Os 10 menos de 2010.

Publicado: 09/12/2010 por Rodrigo Pedrosa em Artigos, Variedades
Tags:,

Tem tantas listas de dez mais, que a minha seria mais do mesmo, lógico sem tirar o mérito de cada uma delas afinal de contas nelas mostra-se o perfil de cada membro do blog.

Mas para mudar um pouco eu vou com os 10 piores momentos de 2010, seguindo a linha o pior momento fica em 10º.

1º – Vettel, sei que muitos vão achar estranho, mas o cara foi campeão sem nenhuma ultrapassagem contundente.

2º – Estréia de Bruno Senna na F-1, confesso que eu esperava que o Bruno superasse seus companheiros de equipe, mas o cara me leva tempo de C. Klien, vai acabar na Stock Car, e lá pode ser que passe a ter o tema da vitória para vencedores brasileiros. (sim fui sarcástico mesmo)

3º – Webber, o amarelão da temporada, ficou com aquela conversa de que a equipe ajudava Vettel e esqueceu-se de correr.

4º – Alonso, o cidadão ficar a corrida do titulo INTEIRA atrás de Petrov, pelo amor de Deus, acho que quarto é pouco para ele, pois ele tinha que passar nem que fosse por cima, bem feito pra ele, e no final ficar reclamando, ridículo.

5º – Tilkodramos, é uma pista pior que a outra, nesse ritmo vamos ter uma pista de autorama com apenas uma linha para carrinhos.

6º – A Virgin mostrou que fazer o carro apenas no computador ainda não serve para fazer frente na F-1.

7º – Schumacher, não me venha com essa de pneus, isso serve para pilotos comuns, não para o grande Schumacher, foi destroçado por Rosberguinho, e ainda foi o “Mané” na melhor ultrapassagem do ano, era melhor ter ficado em casa, caiu o mito.

8º – Hispania, precisa falar algo?

9º – Alemanha 2010, Obrigado Massa por enterrar o automobilismo brasileiro, apesar de que foi um trabalho em equipe, Rubinho iniciou em 2002, Nelsinho fuzilou no Cingapura Gate e Massinha (para manter o “inho”) enterrou.

10º – Abu Dhabi, não tem nada pior do que um final de campeonato emocionante numa pista broxante, pois bem não conheço uma pessoa que não teve este sentimento após o GP de Abu Dhabi.

Fica aí os dez menos da temporada 2010, em minha opinião é claro, podem concordar ou discordar, mas sem exageros, por favor.

comentários
  1. Will disse:

    Kekekeke!!!!!!!

    A melhor de todas as listas!!!!!!!!!!!

    Valeu Rodrigo, salvou minha manhã!

  2. Fernando Kesnault disse:

    Valeu Rodrigo, gostei de sua lista.

  3. Sirlan Pedrosa disse:

    Rodrigo,

    Muito bom…

    A nona posição foi de uma inteligência….acho que dá até para escrever um livro sobre esse tema :

    “9º – Alemanha 2010, Obrigado Massa por enterrar o automobilismo brasileiro, apesar de que foi um trabalho em equipe, Rubinho iniciou em 2002, Nelsinho fuzilou no Cingapura Gate e Massinha (para manter o “inho”) enterrou.”

    Emerson, Piquet e Senna construíram….Rubinho, Nelsinho e Massinha destruíram…

    Um abraço,

    Sirlan Pedrosa

    • O que esta geração esta fazendo ao automobilismo brasileiro é um crime, pois cresci vendo aparecer pilotos brasileiros a todo instante, feito hoje é a Alemanha, o titulo é bem manjado mais seria algo do tipo “ascessão e queda do automobilismo brasileiro” Duas decadas e meia de dominio, destruído em 8 anos.

  4. Mari Espada disse:

    Rodrigo, adorei a lista dos 10 menos… grande idéia!
    Aliás, gostei mesmo foi da sua frase final, acho que vou copiá-la para usar ao final de todo texto meu, pois alguns geram uma polêêêêêmica por causa da minha escrita passional…

    “podem concordar ou discordar, mas sem exageros, por favor.” =D

    Beijos!!!

    • Pode usar a vontade Mari, valeu!

    • Anselmo Coyote disse:

      Nada a ver… podem recolher as manguinhas; os dois – e quem mais quiser censurar. Se se pode exagerar ao escrever, pode-se (e deve-se) exagerar ao comentar*, pois não. Que negócio é esse agora? Eu falo o que quiser e na hora do outro falar meto a mordaça na boca dele! Muito engraçado isso.

