habilidade do Button em conservar a borracha – vide a última corrida do ano, voltas infinitas com soft tyres…

      Certamente o carro influencia muito no consumo de pneus, por exemplo, Craig Scarborough (http://scarbsf1.wordpress.com) já aventa via twitter que as suspensões do MP4-26 devem gerar menor consumo de pneus que a concorrência.

      • Gilmar disse:

        Mas se considerarmos que Vettel sempre foi apontado como um destruidor de borracha, ele também fez a corrida de Monza inteira com um set de pneus. No entanto, sem pressionar nem ser pressionado. Ainda acho que as diferenças de estilo tem efeito mínimo no consumo. Mas veremos com os Pirelli.

      • Will disse:

        Aí está o ponto crítico! O RB6 transformava qualquer ‘come-borracha’ em poupador de pneus…o equilíbrio do carro era fenomenal!

      • Claudio CArdoso disse:

        Will ->

        Nao esqueçamos que poupar pneu tambem pode ser ruim.

        É so lembrar daquela Ferrari que praticamente nao gastava pneu, mas tambem nao consegui aquecer para fazer a classificacao.

      • Will disse:

        Você tem razão Cláudio, sempre imagino que carros muito poupadores são carros com uma certa deficiência de downforce (e, confesso sempre tive vergonha de perguntar se isso procede).

  3. Anselmo Coyote disse:

    Pronto!
    Era chororô mesmo.
    Agora só falta os chorões começarem a fazer beicinho por essas declarações do Lorde Button.
    Aguardem, porque mais tarde vai sair um comentário com um diálogo entre os envolvidos. Vou só confabular com minhas fontes ultrassecretíssimas.
    Será bombástico!!!! Uau!!!
    Abs.

  4. Allan Wiese disse:

    Não nos esqueçamos de uma coisa: Button correu no terceiro dia de testes, com pista muito mais emborrachada do que Alonso quando reclamou no primeiro dia. E isso faz diferença no rendimento dos pneus.
    Não estou dizendo que Button não possa levar uma certa vantagem pelo seu estilo, mas eu concordo com o Gilmar ali em cima. Isso não faz tanta diferença assim. Na Turquia, a famosa prova do “save tyres” da McLaren, os pneus de Hamilton e Button tinha muito pouca diferença de desgaste…
    Não sei qual é a programação de testes da McLaren, mas se Button pegar o primeiro dia em Jerez, talvez ele não goste tanto assim. Lógico, por ser ele, não vai reclamar, mas vai ver que o comportamento vai ser bem diferente do que foi em Valência…

  5. marcuszangari disse:

    To enxergando dois caminhos com esses pneus
    o primeiro é os leões de treinos, que vao ser aqueles pilotos com caracteristicas mais agressivas, conseguirao uma boa temperatura e farao bons tempos.
    e os leões de corrida, que é onde se encaixa o button, pelo jeito esses pneus vao se deteriorar facil facil e com uma pilotagem menos agressiva abre-se um leque de estrategias.
    nao vejo a hora dessa temporada começar!

  6. Anselmo Coyote disse:

    O que é mais importante em um carro de corridas?

    1o. Pneus.
    2o. Tyres.
    3o. Reifen.
    4o. pneumatici.
    5o. neumáticos
    6o. ελαστικά
    7o. шины
    8o. タイヤ

    O resto vem depois.

    Abs.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s