      Se querem comentariozinhos de m.rda escrevam postzinhos de m.rda.

      Abs nos marmanjos e besitos nas gatinhas.

      • Mari Espada disse:

        Ai ai ai… só esse Coyote mesmo!!! =)

      • Pode criticar a vontade, quando eu falo de exageros é no quesito educação, que as vezes quando se esta discutindo é usado, discordar é claro que é liberado, o que não tem logica são os xingamentos, você pode até discordar mas tem por obrigação respeitar, e as vezes as pessoas esquecem disso.

        Quando eu fiz o poste, eu sabia que iria ser discordado em relação a Vettel, e eu aceito isso de boa, o que não aceito é chegarem aqui “Você é burro, o Vettel é campeão, que postagem de m..da…”

        Quando eu falei sem exageros me referi a isso, podem discordar de boa, afinal este blog é plural, e ninguem é dono da verdade.

  5. SPLASHSPORTSLINE disse:

    Concordo quase que plenamente com sua lista,Rodrigo;embora não ache que Vettel tenha sido um dos piores,pois mesmo sem ultrapassagens empolgantes,o cara virou o jogo magistralmente no último quarto de temporada.Mas tudo bem,são opiniões.Quanto aos “TILKÓDROMOS”,você tem toda a razão,a maioria das pistas criadas pelo Hermann não são nada emocionantes,exceção gigantesca feita à pista de Istambul,que é fantástica.E apesar que eu acho que o circuito de Abu Dhabi ainda tem solução,para ser mais competitivo e ter cara de circuito de verdade.É só acabar com aquelas 2 sequências de curvas de 90 graus,aquilo é que mata o traçado;fora isso ele até que possui alguns trechos bem interessantes,como aquele “S” em subida e descida depois da reta dos boxes e a sequência de curvas à direita antes da reta principal e no meio do circuito.

    • Splash, eu tambem acho Vettel um grande piloto, e um dos melhores do grid, em momento algum eu acho que outro piloto deveria ser campeão, ele mereceu, mesmo com os erros se superou e foi campeão, o que eu pego no pé dele é que ele ultrapassa pouco, quando ele está na frente ninguem pega ele, mas quando ele ta atrás de alguem que não seja tão mais fraco, ele meio que não sabe que fazer, mas isso é culpa da F-1, que nos ultimos 15 anos formou pilotos para fazer ultrapassagens em box e não na pista.

  6. SPLASHSPORTSLINE disse:

    Ah,e o circuito do Bahrein não é tão ruim como a maioria fala,assim como o de Shangai e Sepang,na Malásia.Concorda?

    • Depois de ver Koba, eu acho que uma grande parte do problema tambem são os pilotos.

      • Will disse:

        Agora sim Eu também acho isso!!! Se o grid fossem 10 Hamiltons e 10 Koba…aí eu queria ver…

      • Vitor, o de Recife disse:

        “Depois de ver Koba, eu acho que uma grande parte do problema tambem são os pilotos.”

        Taí um debate interessante. É uma questão complexa e não tem uma resposta única.

        Lembro do caso do Montoya; naquela época, o colombiano era o único que arriscava ultrapassar, num momento que os carros eram ainda piores que os atuais para isso, pois conseguiam ser mais dependentes da aerodinâmica que os atuais. Pois bem, desde que foi para a McLaren, Montoya não era mais o mesmo. Nunca se encaixou na equipe e foi ofuscado por um certo finlandês não muito afeito às frescurasda categoria, mas com um pé de chumbo. Em seu último ano na F1, já desgostoso da categoria e de olho na NASCAR, Montoya cometeu vários erros, mas continuava cometendo o crime de tentar ultrapassar quando os carros não permitiam. A última tentativa foi no GP dos EUA, quando bateu no Heidfeld em uma tentativa de ultrapassagem. O alemão capotou, destruindo completamente sua BMW

        A F1 em coro caiu de pau no colombiano, em especial Mario Theissen, da BMW, que, vejam que ridículo, lamentou o prejuízo financeiro pelo carro destruído da BMW. Daí percebi que é fácil acusar os pilotos de “moles”; mas esquecemos que os donos de equipes pressionam para minimizar os danos de seus luxuosos “outdoors” ambulantes. Todos estavam se cagando se o espetáculo estava uma porcaria, o mais importante era expor os anunciantes. Ultrapassar? Para quê? A fila indiana ajuda a mostrar a Marlboro, o Santander, a Intel…

        Outro lado da moeda é que quem ousa mais sempre vai ser taxado de perigoso. Sempre foi assim na história da categoria. Foi assim com Senna quando este surgiu; foi assim com Schumacher, quando estreou; foi assim com Hamilton. E sempre será, mas a sorte é que Kobayashis nunca deixam de surgir. Às vezes demoram, mas eles aparecem.

        Abraços.

    • Vitor, o de Recife disse:

      Splash, é uma questão de opinião. Dos Tilkódromos, legal mesmo eu só acho Istambul. Boas pistas são as de Sepang e Xangai. Uma que ainda precisa de um “tira-teima” é o de Yeongam, que pareceu interessante, mas não sabemos se é boa de verdade por causa da chuva. A de Cingapura confesso que é um espetáculo legal pelo safety car e iluminação artificial, mas uma hora isso deve enjoar.

      Agora tem umas pistas que podem ir “pro saco” que não farão nenhuma falta: Valência é terrível, horrenda, uma tentativa patética de copiar Monte Carlo. Mas só conseguiu copiar desta o fato de que não há ultrapassagens. A de Abu Dhavi é muito ruim também. E a do Bahrein, tenho que discordar, mas é das piores… acho que só perde para Valência.

      O que eu não entendo no Tilke é que ele projeta um circuito que em tese deve atender aos requisitos da F1 moderna e simplesmente não consegue fazer pontos de ultrapassagem.

      • Anselmo Coyote disse:

        “Outro lado da moeda é que quem ousa mais sempre vai ser taxado de perigoso. Sempre foi assim na história da categoria. Foi assim com Senna quando este surgiu; foi assim com Schumacher, quando estreou; foi assim com Hamilton. E sempre será, mas a sorte é que Kobayashis nunca deixam de surgir. Às vezes demoram, mas eles aparecem.”

        Vitor,

        Concordo em gênero, número e grau (mesmo porque esse é meu ponto de vista expresso em vários comentários).

        O negócio é esse mesmo – devagar, preferecialmente em circuitos travados, atrás do safety-car, o patrocinador fica em evidência por mais tempo. Quando eu digo isso sempre há os que discordam, ao lado dos que se calam porque não entendem. Mas, a maioria faz coro ao discurso “oficial” da segurança etc etc etc. Deixei pra lá.

        Sempre haverá o marinheiro e o faroleiro. É próprio da natureza humana, mas quem faz o show será sempre o marinheiro para uma platéia de faroleiros, muitos dizendo que hibernar na rede do farol é mais perigoso do que enfrentar o mar.

        Abs.

  7. Pela primeira vez entro nesse espaço e confesso que gostei. Quanto ao assunto, acho que faltou a temporada melancólica de Felipe Massa, mas do resto concordo perfeitamente. Abraços!

    • Mari Espada disse:

      Anderson, se é a sua primeira vez por aqui… seja BEM VINDO ao Ultra!!!!!
      E volte sempre para compartilhar sua opinião conosco.

      Beijos!

    • Bem vindo Anderson, é verdade, mas acho que Alemanha 2010 resume bem a temporada de Massa, aquele “Alonso está mais rapido que você, confirme que entendeu…” mostra como foi a temporada dele.

  8. Anselmo Coyote disse:

    EM TEMPO.

    Para Mari, Pedrosas, Vitor, Claudemir, Alex e demais amigos, novos e antigos.

    Minha opinião sobre grosserias e desrespeito aos colegas em forma de posts e/ou comentários: na ausência de guilhotina, cadeira elétrica, forca, injeção letal e outras formas tão ou mais eficazes, sou pela exclusão ou bloqueio sumário do dito cujo. Ele que vá baixar seu espírito de porco em outro terreiro.

    Abs.

    (cornetar, pooooooode….rsrsrs).

    • Mari Espada disse:

      Pode cornetar SIM, mas com classe!!! =)

      • Anselmo Coyote disse:

        Deus do céu… rsrsrs.

        Vou falar mais uma vez: não aceito tesourada de jeito nenhum, nem grande, nem pequena, nem pequenininha, nem de jeito algum.

        Está parecendo um dia em que, ainda estudante, em BH, pedi à empregada para fazer um suco de laranja pra mim, sem açúcar. Ela fez e pôs açúcar.

        – Mafalda, vc esqueceu. Eu pedi sem açúcar.
        – Esqueci não. Eu não pus.
        – Ok. Vc gosta de suco?
        – Gosto.
        – Com ou sem açúcar.
        – Com açucar, claro.
        – Então ponha açúcar nesse e tome. Antes faça outro pra mim, sem açucar.
        – Tá aqui.

        Ela diminuiu… acho que de 3 colheres para 2 ou 2 1/2.

        – Mafalda, tome esse também… ponha açúcar nele e faça outro sem açucar pra mim.
        – Quero não. Já tomei aquele.
        – Ok. Mas tome esse e todos os outros que vc fizer assim “sem açúcar”.

        Agora volte lá e faça outro sem açúcar pra mim. Ah… se a laranja acabar vc vai à feira e compra mais, mas vá rápido porque daqui a 10 minutos tenho que ir para a escola (a feira ficara a umas 12 quadras – 1,2 km, mais ou menos). Vá. Ela saiu de novo. E depois dessa tive que devolver o raio do suco mais duas vezes. Até que finalmente ela veio, segurando a bandeja com a mão direita e olhando para a esquerda, com cara de quem pôs na boca a mão molhada de solução de bateria. Pela cara dela vi que desta vez realmente não havia açúcar. Mas fui obrigado a ouvir.

        – Deus me livre. Isso não é bebida de gente batizada.

        Abs.

      • Mari Espada disse:

        Coyote, acho que me expliquei muito mal… VOCÊ SEMPRE CORNETA COM CLASSE!
        Você é um exemplo de bom cornetador, e promove boas discussões!

        Mas, como você mesmo disse e eu concordo, quem baixa o nível merece punição!

        Beijos!!!

    • Vitor, o de Recife disse:

      Coyote, sem suas cornetas o blog perderia a graça.

      Grande abraço.

    • É claro que cornetar pode.

  9. Anselmo Coyote disse:

    Agora,

    Acertadas as arestas (kkk), vamos ao post.

    Tirando o 7o, relativo, concordo com os demais, principalmente quanto ao campeão. O título foi legítimo, é indiscutível. Mas o RB6 nas mãos dele é o mesmo que anel de brilhante em focinho de porco.

    Com uma máquina daquelas nas mãos, o hioer-mega-piloto-ninja-traçador-fanfarrão-e-corneteiro, Kamui Kobayashi, classificaria em 10o em todas as corridas só pra se divertir mais ultrapassando os nove da frente e alguns retardatários.

    Voltando ao Schumacher… Realmente, a temporada dele foi feia, feia demais. Mas eu não culpo de jeito nenhum – absolutamente. Qualquer um aqui no blog que saiba guiar com alguma qualidade sabe o que é não ter o carro inteiramente nas mãos para se sentir seguro o suficiente para fazer o que é preciso.

    Não dá pra não considerar isso. Teve uma corrida, nem quero lembrar qual, ele foi ultrapassado umas 15 vezes, chegando a 2 vezes pelo mesmo piloto (o Hamilton, eu acho). Isso é ridículo e atribuir essa performance a um heptacampeão é no mínimo uma temeridade.

    Esperemos 2011. Quem sabe o carro estará mais afeito ao alemão e mais competitivo? Aí sim, poderemos dizer se o velho “cara de manga chupada” voltou pra valer.

    Abs.

    • Quanto a Schumacher eu no começo do ano esperava até por vitórias, fui pego de surpresa por seu desempenho, mas acho que foi bobeira voltar, ele poderia correr em qualquer categoria no mundo.

      • Anselmo Coyote disse:

        Rodrigo,

        Se a temporada do Schumacher tivesse sido ruim eu acharia estranho e talvez atribuiria a ele. Acontece que ela foi péssima e até patética em alguns momentos, o que obriga a uma reflexão maior.

        A natureza não faz milagres. Ao contrário, ela faz o que tem que ser feito com absoluto respeito ao tempo (que também é natureza), o que não se discute. Por isso mesmo é que ninguém, em condições normais de saúde, dorme gênio e acorda imbecil nem dorme imbecil e acorda gênio.

        Pensar que o Schumacher, um heptacampeão, se tornou um dos piores pilotos do grid por ter ficado “parado” 03 anos não é razoável. Entenda-se parado como “não competindo na F1”, por que parado propriamente ele não esteve em nenhum momento. Ao contrário, como assessor técnico, ele testou muito carro de F1 da Ferrari, participou de pre-temporadas, competiu de motocicleta e testou superesportivos de rua.

        Isso tudo me faz estar certo de que o problema dele foi realmente não se acertar com as características do carro, ainda que esse não tenha sido tão mal concebido em termos gerais.

        Eu estou falando em você calçar 40 e seu pai lhe dar um sapato 36. É claro que ainda que este sapato seja o melhor do mundo você não vai conseguir andar com ele. Só isso.

        Grande abraço (ah… saudações hexarrubronegras…rsrsrs)

      • Oxe, Coyote mudou de time foi, passou a torcer pelo São Paulo?

        A partir de hoje, Senna é tetra campeão, pois em 1989 ele foi roubado pela FIA, não importa o que tenha no site da FIA ou F1.com, o campeão de 1989 é Senna.

        O titulo de 1987 é a mesma coisa, o Flamengo decidiu não jogar, quando alguem toma uma atitude tem que ser responsavel pelas consequencias, e a consequencia de 1987 foi perder o titulo, mas tem gente que não aceita, tudo bem, o Flamengo é Hexa e Senna é tetra, pode até melhorar, podemos excluir a Williams de 1992 e 1993, por serem carros de “outro mundo”, aí Schumacher é oito vezes campeão e Senna passa a ser Penta, podemos tambem especular, caso Senna não tivesse morrido, venceria 1994, 1996, 1997 pela Williams, perderia 1998 para a McLaren mas em 1999 voltaria a parceria com Ron Dennis e seria campeão encerrando uma carreira vitoriosa, sendo Hepta (caso não conte 1989), teria mais de 150 poles, em 2006 seria candidato a presidência e seria o primeiro atleta a ser presidente do Brasil, se é para sonhar vamos sonhar ” de com força”, hehehe…

        Saudações do verdadeiro campeão de 1987, hehehe, um abraço.

      • Quanto a Schumacher não quero dizer que ele ficou ruim, o post é na intenção de descontrair, não precisa levar tudo a serio, é logico que Schumacher está entre os 03 melhores de todos os tempos, e o cara não desaprende, espero que ano que vem ele melhore, e torço por vitórias dele, ta na cara que o problema não foi só ele, mas eu posso corneta-lo assim mesmo.

      • Tomás Motta disse:

        “A partir de hoje, Senna é tetra campeão, pois em 1989 ele foi roubado pela FIA, não importa o que tenha no site da FIA ou F1.com, o campeão de 1989 é Senna.”

        Tanto faz, pois em 88 Senna ganhou o campeonato nas porcarias de regulamentos que descartavam resultados. (fez realmente 9 pontos a menos que Prost, mas com os descartes acabou marcando três a mais).

        Seria Tri igualmente, ;) …

      • Sirlan Pedrosa disse:

        Tomás,

        Podemos até não gostar das regras de descartes de resultados, mas TODOS os pilotos pilotaram na época sob essas regras e sabiam que teriam que descartar os pontos. Ademais acho que o próprio Prost se beneficiou dessa regra de descarte em 1986.

        Falando nisso, a regra com os descartes estimulava as ultrapassagens e a busca por uma posição melhor na corrida, já que perdoava eventuais erros e acidentes com o descarte dos cinco piores resultados. Também fazia mais justiça numa época onde os carros tinham uma confiabilidade muito menor. Largavam 26, chegavam no máximo uns 12 no final.

        Pessoalmente acho que devam contar todos os pontos, com a valorização da vitória e do pódio como ocorre hoje, porque para ser campeão o piloto não tem que ser apenas o mais veloz, mas tem que procurar manter uma regularidade e a possibilidade de descartar um “certo número de resultados” pode mascarar essa qualidade de ser regular.

        Olhando hoje os descartes podem não ter sido a melhor das regras, mas na época fazia muito sentido sim.

        Um abraço,

        Sirlan Pedrosa

      • Tomás,

        Quando eu falo das regras é uma clara brincadeira direcionada a Coyote, e o polêmico campeonato Brasileiro de 1987, (ele é Flamengo e eu Sport) acho que as regras devem ser cumpridas pois foi acordado anteriormente, assim como em !987 havia um cruzamento entre modulo verde e modulo amarelo, mas o Flamengo decidiu não jogar, por isso o Sport foi campeão por W O, Para mim o campeão de 1989 é Prost, com politicagem ou não ele é o campeão, para mim não existe isso de campeão moral, campeão só tem um.

        Concorda Coyote? hehehe…

  10. claudio cardoso disse:

    So para colaborar com o Anselmo.

    Schumacher foi campeao, da corrida dos campeaos com a equipe da Alemanha.

    Bem ele ganhou corrida, que o Vettel perdeu.

    Precisa dizer algo sobre se ele esqueceu como pilota ?

  11. claudio cardoso disse:

    esqueci de dizer que foi campeao agora no fim do ano de 2010

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s